Alterosa promove mais uma edição do Troféu Tele Santana em fevereiro


Jornal Fique Sabendo e Radio Ativa presentes no evento em 2010.

 Assim como em um espetáculo de mágica, o futebol encanta ao conseguir reunir com facilidade tradição e paixão em um mesmo tom. Ele seduz com sua jogadas imprevisíveis, surpreende com os passes improváveis e nos deixa incrédulos com seus dribles sensacionais que engana o olhar até do mais fiel dos torcedores, criando momentos memoráveis em nossas vidas. Muito além de coelhos e cartolas, trata-se de uma verdadeira caixinha de surpresas viva.

Sendo assim, a TV Alterosa tem a honra de realizar, no dia 6 de fevereiro, a 11º edição do Troféu Telê Santana, o Oscar do futebol mineiro, para premiar aqueles profissionais que fizeram de cada passe em campo um passe de mágica. Usando como tema a magia do futebol, a premiação irá revelar quais foram os mestres na arte da bola de 2011 em uma grande festa no Palácio das Artes, que irá reunir jogadores, autoridades, imprensa especializada, dirigentes de clubes e grandes nomes do esporte nacional.

Para formar a Seleção Telê Santana, o programa Alterosa Esporte promoveu durante todo o ano passado a Bolsa de Craques, em parceria com o site Superesportes, do Portal Uai, e os mais votados em cada posição foram indicados ao Troféu. Os vencedores foram definidos por meio dos votos do Conselho de Notáveis, formado por craques no assunto, como Carlos Alberto Silva, Dadá Maravilha, Dirceu Lopes, Eder Aleixo, Evaldo, Ilton Chaves, Jair Bala, João Leite, Zé Carlos, Reinaldo, Luisinho, Nelinho, Paulo Isidoro, Procópio, Raul Plasman, Renê Santana, Ronaldo Luís, Toninho Almeida, Palhinha, Piazza, Humberto Ramos, Lola, Vantuir Galdino e Nonato, pela Crônica Esportiva dos Diários Associados e também pela votação popular, considerada de peso maior na disputa.

Ao todo, serão premiados 11 jogadores e 1 técnico, além das categorias Destaque do Interior e a Revelação do Ano, com acompanhamento da auditoria da Walter Heuer Auditores. Toda a premiação será transmitida, ao vivo, pelo Portal Uai.

Até o momentos, os ganhadores conhecidos são Montillo (Cruzeiro), eleito Craque do Ano e melhor Meia, por ter sido o campeão de votos na Bolsa de Craques; o Destaque Estadual, concedido ao Praia Clube, de Uberlândia, vencedor do Campeonato Mineiro de Vôlei Feminino Cruzeiro Vôlei, e ao Cruzeiro Vôlei, vencedor do Campeonato Mineiro de Vôlei Masculino. O Destaque Nacional, vai para o Tupi, campeão brasileiro da série D, e para o América, Campeão Brasileiro Sub-20; a Homenagem Especial será entregue aos maratonistas Maria lúcia Santos do Nascimento (Matilt/Nardini/Smelt) e Paulo roberto de Almeida Paula (Cruzeiro); e o aclamado Destaque Internacional fica com o Minas Tênis Clube.
                                      

História


A primeira edição do Troféu Telê Santana foi realizada em 18 de fevereiro de 2002. Criado com o objetivo de premiar os melhores jogadores e o melhor técnico do futebol mineiro, escolhidos democraticamente pelos telespectadores do programa Alterosa Esporte, já no primeiro ano, o prêmio conquistou o respeito da crônica esportiva brasileira e se tornou um dos troféus mais cobiçados pelas equipes do Estado.

Grandes jogadores dos times mineiros passaram pelo tapete verde rumo à esta conquista. Além de técnicos marcantes, como Parreira, Luxemburgo, Levir Culpi e Ney Franco, ilustres desportistas e artistas do esporte especializado também fizeram parte desta história, como Giba, Thiago Pereira, Luciano Correa e Cristiano da Mata.



Troféu


Criação do artista italiano Mario Seguso, descendente de uma das mais tradicionais famílias de vidreiros de Muraro e mestre na arte de design e gravação em cristal da Cristaleria Artística Cá d’Oro, o troféu Telê Santana se transformou no sonho de todos os atletas que atuam em Minas Gerais.

Inspirado na delicadeza do cristal e na força da tradição do futebol, Seguso produziu uma peça de rara beleza que constitui um verdadeiro prêmio aos vencedores.

Finalistas 2011



MELHOR GOLEIRO 
Fábio (Cruzeiro)
Neneca  (América)
Renan Ribeiro  (Atlético) 
Rodrigo (Tupi)         
Luiz Fernando  (Boa)

MELHOR  LATERAL-DIREITO
Marcos Rocha (América)
Jackson (Boa)
Carlos César (Atlético)

MELHOR ZAGUEIRO

Rever (Atlético)
Micão (América)
Carciano (Boa)
Thiago Carvalho (Boa)

MELHOR ZAGUEIRO
William Rocha (América)
Leonardo Silva (Atlético)
Victorino (Cruzeiro)

MELHOR  LATERAL-ESQUERDO    

Gilson (América)
Marinho Donizetti (Boa)
Richarlyson (Atlético)

MELHOR VOLANTE

Claudinei (Boa)
Amaral (América)
Leandro Ferreira (América)
Fabrício (Cruzeiro)

MELHOR VOLANTE

Fillipe Soutto (Atlético)
Leandro Guerreiro (Cruzeiro)
Pierre (Atlético)

MELHOR MEIA

Rodriguinho (América)
Daniel Carvalho (Atlético)    
Carlos Magno (Boa)
Bernard (Atlético)    
Roger (Cruzeiro)

MELHOR ATACANTE

Kempes (América)
Fábio Jr. (América)
Jheimy (Boa)
Neto Berola (Atlético)

MELHOR ATACANTE

Magno Alves (Atlético)
Ademilson (Tupi )
Anselmo Ramon (Cruzeiro )

MELHOR TÉCNICO

Cuca                                
Nedo Xavier                      
Ricardo Drubscky               
Vagner Mancini

REVELAÇÃO 2011

Bernard (Atlético)
Elber (Cruzeiro)       
China (América)

DESTAQUE DO INTERIOR

Ipatinga (Campeão da Taça MG e acesso à Série B)
Boa Esporte (Campeão do módulo II)
Araxá (Campeão da Segunda Divisão)

Diários Associados

                                                                                    



Comentários