sábado, 6 de agosto de 2011

Lei Maria da Penha completa cinco anos de criação


Neste domingo (07/08), a Lei Maria da Penha completa cinco anos de criação e o balanço do Centro Risoleta Neves de Atendimento (Cerna) mostra que as mulheres estão buscando ajuda contra a violência. No primeiro semestre deste ano, mais de 700 vítimas procuraram atendimento psicossocial e jurídico no serviço.

O centro é vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e, além de prestar atendimento, realiza encaminhamento para a Rede Estadual de Atendimento às vítimas de violência física, sexual, psicológica, moral, patrimonial e homofóbica, em cumprimento à Lei Maria da Penha. Segundo a presidente do Conselho Estadual da Mulher de Minas Gerais e subsecretária de Direitos Humanos da Sedese, Carmen Rocha, a Lei Maria da Penha já é realidade para a maioria da população.

A coordenadora Especial de Políticas Públicas para Mulheres, Eliana Piola, acredita em uma mudança significativa no comportamento das vítimas, depois que são acompanhadas pelos profissionais do Cerna. Mulheres que sofrem com a violência e tenham interesse nos serviços oferecidos podem procurar diretamente a instituição, situada na Rua Pernambuco, 1000, Savassi, em Belo Horizonte. Informações e orientações também podem ser solicitadas por meio do e-mail cerna@social.mg.gov.br.


Lei Maria da Penha

- A Lei proíbe a aplicação de pena pecuniária, a exemplo de multas e cestas básicas.
- Não permite a entrega da intimação ao agressor pela mulher.
- Determina que a mulher seja notificada de todos os atos processuais,
principalmente quando o agressor for preso e quando sair da prisão.
- Determina a possibilidade de prisão em flagrante do agressor.
- Possibilita a prisão preventiva.
- Aumenta em um terço a pena dos crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher portadora de deficiência.
- Prevê atendimento por equipe multidisciplinar, composta por psicólogo, assistente social, que desenvolvem trabalho de orientação, encaminhamento, prevenção e outras medidas voltadas para a vítima e seus familiares. Este atendimento será feito pela Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres do Estado.

Disque Direitos Humanos

Em Minas Gerais, a população conta com o Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19), uma ferramenta importante para denunciar a violência contra a mulher.

Também coordenado pela Sedese, o serviço é gratuito, sigiloso e recebe denúncias de todo o Estado. Os relatos recebidos são encaminhados para os conselhos e delegacias especializadas.




sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Aluno de escola pública do centro-oeste mineiro vence concurso de empreendedorismo


Rafael, vencedor vestido de branco.

Rafael Resende, aluno da Escola Estadual Santo Tomaz de Aquino, de Divinópolis, conquistou o primeiro lugar do Concurso Saber Crescer, organizado pela Junior Achievement em parceria com o Citi Foundation. O prêmio visa incentivar o espírito empreendedor dos jovens e teve a participação de mais de 13 mil estudantes da rede pública de oito estados brasileiros.
Rafael tem 18 anos e está no 3º ano do ensino médio. Inspirado por seu pai, que administra pequenos negócios, tornou-se um apaixonado por gestão financeira. O estudante teve a chance de testar seus conhecimentos e habilidades pela primeira vez em 2010, quando ele e um grupo de 20 colegas participaram de um projeto da escola para montar uma mini-empresa.
“Na ‘Esmata’ tive a chance de agir como um gestor. No início do processo nós ganhamos ações que tínhamos que vender. Foi com esse dinheiro que mantivemos a empresa e montamos o produto final”, ressalta Rafael. “Tínhamos que pagar pequenas despesas, como aluguel, contas de água, luz e telefone”. Os jovens foram orientados por profissionais que já atuam no mercado em diferentes áreas.
O grupo teve que criar um produto que pudesse ser vendido. O resultado foi a Sacolart, uma sacolinha de lixo para carro feita com TNT. “Foi muito bacana a experiência. Cada um ficou responsável por uma tarefa. Uns tiveram que cortar o TNT e os outros tiveram que fazer a colagem. Na hora de vender o produto, eu fui um dos que mais se destacou e recebi uma premiação por isso”, disse Rafael.
Entre as escolas onde o projeto da mini-empresa foi implantado, a E. E. Santo Tomaz de Aquino foi a que mais se destacou, por isso foi premiada pela emprega idealizadora do projeto, a Gerdau, multinacional líder na produção de aços longos nas Américas.
Após se destacar na venda da sacolinha, Rafael venceu o Concurso Saber Crescer. “A primeira parte teve provas on-line sobre gestão financeira. Como minha colocação foi boa, fui chamado para participar da etapa final em São Paulo. Lá eu fiz provas de múltipla escolha, participei de um jogo de perguntas e respostas, assisti a palestras e fui o estudante que mais conseguiu reunir pontos”.
Para se preparar Rafael utilizou o que aprendeu na escola e na internet e assistiu a vídeos postados no site do concurso. O estudante também dedicou cerca de duas horas por dia para os estudos de gestão. 
Segundo Rafael, além de prêmios, a experiência rendeu-lhe conhecimento. “Aprendi muitas coisas boas. As palestras me ensinaram sobre como administrar minhas dívidas, orçamento, finanças pessoais, entre outras coisas. Além disso, meus professores já me elogiaram e disseram que a minha postura melhorou na hora de apresentar trabalhos”.
Ag. Minas

