CPI continuará trabalhando no recesso parlamentar

Na segunda-feira, 28 de junho, foi realizada a última reunião do primeiro semestre da Câmara Municipal. Isso porque o Poder Legislativo entrou de recesso parlamentar de 45 dias.

Mas apesar de todo este tempo, a CPI do mensalinho continuará fazendo suas investigações. Segundo o vereador Fernando Cabral, os trabalhos da comissão estão ocorrendo conforme o previsto.

Ainda de acordo com Fernando, o prefeito Haroldo Queiroz, acusado de obrigar o repasse de mensalinho, será o último a ser ouvido pela CPI. O depoimento dele poderá ser acompanhado pelo público, como já ocorreu nos depoimentos anteriores.

Comentários