sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Alunos da UNIPAC fazem expedição ao Rio Capivari


Projeto Ambiental  idealizado por Professor da UNIPAC Bom Despacho inicia pesquisa científica através de Expedição no Rio Capivarí e torna-se um dos grandes diferenciais da Onda  Sustentável 2011

O Profº da UNIPAC Bom Despacho, Ronaldo Lúcio Ferreira, idealizou o Projeto de Pesquisa sobre o Rio Capivarí como forma de levantar a realidade do Rio que abastece a cidade de Bom Despacho.


Em 2010, o Profº Ronaldo Lúcio Ferreira, realizou uma enquete com cerca de 300 pessoas da comunidade de Bom Despacho para verificar se a população tinha conhecimento de onde vem a água que abastece a população. Os resultados da pesquisa mostraram, que cerca de 70% dos entrevistados não souberam responder.


Desta forma, após a pesquisa, o Profº Ronaldo Lúcio e a Profª Marilene Araújo, em 2011, decidiram colocar o Projeto em prática. Além de ser um dos grandes diferenciais da Onda Universitária de 2011, o projeto retrata a realidade da Unipac Bom Despacho em cumprir mais uma das premissas do PDI - Plano de Desenvolvimeto Institucional no que tange à Responsabilidade Social. 

A Expedição Rio Capivarí é o marco inicial de uma investigação científica acerca de mata ciliar, qualidade e quantidade de água, fauna, flora e questões histórico-sociais que envolvem o Rio Capivarí e que levantará a realidade do mesmo com o apoio de outros dois professores especialistas no assunto e também professores da UNIPAC: Marta Machado e Alexandre Mendes Mendonça.

Esse projeto conta com o apoio da UNIPAC Bom Despacho, Polícia Militar de Meio Ambiente de Bom Despacho e Lagoa da Prata, ARPA III, Instituto Estadual de Florestas-IEF, EMATER VERdeMINAS/ Bambuí e prefeitura municipal de Bom Despacho juntamente com os alunos e professores da Faculdade. Serão realizados  registros do entorno do rio, da nascente em Santo Antônio do Monte à captação de água em Bom Despacho, já que a cidade é abastecida pelo rio e dentro de 3 dias serão plantados cerca de 300 mudas de árvores nativas ao longo 13,5 km.

Para dar início ao Projeto, será realizada uma expedição com cerca de 30 alunos dos cursos de Agronomia, Engenharia Ambiental e Sanitária, Serviço Social e Pedagogia/FACEB. Além dos professores envolvidos e os órgãos públicos que apoiam o projeto, todos estarão presentes no dia 01/10, sábado, na solenidade de abertura. A descida do Rio Capivarí terá início às 7h da manhã, no ponto de partida denominado, “Pirulito”, que marca a divisa do Rio entre Bom Despacho, Araújos, Moema e Santo Antônio do Monte.

De acordo com o Profº Ronaldo Lúcio Ferreira, esse projeto dá aos alunos a oportunidade de fazerem um trabalho em campo de pesquisa, além de um olhar diferenciado onde se tem a oportunidade de aplicar conhecimento em campo.


Mais detalhes sobre a expedição: no dia 01/10, sábado, às 7h da manhã, haverá uma solenidade no ponto de partida, com as instituições participantes: Polícia Militar de Meio Ambiente de Bom Despacho e Lagoa da Prata, IEF, EMATER VERdeMINAS Bambuí, ARPA III, alunos e professores da UNIPAC Bom Despacho. A comitiva sairá do percurso, localizado no município de Santo Antônio do Monte, local denominado Pirulito (onde delimita os municípios de Santo Antonio do Monte – Araújos -Moema e Bom Despacho). Neste local a comitiva realizará 13,5km de percurso, dividido em 3 dias de expedição, ou seja: serão percorridos 5km no sábado, 5 Km no domingo e 3,5 Km na segunda-feira. Durante esse percurso serão plantados 300 mudas de árvores nativas em pontos demarcados por GPS numa pré-descida com a Polícia Ambiental e professores da UNIPAC Bom Despacho. Os pontos de plantio foram demarcados por Agrônomos e Engenheiros Ambientais. Esse plantio será simbólico e futuramente, após estudo, será feito revitalização da área.

Assessoria de Imprensa UNIPAC

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Assessoria do Senador Clésio Andrade visita Bom Despacho

A assessoria do Senador Clésio Andrade (PR)  visitou Bom Despacho na nesta semana. O objetivo foi fazer novos contatos com a mídia local, para que   a população possa tomar um melhor conhecimento  sobre  trabalho e os projetos do parlamentar.
          
O senador foi representado pela assessora Eloisa Helena, convidada do vereador Jefinho. Além de terem visitado a redação do Jornal Fique Sabendo, eles foram as rádios locais e demais veículos de comunicação da cidade.

