TRE e Cemig orientam sobre os cuidados com a energia elétrica durante o período eleitoral


O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) está orientando os juízes eleitorais e os órgãos regionais de partidos sobre os riscos de acidentes com a rede elétrica durante a campanha eleitoral deste ano. A iniciativa faz parte da campanha “Sujeira não é Legal”, parceria do TRE com a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig.

No ofício enviado no dia 24 de setembro aos juízes eleitorais, o presidente do TRE, desembargador Antonio Carlos Cruvinel, transmitiu recomendações da Cemig e solicitou o encaminhamento de informações aos partidos políticos e candidatos locais.

Acidentes

De acordo com a Cemig, foram observados, nos últimos dias, várias situações de risco potencial de toque acidental de bambus na rede elétrica, que estão sendo utilizados como “mastros” improvisados para bandeiras. Atitudes como essa podem provocar acidentes graves e desligamentos.

O engenheiro eletricista de normalização e tecnologia Demétrio Venício Aguiar, da Cemig, explica que a montagem de palanques requer a atenção dos organizadores do evento para a existência das redes elétricas aéreas e subterrâneas, caso seja necessário algum tipo de escavação.

“Os palanques devem ter sua altura calculada para não se aproximarem da rede elétrica. A montagem e a desmontagem dessas estruturas devem ser feitas com cuidado para que nenhum material se aproxime dos fios da rede durante a sua movimentação. Veículos de som requerem uma verificação prévia do trajeto para evitar a aproximação de suas partes ou de seus ocupantes dos fios e equipamentos da rede elétrica, respeitando-se a distância mínima de 1,5 metro”, afirma.

De acordo com o engenheiro, as pessoas devem ter cuidado com a utilização de bambus e varas metálicas, como hastes ou suportes para a fixação das bandeiras, que também deve respeitar a distância mínima de 1,5 metro da rede. O especialista alerta para a necessidade de se calcular a altura desses objetos para que não aconteça contato com a rede elétrica.

“Com relação a hastes, com bandeirolas na extremidade superior, o cuidado a ser tomado é o mesmo que com as antenas de TV. Elas devem ser instaladas longe da rede elétrica, antevendo sua trajetória em caso de queda – que varia de acordo com o comprimento do objeto, para que sua extremidade superior não atinja a rede em caso de queda”, ressalta.

O engenheiro alerta sobre o prazo de atendimento para ligações provisórias desses eventos. Segundo o especialista, o ideal é que os requerimentos sejam enviados à Cemig com, no mínimo, dez dias de antecedência.

Além disso, os organizadores desses eventos devem ficar atentos, pois somente profissionais qualificados podem realizar instalações elétricas e só a Cemig concede autorização para as ligações provisórias. “Não é permitido fazer ligações clandestinas, pois o risco de acidentes é muito grande. Existem casos em que esse procedimento irregular já causou incêndios com pessoas feridas”, destaca o engenheiro.

Ao utilizar equipamentos de som, muita precaução com as emendas. Deve-se usar sempre um elemento isolante e com boa capacidade de proteção contra descarga elétrica. Nos trios elétricos, o engenheiro salienta que os cuidados devem ser redobrados, uma vez que podem ocorrer acidentes com bandeiras na rede.

 

Dicas de segurança


Utilização de bambus e similares – Nunca se deve utilizar bambus ou quaisquer outros tipos de materiais para a confecção de mastros para bandeiras, pois há o risco da aproximação e toque acidental na rede elétrica, provocando desligamentos e/ou acidentes com vítimas.

Montagem dos palanques - Devem ter sua altura calculada para que não se aproximem da rede elétrica. A montagem e a desmontagem dos palanques devem ser feitas com cuidado para que nenhum material se aproxime dos fios da rede elétrica.

Ligações elétricas - Para ligar os palanques e a iluminação dos comícios, chame um profissional especializado para fazer o projeto elétrico e a execução da instalação e solicite uma ligação provisória junto a Cemig. Gambiarras ou ligações clandestinas, além de perigosas para quem as faz, podem provocar acidentes.

Iluminação - Deve ser feita por um eletricista e não pode ficar ao alcance das pessoas. Os fios da iluminação devem ficar distantes da fiação da rede elétrica. É proibido afixar os circuitos de iluminação do evento nos postes da Cemig.

Bandeiras e cartazes dos candidatos - É proibido subir em postes e também afixar neles as bandeiras e cartazes dos partidos e seus candidatos. Cuidado com o uso de bambus e varas metálicas, como hastes/suportes para a fixação das bandeiras. Manusear estes objetos próximos ou em contato com a rede elétrica pode causar acidentes graves e fatais.

Fios partidos - Se você encontrar um fio partido, não se aproxime e afaste as pessoas do local. Ligue imediatamente para o 116 e chame a Cemig. Um fio partido caído ao chão pode estar energizado e somente a Empresa ou seu pessoal autorizado poderá removê-lo com segurança.

Fogos de artifício e artefatos metálicos - Devem ser manuseados somente pelos adultos, em local seguro e longe da rede elétrica. Esses artefatos em contato com os fios elétricos podem provocar curto-circuito e causar acidentes. A comercialização e o uso de serpentinas metálicas são proibidos em Minas Gerais, jamais utilize estes artefatos próximos da rede elétrica.


Comentários