Acir Parreiras admite desconhecer caso Mensalinho na CPI

O assessor executivo Acir Parreiras foi ouvido ontem pela Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal. Ele admitiu que desconhece o caso mensalinho, do repasse de Chipanzé a Tereza Queiroz.

Além de Acir, o diretor de comunicação, Alex Sander Ferreira também ouvido. O dj foi citado por José Elias Botelho (Fofão), que afirmou ter recebido durante três meses R$ 680,00 do seu colega de trabalho.

Os depoimentos duraram cerca de 3 horas.

Comentários