Assassinato no bairro São Vicente, leia a ocorrência

HOMICÍDIO CONSUMADO: Por volta de 21:23 horas, a PM compareceu no BAR BEBO E CANTO, localizado no Bairro JK, onde segundo solicitação havia ocorrido disparos de arma de fogo. No local, os militares depararam com um indivíduo caído ao solo com ferimentos provocados por projéteis de arma de fogo, sendo o mesmo de imediato socorrido ao Pronto Atendimento Médico.

Testemunhas relataram que estavam no referido estabelecimento comercial fazendo uso de bebida alcoólica, momento que chegou ao local quatro pessoas encapuzadas e todas armadas com armas de fogo, os quais passaram a efetuar disparos, onde três vitimas foram alvejadas, sendo A.A.M., 25 anos de idade, que foi atingido com um disparo no braço, L.S.X., 21 anos, que foi atingido com onze disparos nas costas, e a vítima conhecida somente por F. que foi atingido com sete disparos, sendo um no queixo, um no pescoço e cinco na região da cabeça, vindo o mesmo a falecer no hospital.

O único conhecido de F. no município é a testemunha, 39 anos, que acompanhou os militares até o Pronto Atendimento e reconheceu o corpo do mesmo, permanecendo com seus pertences. A testemunha acompanhou a PM até a residência de F. na tentativa de identificá-lo, porém nenhum documento foi localizado, tendo a mesma informado que havia conhecido a vítima próximo ao POSTO RODÃO e que ofereceu serviço de servente de pedreiro ao mesmo, onde F. disse ser natural de GOIÂNA/GO e atualmente estava residindo em LAGOA SANTA/MG. A vítima L.S.X. após receber os primeiros socorros foi transferida para BELO HORIZONTE/MG em estado grave, e a vítima A.A.M. foi liberado após ser medicado.

Foram realizados levantamentos no local acerca dos prováveis autores, sendo que o pai do indivíduo D. relatou que seu filho encontrava-se no referido bar lanchando e que logo após sair do estabelecimento os quatro autores chegaram no local e efetuaram os disparos, e que nesta data por volta das 14:00 horas compareceram em sua residência dois indivíduos, sendo um conhecido por F.O. e o segundo desconhecido, os quais passaram a proferir ameaças de morte ao seu filho, e disseram que se não conseguissem matar o mesmo iriam matar o irmão de D., sua mãe ou seu pai, e evadiram em seguida tomando rumo ignorado. O local do homicídio foi isolado e compareceu o perito, que após realizar seus trabalhos técnicos liberou o local. Segue rastreamento.

Fonte: Assessoria de Com. Org. Sétimo BPM

Comentários