“Não há verdade absoluta em relação às sacolas plásticas”, afirma estudo


A organização Espaço Eco desenvolveu um estudo a pedido da empresa petroquímica Braskem (produtora de resinas plásticas) e chegou à conclusão de que a eficiência de cada tipo de sacola depende do hábito de cada consumidor.

Segundo o estudo, quanto mais vezes o consumidor joga lixo fora de casa, mais indicadas são as sacolas descartáveis, porque podem ser reutilizadas. As sacolas retornáveis são indicadas para quem costuma ir muitas vezes ao supermercado.

"Não há uma verdade absoluta. A pertinência depende dos cenários", assegurou ao Estadão, Emiliano Graziano, gerente de ecoeficiência do Espaço Eco.

A quantidade de utilização das sacolas, a capacidade de carga, o custo e o nível de reciclagem são algumas das características que explicam a conclusão da pesquisa. A comparação aponta o custo-benefício da sacola em razão de seus danos ambientais.
"O plástico não é o grande vilão, sob a análise do ciclo de vida", considerou Graziano. "Há oportunidades em que as sacolas plásticas são mais ecoeficientes no transporte das compras para casa. E há ocasiões em que é melhor usar as retornáveis", acrescentou.

Considerações

A pesquisa analisou oito tipos de sacolas disponíveis no mercado. Três descartáveis (polietileno tradicional, polietileno de cana-de-açúcar e a aquelas com aditivo biodegradável) e quatro retornáveis (plástico duro, papel, ráfia, tecido e TNT). As embalagens de papel e tecido não se mostraram vantajosas em relação às demais em nenhum tipo de cenário.

A baixa capacidade de carga, reúso e reciclagem foram a explicação para as sacolas de papel. Segundo Graziano, as embalagens de tecido possuem um elevado consumo de energia elétrica durante sua produção e na quantidade de terras usadas no plantio do algodão. "O ciclo de vida envolve uma série de fatores, mas esses são os principais", explicou.

fonte; Portal eco

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Cooperativas de crédito serão correspondentes bancários do BDMG


