Oranício nega que sabia de suposto mensalinho

Citado várias vezes pelo ex-secretário Ernane Oliveira na CPI do Mensalinho, na manhã da última quarta-feira, 23, o Secretário de Administração Municipal Oranício Menezes foi ouvido pelos membros da comissão.

Com um depoimento conciso, Oranício afirmou desconhecer qualquer possbilidade de mensalinho na Prefeitura. O secretário disse que não sabia que Ernane Chipanzé estava repassando parte de seu salário a Tereza Queiroz. Mas antes dele falar, a comissão também interrogou Elias Fofão, ex-funcionário de confiança do atual prefeito de Bom Despacho, Haroldo Queiroz.

Fofão contou na CPI que também recebia mensalinho, e que um de seus contracheques, consta a assinatura de Oranício Menezes, que também negou esta acusação no seu depoimento. Segundo o secretário de administração, a letra no comprovante de pagamento, pode passar por um exame se necessário.

Os próximos a serem ouvidos pela CPI, serão o assessor executivo Acir Parreira e diretor de comunicação da prefetura, Alexsander Silva, citado por Fofão como o pagador de seu mensalinho, quando ainda trabalhava na prefeitura.

Comentários