Anastasia autoriza início da última etapa das obras do Mineirão


O governador Antonio Anastasia autorizou, nesta terça-feira (21), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, início da terceira e última etapa das obras de modernização do Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão. Desde janeiro deste ano, o estádio está sendo adequado aos padrões exigidos pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) para sediar os jogos da Copa das Confederações em 2013 e da Copa do Mundo de 2014. A conclusão das obras está prevista para o final de 2012, dentro do prazo previsto no cronograma inicial.

A última etapa é a mais complexa e prevê três importantes obras: cobertura adicional das arquibancadas; construção de uma esplanada de 70 mil metros quadrados no entorno do Mineirão, com área reservada para estacionamento coberto, restaurantes e lojas de serviço; e passarela ligando o Mineirão ao Mineirinho, que durante a Copa do Mundo funcionará como centro de apoio de mídia.

O governador ressaltou que as duas primeiras etapas cumpriram integralmente o cronograma definido com a Fifa. Ele disse que todos os esforços estão sendo feitos para que o Novo Mineirão seja entregue à população em dezembro de 2012, como previsto no projeto inicial.

“Agora é a grande obra, a reconstrução do Mineirão. Na realidade, vamos fazer as adaptações no prédio, para adequá-lo aos cadernos da Fifa, aqueles encargos previstos, não só no que se refere a acesso à esplanada que será construída, a completa modificação das bilheterias e detalhamento do projeto que já foi bem conhecido, que vai significar um estádio com muito mais conforto, muito mais segurança e também permitindo a sua utilidade muito maior, além dos jogos de futebol, para outros eventos de lazer e cultura”, disse Anastasia.

Gestão compartilhada

Para essa etapa decisiva das obras, o Governo de Minas adotou o modelo de gestão compartilhada. Neste modelo, o Estado não investirá recursos públicos diretamente nas obras da terceira etapa. O investimento estimado do consórcio para obras de modernização será de R$ 743,4 milhões. Parte dos recursos, num total de R$ 400 milhões, será disponibilizada pelo BNDES, por meio de linha de crédito especial concedido às 12 cidades sedes da Copa de 2014.

fonte: Ag. Minas

Comentários