Foi publicado nesta quarta-feira (3) o edital que regulamenta o credenciamento de cooperativas de crédito singulares como correspondentes bancários do BDMG. Podem se credenciar cooperativas de crédito de livre admissão de associados responsáveis por negócios de natureza industrial, comercial ou de prestação de serviços, incluídas as atividades da área rural vinculadas às centrais. O banco vai remunerar o correspondente bancário credenciado pelo trabalho de recepção e encaminhamento de propostas de financiamento de empresas com faturamento de até R$ 10,5 milhões.  
Este projeto faz parte da estratégia do BDMG que, em consonância com as diretrizes do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI), quer ampliar sua presença  em todo o Estado, para melhor atender às demandas das médias, pequenas e micro empresas. Para o presidente do banco, Matheus Cotta de Carvalho, as expectativas são boas, pois as cooperativas de crédito estão espalhadas em Minas Gerais, com milhares de associados, e o BDMG tem experiências de trabalho bem sucedidas com essas instituições: “As cooperativas têm muita força e credibilidade em nosso Estado. Vamos somar nossos esforços para levar mais crédito para os empresários de todas as regiões, que são os grandes responsáveis pelo crescimento da economia e pela geração de empregos de qualidade, que é uma das prioridades do governo Anastasia”, disse.
Esta rede de relacionamento iniciada agora faz com que o BDMG, efetivamente, amplie sua presença em todas as regiões de Minas. “Todos vão ganhar com isso. Ganha o banco porque aumenta sua base de clientes por meio de um parceiro forte em todo o Estado; ganham os correspondentes bancários por terem mais produtos para oferecer aos seus associados, e ainda serem remunerados por isso; ganha o empresário por ter o acesso ao crédito facilitado e com mais agilidade; e, mais ainda, ganha o Estado, por ter sua economia fortalecida”, explica o presidente.
Todos os credenciados serão capacitados pelo BDMG. Inicialmente, estão sendo oferecidas quatro linhas de financiamento: O BDMG Geraminas e BDMG Competitivo, ambos com fundos estaduais, e o BDMG Fixo Fácil e BDMG Giro Fácil, com recursos próprios do banco. As especificidades dessas linhas, bem como o edital, podem ser encontrados no site www.bdmg.mg.gov.br. Oportunamente, o portfólio será ampliado com outras fontes de recursos.
As bases do edital seguem a regulamentação do Banco Central, instituição que rege não só o BDMG, mas também as cooperativas de crédito, e foi enriquecido com sugestões de representantes das cooperativas, no período de 15 dias em que esteve aberta a consulta pública.  A vigência do contrato de correspondente bancário será de 12 meses, prorrogáveis por iguais e sucessivos períodos. O banco não exige exclusividade, podendo as cooperativas atuar como correspondentes de outras instituições. Também ao BDMG está reservado o direito de não conceder exclusividade a qualquer correspondente.

fonte: Ag. Minas

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Dr. Bertolino poderá ser candidato a vice-prefeito

Em 2012, Bom Despacho viverá um ano cheio de expectativas, principalmente para o setor da política. Até o momento, surgiram possíveis nomes como pré-candidatos a prefeito. Na última edição do Jornal Fique Sabendo, Célio Luquine admitiu que pretende ir para as urnas no próximo do ano .

Como já ocorre desde o último pleito, o ex-vice-prefeito Vital Guimarães (PSDB), se despontou como um dos nomes mais cogitados para disputa eleitoral de 2012. Desta vez, o tucano afirmou que o conceituado médico e ex-vereador Dr. Bertolino poderá fazer parte de sua chapa partidária.

Vital seria candidato a prefeito e Dr. Bertolino, o   seu vice. “Não descartamos esta possibilidade”, disse o presidente do PSDB de Bom Despacho em conversa com o Jornal Fique Sabendo. 

Dr. Bertolino foi ex-vereador e ex-secretário de saúde de Bom Despacho. O médico atualmente está na comissão provisória do PMDB local, junto com o presidente da sigla Aelson Zuca Lobato. “Este projeto visará  o melhor desenvolvimento de  nossa cidade”, completou Vital.

 Vital Guimarães obteve em 2008 quase 13 mil votos. A alta votação, segundo ele, é um dos fortes quesitos para tentar novamente a cadeira de Prefeito de Bom Despacho.
            

Homicídio acontece em BD

Na noite de segunda-feira, 1, a PM compareceu a Bairro São Vicente, após ter um chamado. Por volta das 20h23, próximo a uma escola estadual, aconteceu um homicídio. A vítima era um homem de aproximadamente 32 anos de idade. O corpo dele foi encaminhado ao Pronto Atendimento, onde o médico encontrou dentro de sua boca cerca de 7 pedras de CRACK. 

Leia a ocorrência para saber mais detalhes: 

