sexta-feira, 24 de junho de 2011

Hackers invadem site do IBGE e deixam mensagem nacionalista

Já está virando rotina,  hackers  invadirem sites governamentais. Na noite de ontem, o endereço eletrônico pirateado foi o do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatisticas).

O pirata virtual, ao invadir o site, deixou um texto nacionalista, pedindo mais dignidade ao povo brasileiro.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Fim da linha para os times de BD na Copa Alterosa

Os times de Bom Despacho terminaram a sua trajetória na Copa Alterosa deste ano. Hoje a tarde, Associação e Famorine, únicos que continuavam na competição,  foram eliminados. 

No estádio Chico Marques, o São Francisco de Pará de Minas venceu o Tricolor da Vila Aurora por 2 a 1. No primeiro jogo, o time de Bom Despacho também havia perdido para o rival. Bastava um empate para a equipe paraense, mas venceu em Bom Despacho. 

Em Pompeu, o Famorine voltou a ser goleado pelo rival Cap de Pompeu. O Verdão perdeu por 6 a 0, no primeiro jogo realizado no último domingo, foi derrotado por 5 a 0 em casa. 

Os times locais se preparam agora para o Campeonato regional a ser promovido pela Liga de Bom Despacho em parceria com Federação Mineira de Futebol.

Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais alerta para perigos do cerol


Com a chegada das férias escolares, cresce o número de acidentes com cerol, mistura de cola e vidro moído, usada para soltar papagaios. Apesar do uso da mistura ser proibido por lei, o Estado ainda registra acidentes envolvendo a substância.
O uso do cerol é proibido pela Lei Estadual 14.349/02. O Decreto 43.585/83 prevê aplicação de multas aos infratores ou responsáveis. Quem, mesmo que involuntariamente, machuca alguém com linha coberta com cerol é enquadrado no artigo 129 e pode sofrer pena de três meses a um ano de prisão. Em caso de menor de idade, os pais ou responsáveis poderão ser responsabilizados. Em 2010, o Hospital João XXIII, da Rede Fhemig, atendeu 35 vítimas, sendo que 26 delas foram nos meses de junho e julho. Em 2011, já são cinco casos, dois deles no mês de junho.
Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais alerta para que pais, adolescentes e crianças brinquem com segurança, evitando correr riscos e provocar acidentes. “Existem locais apropriados para a brincadeira. O aconselhável é que ela seja feita em parques, longe da rede elétrica”, diz a capitão Karla Lessa. A principal orientação é para que as pessoas não soltem os papagaios em dias de chuva, principalmente se houver relâmpagos e que evitem brincar perto de antenas, fios telefônicos ou cabos elétricos.
Na maioria dos casos, o papagaio fica preso na fiação elétrica pela rabiola, por isso, é recomendável soltar a arraia, que não tem esse acessório. É importante que os pais orientem as crianças a não empinar o papagaio em cima de lajes e telhados, para evitar as quedas que podem ser fatais. O brinquedo também nunca deve ser feito com papel laminado ou utilizada linha metálica, como fio de cobre de bobinas para evitar o risco de choque elétrico.
O cuidado deve ser redobrado em ruas e lugares movimentados, principalmente quando andar para trás, por causa do risco de atropelamentos e buracos na pista. Se o papagaio se enroscar nos fios, nunca tente tirá-lo com canos, vergalhões ou bambus. O melhor é fazer outro. 
Motivo de acidentes, às vezes fatais, o uso do cerol representa um grande perigo para quem anda sobre duas rodas. Motociclistas e ciclistas devem redobrar a atenção. O recomendado é a colocação de uma antena antilinha. “Como bombeiro e motociclista oriento que os condutores prestem mais atenção, principalmente próximo a bairros residenciais e em vias de trânsito rápido, onde se torna mais difícil a visibilidade da linha do papagaio, alerta a capitão Karla. Para ela, a prevenção ainda é o melhor remédio contra esse tipo de acidente. “O trabalho preventivo deve começar com as crianças. Orientações nas escolas e em casa podem ser boas aliadas neste trabalho.”


Ag. Minas

terça-feira, 21 de junho de 2011

Esgoto vira energia em cidade do Reino Unido

Você já imaginou se os dejetos sólidos que despejamos descarga abaixo fossem transformados em energia para o nosso próprio consumo doméstico? Na cidade de Didcot, no Reino Unido, essa possibilidade deixou o estágio da imaginação e passou a fazer parte da realidade da população, conforme apuraram os pesquisadores da Plataforma de Cidades Sustentáveis.

O programa tem como objetivo dar um destino correto aos dejetos humanos e, ao mesmo tempo, suprir a necessidade energética para aquecimento. Atualmente, mais de 200 casas utilizam esta energia para manter seus radiadores de calefação (aquecedores) funcionando.

A produção da energia deriva do metano, o gás que resulta da decomposição anaeróbia de tais compostos. Uma das vantagens de tal processo é destinar o metano, gás-estufa cujo efeito é 23 vezes mais impactante ao meio ambiente do que o dióxido de carbono (CO2), à uma atividade doméstica (aquecimento), além de gerar mais economia nas contas de energia.

Como funciona

O ponto inicial é a captação das fezes humanas através das descargas dadas nos banheiros das casas e que desembocam em uma estação especial de tratamento. Logo após a captação, os dejetos são depositados em um enorme tanque onde se torna possível separar a água limpa da suja, ambas derivadas das descargas. Há necessidade de certa quantidade de água para que o processo ocorra. O lodo restante no primeiro tanque é depositado em outro para que a fermentação anaeróbia possa ser feita, processo que dura algumas semanas.