 A assessora Eloisa Helena destacou a importância do trabalho do Senador Clésio Andrade para Minas Gerais, principalmente para os setores rural e de transportes do estado.

O Senador Clésio Andrade é o atual presidente da Confederação Nacional dos Transportes, além de ter sido vice-governador de 2002 a 2006, com o ex-governador Aécio Neves (PSDB) em Minas Gerais. 

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Coca-Cola investe em caminhões elétricos nos Estados Unidos


Coca-Cola pretende adicionar à sua frota cerca de 750 caminhões 100% elétricos até o final de 2011. A companhia, que já possuía 650 unidades híbridas, visa reduzir os custos com combustível e as emissões de poluentes em até 10 toneladas por ano.

Os caminhões "ecológicos" serão alocados em cidades americanas como São Francisco, Nova York, Washington DC e Hartford, em Connecticut. Segundo a fabricante Navistar, os veículos, chamados de eStar, serão capazes de andar até 100 quilômetros com uma única recarga, que leva de seis a oito horas para ser concluída. Ao final de sua vida útil, cerca de 50% dos seus componentes podem ser reciclados.

No Brasil, a Coca-Cola mantém desde 1996 a Operação Qualidade do Ar, desenvolvida para reduzir a emissão de gases da frota de caminhões. A campanha já gerou uma economia anual de 10 milhões de litros de combustível.

Portal eco

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

DER instala novos radares para aumentar segurança nas rodovias estaduais mineiras


Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER) informa o início de operação de mais 18 novos radares em rodovias estaduais em diversas regiões do Estado, a partir de zero hora desta quarta-feira (28). 

A velocidade máxima permitida nos trechos monitorados será de 60 km/h.ois equipamentos passam a operar na MGC-187, região do Alto Paranaíba, nos quilômetros 63,7 e 64.0, próximos ao município de Ibiá; um equipamento na MG-435, no quilômetro 14,0, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), em Caeté; três equipamentos na MGC-262 nos quilômetros 226,4, 229,3 e 229,5, na região Central, em Santa Bárbara, e dois em Presidente Olegário, na MGC-354, nos quilômetros 176,2 e 176,3, na região Noroeste.



A região Sul de Minas também foi contemplada com oito novos equipamentos. Na MG-179 em São João da Mata, quilômetros 79,2 e 79,5; e na MG-290 em Inconfidentes, quilômetros 43,0 e 43,3; serão instalados dois equipamentos. Na MG-290, quilômetro 51,5, em Ouro Fino; na MG-450, quilômetro 8,5, com destino a Guaxupé; na MG-453, quilômetro 7,5, em Machado e na MG-455, quilômetro 30,2 em Andradas; na MG-158, em Passa Quatro, quilômetro 20,8; em Cachoeira de Minas, na MG-173, quilômetro 7,1; será instalado um radar em cada local.
A implantação dos novos radares é uma das ações previstas no Programa Estruturador de Aumento da Capacidade de Segurança dos Corredores de Transporte (Proseg) da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), cujo objetivo é aumentar a segurança nas rodovias estaduais mineiras. Até o final do ano, a meta é atingir 196 radares instalados nas rodovias estaduais. Atualmente, já estão em operação 101 equipamentos espalhados em todas as regiões de Minas.
Um estudo realizado pelo DER/MG, no período de dezembro de 2010 a maio de 2011,  comprova a eficácia de 95 radares instalados nas rodovias estaduais mineiras, apontando a queda de 35,08% nas ocorrências de acidentes e redução de 32,11% no número de pessoas envolvidas. Os dados foram mensurados desde a implantação dos equipamentos, em dezembro de 2009.
Proseg
O objetivo do Proseg é aumentar a segurança nas rodovias estaduais mineiras, reduzir os custos de transporte e ampliar o acesso a mercados da produção mineira, por meio de uma malha viária suficiente, adequada e segura, com a realização de uma série de ações. As metas incluem a identificação e tratamento de segmentos críticos, implantação de 72 praças de pesagem, com balanças para o controle do excesso de peso nas cargas transportadas, educação para o trânsito, com a capacitação de 712 professores da rede de ensino fundamental e médio até junho de 2011, fiscalização do transporte de passageiros e a instalação e operação de 196 radares até o final deste ano.
Atualmente, existem 101 equipamentos de controle de velocidade instalados nas rodovias estaduais. Com os 18 que vão entrar em operação, a partir de quarta-feira, este número sobe para 119 radares em operação, o que representa o equivalente ao cumprimento de 60,7% da meta pretendida para este ano.
Estudo técnico
Os radares são instalados pelo DER/MG após elaboração de estudo técnico e implantação de projeto específico de sinalização. Os equipamentos só entram em operação depois de aferidos pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG), órgão credenciado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial (Inmetro), e em conformidade com as determinações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Ag. Minas