HOMICÍDIO CONSUMADO – BOM DESPACHO: Por volta das 20:23 horas, a PM compareceu na Rua ALLISON JUSTINO DE SOUZA, bairro SÃO VICENTE, mais precisamente em frente a uma Escola Estadual, onde segundo solicitação anônima, havia um individuo caído ao solo. No local os militares depararam com a vitima de 32 anos de idade, deitada ao solo em decúbito ventral sangrando muito na região da cabeça. De imediato a vítima foi conduzida ao Pronto Atendimento Médico e após ser atendida, os médicos constataram que a vitima tinha uma perfuração no couro cabeludo proveniente de disparo de arma de fogo e após ser atendido e medicado pela junta médica a vítima veio a óbito. Durante seu atendimento o médico encontrou dentro da boca da vítima 07 (sete) pedras de uma substância análogas a CRACK embrulhadas prontas para serem comercializadas, as quais foram apreendidas. Compareceu no local o Perito que realizou os trabalhos de praxe e liberou o local. Durante rastreamento os militares receberam informações via ligação anônima, voz de uma mulher, a qual alegou ter visto, quando os indivíduos estavam discutindo com a vítima e ouviu um barulho, sendo possivelmente um disparo de arma de fogo, e que em seguida viu uma pessoa caída no chão e as outras 04 (quatro) correndo. Disse ainda que os indivíduos que correram e discutiam com a vítima era dois menores de 16 e 17 anos de idade  e E.R.S., 19 anos de idade. Diante das informações foi realizado rastreamento, sendo os suspeitos localizados, os quais foram conduzidos para a DEPOL, para esclarecimentos dos fatos, sendo que os mesmos negaram a participação no crime. Em parlamentação com o suspeito E., este informou que viajou para a cidade de SETE LAGOAS/MG, na companhia de T. e de W., com o objetivo de levar este último até a penitenciaria daquela cidade, relatando ainda que havia retornado por volta das volta das 21:30 horas e que não sabia do crime, contudo, a PM recorda de ver E. nas proximidades do fato por volta das 20:30 horas, quando faziam isolamento do local do fato.

fonte: Assessoria do Sétimo Batalhão.

OPERAÇÃO EM BOM DESPACHO APREENDE 01 ARMA E MAIS DE MEIO QUILO DE DROGAS

A Polícia Milita, na última sexta-feira (29), cumpriu um Mandado de Busca e Apreensão no Bairro Rosário II, em Bom Despacho, em decorrência da Operação “Minas em Segurança”, onde apreenderam 01 (uma) arma de fogo e mais de meio quilo de entorpecentes.

Os Policiais Militares da 50ª Cia PM em Bom Despacho, de posse das informações de que em uma residência, situada na Avenida das Palmeiras, no Bairro Rosário II, havia um cidadão, conhecido por I. J. da S., 36 anos, que estaria traficando drogas no local e ainda se encontrava de posse de uma arma de fogo.


Diante da denúncia, foi solicitado, pela Polícia Civil da Delegacia Regional em Bom Despacho o competente Mandado de Busca e Apreensão, o qual foi expedido pelo Poder Judiciário da Comarca de Bom Despacho, após parecer favorável do Ministério Público Estadual.
No último dia 29, por volta das 17:45 horas, os policiais compareceram à residência mencionada, apresentaram o mencionado mandado e apreenderam os seguintes materiais: 01 (um) tablete pesando 253,10 gramas e 02 (duas) buchas de uma substância análoga a maconha; 01 (uma) barra pesando 194,50 gramas, 03 (três) invólucros pesando 13,5 gramas e 29 (vinte e nove) pedras, prontas para serem comercializadas, de uma substância análoga a crack; 01 (uma) balança de precisão; 01 (um) frasco fechado de amônia e 02 (dois) frascos vazios de água oxigenada, ambos utilizados para dissolução de droga; 01 (uma) agenda telefônica com anotações referente a venda de drogas; a quantia de R$ 3.613,00 (três mil, seiscentos e treze reais) em dinheiro; 03 (três) cheques totalizando R$ 120,00 (cento e vinte reais); 01 (uma) arma de fogo tipo pistola calibre 765 mm², de cor preta, marca Taurus, com 01 (um) carregador e municiada com 04 (quatro) cartuchos intactos.

Além deste material ainda foi apreendido outros objetos como furadeira, makitas, ferramentas de procedência duvidosa, telefones celulares, 01 (uma) motocicleta Honda CG 125 preta que era utilizada pelo suspeito para comercializar drogas.

Durante as buscas por várias vezes um dos telefones tocou, onde os usuários solicitavam a entrega de entorpecentes. Em uma dessas ligações, os policiais identificaram o suspeito F. R. dos S., 32 anos, o qual solicitava a entrega de drogas, através do telefone, sendo este localizado e conduzido à Delegacia de Polícia, para prestar esclarecimentos.
Todos os materiais apreendidos, bem como os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil, onde o envolvido I. J. da S. foi autuado em flagrante delito, pela Autoridade de Polícia Judiciária e recambiado para a Penitenciária “Pio Canedo”, na cidade de Pará de Minas.

É com esse trabalho intensificado pelos PM do 7º BPM, no Pacto pela Vida e na busca constante pelo fortalecimento da cidadania, que o Estado de Minas Gerais se tornará o melhor local para se viver.

 “Polícia Militar: ao seu lado fortalecendo a cidadania”.

Assessoria de Comunicação Organizacional – 7º BPM