A partir de então, resíduos sólidos restam e derivam deste processo. Tais resíduos são utilizados para produzir fertilizantes, que serão usados, por exemplo, em lavouras e plantações. Assim que o gás é liberado, este é coletado e distribuído nas residências, garantindo o funcionamento dos sistemas de calefação. Todo o processo deve levar em média 23 dias para ser concluído, desde o momento em que a descarga é dada até o momento em que o gás chega nas casas.

As instituições envolvidas na transformação dos dejetos em energia são  a British Gas e a Prefeitura de Didcot, cidade com 627 mil habitantes (dados de 2005). Hoje, o município orgulha-se de ser o primeiro do Reino Unido a utilizar a chamada "energia a partir de dejetos", fato que foi conquistado, na prática em 2010.

portal Eco

Obras de modernização do estádio Mineirão em Belo Horizonte retomam ritmo normal


A Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) informa que 100% dos operários estão trabalhando nesta segunda-feira (20) nas obras de modernização do Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão).
Na manhã desta segunda-feira (20) os operários aprovaram em assembleia a proposta da empresa Minas Arena, responsável pelas obras e posteriormente pela operação por 25 anos do estádio.
A última rodada de negociação foi em audiência de conciliação e instrução no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), realizada na noite de sexta-feira (17), entre a Minas Arena e os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de BH e Região (STIC-BH) e o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção Pesada de Minas Gerais (Siticop-MG).
O acordo prevê os seguintes benefícios:
- Fornecimento de cesta básica/cartão alimentação no valor de R$ 60,00 a partir de 10/07/2011 (cesta ou cartão).
- Estabilidade de trabalho para os operários que fazem parte da comissão de representantes dos empregados.
- Pagamento como participação nos lucros proporcional ao tempo de serviço na obra, no valor de até R$ 660,00.
- Apresentação de um plano de saúde para os trabalhadores até o final de junho. 
- Pagamento de adicional de hora extra de 100%.
- Reajuste salarial com aumento de 4% de forma linear para todos os empregados. 
“Entendemos que todas as reivindicações foram atendidas. Os operários ausentes compensarão os dias que estiveram em paralisação no regime de oito horas”, afirma o presidente da Minas Arena, Ricardo Barra.
“É importante destacar que o cronograma está mantido e que o Mineirão estará pronto em dezembro de 2012”, assegura o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso.


Ag. Minas

domingo, 19 de junho de 2011

Adolescentes poderão doar sangue acompanhados de seu responsável legal


A partir do dia 10 de julho próximo, os adolescentes de 16 e 17 anos que quiserem se candidatar à doação de sangue deverão estar acompanhados de seu representante legal, para realizar o cadastro em qualquer unidade da rede Hemominas no Estado. Eles somente passarão pelas etapas que antecedem a doação - triagem clínica, triagem hematológica e lanche - após a assinatura do termo de autorização pelo responsável. As pessoas maiores de 65 e até 68 anos, que também desejarem se candidatar, deverão já ter doado pelo menos uma vez antes de haver completado 60 anos.
Essas novas regras, definidas pela portaria 1353 do Ministério da Saúde, publicada no último dia 13 de junho, objetivam a ampliação da parcela da população que, estando em condições físicas saudáveis, poderão se candidatar à doação de sangue nos hemocentros públicos de todo o país.
Os demais critérios exigidos para se candidatar à doação continuam inalterados: portar e manter durante todas as etapas de triagem seu documento oficial com foto e dentro do prazo de validade; não estar em jejum; ter dormido bem na noite anterior; não ter feito novas tatuagens nos últimos 12 meses; não ter feito exames invasivos (como endoscopia) nos últimos 12 meses; não ter tido situação de risco para doenças sexualmente transmissíveis; não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas; não estar em uso de medicamentos como analgésicos e outros; não apresentar sintomas de viroses (resfriado, gripes e outras).
Outros critérios mais detalhados serão avaliados nas triagens clínica e hematológica, podendo o candidato apresentar inaptidão temporária ou permanente. As triagens buscam resguardar as condições de saúde do candidato e também do paciente que vai receber a transfusão.
Ag. Minas

Inverno será marcado por temperaturas baixas e pouca chuva


O inverno deste ano terá início às 14h16 da próxima terça-feira (21) e vai até o dia 23 de setembro. De acordo com o meteorologista do Centro de Climatologia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Arthur Chaves Paiva Neto, a estação será marcada por baixas temperaturas e a umidade relativa do ar deverá ser inferior a 30%.
“Esta época é a mais seca do ano em Minas Gerais, apresenta os menores índices de chuva e de umidade relativa do ar, além de as temperaturas serem as mais baixas”, afirma o meteorologista. Ele explica, ainda, que a passagem de frentes frias deve fazer com que as temperaturas atinjam valores negativos no Sul do Estado, provocando dias frios também no Campo das Vertentes, Zona da Mata e região Central. Os menores valores de umidade relativa do ar devem ocorrer, principalmente, no Triângulo Mineiro, Centro e Norte de Minas.
De acordo com Arthur Chaves, ao contrário dos dois últimos anos, em 2011 não há a ocorrência de El Niño ou La Niña no Oceano Pacífico, o que contribui para ocorrência de valores de chuva, temperatura e umidade dentro da média histórica de cada região.
 Ag. Minas