sábado, 28 de janeiro de 2012

Governo do Estado paga primeira parcela do Prêmio por Produtividade a seus servidores


O Governo de Minas deposita na segunda-feira (30), na conta de 397.381 funcionários públicos estaduais, a primeira parcela do Prêmio por Produtividade relativo a 2010. Para o pagamento do prêmio, que será feito em duas parcelas, o governo está destinando mais de R$ 507 milhões. A segunda parte será quitada no dia 28 de fevereiro.

O pagamento não é uniforme para todos os servidores. Os valores variam conforme a pontuação obtida pelas equipes no Acordo de Resultados. A média do pagamento corresponde a 85,3% do salário recebido pelo funcionário em dezembro de 2010.

Segundo o governador Antonio Anastasia, o governo tem feito todos os esforços para cumprir suas responsabilidades, especialmente com os servidores. “Nossa política é de valorização do servidor público mineiro. Compromissos como o prêmio por produtividade são pilares da política de desenvolvimento. Somente honrando aquilo que foi assumido, se tem como cobrar o retorno. No caso do servidor mineiro, esse retorno não é ao Estado, mas à sociedade”, afirmou.

Prêmio

Criado em 2003, o prêmio é uma retribuição do Estado pelo cumprimento das metas de trabalho pactuadas em todas as suas áreas de atuação. É um importante instrumento do Governo de Minas para o cumprimento do Acordo de Resultados, que estabelece, por meio de indicadores e metas, quais compromissos devem ser entregues pelos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual.

A aferição do prêmio segue eficiente metodologia, que mede o cumprimento das metas pré-estabelecidas pelas equipes no início de cada ano e de que forma o trabalho dos servidores impacta de modo positivo na vida dos cidadãos. Além do cumprimento das metas, o pagamento do prêmio está condicionado ao resultado fiscal positivo no ano anterior e à existência dos recursos em caixa.

Alguns resultados

De acordo com a avaliação do pacto de resultados, Minas experimentou avanços em várias áreas, em 2010, em relação a anos anteriores.

Na saúde, o Programa Saúde da Família ampliou a cobertura, passando de um atendimento de 64,75%  da população, em 2007, para 70,05%, em 2010. Entre os indicadores de meio ambiente e desenvolvimento sustentável, o acesso à disposição adequada de lixo passou de 38,9% para 52,69%, no mesmo período. Já no setor de Transportes e Obras Públicas, entre outros indicadores, está o percentual de municípios com acesso pavimentado, que chegou a 94,7%, em 2010, contra 83% em 2007.

 Ag. Minas

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Primeira chamada de matrícula do ProUni termina na próxima semana


Os estudantes selecionados pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até o dia 1º de fevereiro para comparecer às instituições de ensino para a qual foram aprovados a fim de confirmar as informações declaradas na inscrição e fazer a matrícula.
Depois desse prazo, caso ainda haja bolsas disponíveis, será feita a segunda chamada de candidatos, prevista para 7 de fevereiro, com prazo para comprovação da documentação até 15 de fevereiro.

Após as duas chamadas, haverá a formação de uma lista de espera, que será usada pelas instituições participantes do programa para preencher bolsas remanescentes.

O ProUni atende estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que estudaram em colégio particular com bolsa integral. Para ter direito à bolsa, o estudante precisa ainda ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 e alcançado pelo menos 400 pontos na média das provas objetivas e não ter zerado a redação.

Do total de bolsas oferecidas, 98 mil são integrais e 96 mil parciais, que custeiam 50% da mensalidade. O benefício integral é destinado àqueles com renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio (R$ 933). As bolsas parciais podem ser disputadas por quem possui renda familiar de até três salários mínimos.

fonte: Portal Eco 

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Fundação Ezequiel Dias desenvolve kit de teste rápido para diagnóstico da dengue


A nova tecnologia de diagnóstico rápido da dengue, que poderá reduzir o tempo de análise de amostras de três dias para até 20 minutos, está sendo desenvolvida pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais (Hemominas). Se validado, o teste rápido da dengue deverá ser disponibilizado em toda a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) do país até 2013.
Para validação, a nova metodologia precisa passar por testes que garantam sua assertividade. De acordo com a coordenadora da pesquisa, chefe do Serviço de Biotecnologia e Saúde da Funed, Alzira Batista Cecilio, os resultados obtidos serão confrontados com um diagnóstico já estabelecido. “Este será um momento importante para atestar a precisão do resultado obtido por meio do teste rápido”. A previsão é que esse processo seja realizado a partir do próximo ano, tão logo seja concluída a fase de testes de pesquisa em laboratório.
A praticidade e aparência do novo kit fazem lembrar os aparelhos de monitoramento de glicemia, usado no diagnóstico de diabetes. A diferença é que o sangue coletado do paciente não é aplicado diretamente no kit diagnóstico. O teste é realizado com o soro separado das células sanguíneas e, por isso, a metodologia ainda exigirá a coleta de sangue do paciente.
Para análise, o soro é colocado sobre a membrana - que integra a parte interna do suporte plástico que compõe o kit -, juntamente com o diluente. A reação, que pode indicar a presença de proteínas do vírus da dengue ou anticorpos produzidos, ocorre em 20 minutos.
Atualmente, os testes de diagnóstico da dengue são realizados a partir dos métodos MacELISA e ELISA comercial, que se diferenciam principalmente pelo processo e tempo decorrido entre a análise do soro e o diagnóstico.
“No primeiro método, temos que desenvolver os reagentes, montar toda a plataforma de análise do soro em laboratório, procedimento que demanda três dias de trabalho”, explica o chefe do Serviço de Virologia e Riquetsioses, Glauco de Carvalho Pereira. Já o ELISA Comercial, segundo Glauco Pereira, por se constituir em um kit pronto, garante a economia de tempo, reduzindo todo o processo de análise do soro para aproximadamente cinco horas. No entanto, a metodologia MacELISA é considerada o padrão ouro do Ministério da Saúde no diagnóstico de dengue, sendo a técnica mais sensível utilizada atualmente, com maior índice de assertividade.
Casos notificados
Em 2010, com a epidemia de dengue identificada em diversos estados do país, Minas Gerais chegou a contabilizar 261.945 notificações de suspeita de infecção do vírus. Neste período, a Funed realizou 22 mil análises de amostras. Em 2011, houve tanto queda no número de notificações da doença quanto no volume de análises realizadas pela Funed, sendo verificadas em torno de 5 mil amostras. “Essas amostras foram testadas em uma ou ambas as metodologias (MacELISA e ELISA Comercial), muitas vezes em duplicata”, destaca a farmacêutica bioquímica Maira Alves Pereira, do Laboratório de Dengue e Febre Amarela da Funed.
Segundo Maíra, as análises feitas na Funed têm como objetivo detectar se há epidemia de dengue em certa região e assim contribuir para o trabalho de vigilância epidemiológica do Estado. “Por este motivo, o número de análises não precisa ser proporcional ao volume de notificações. Os testes laboratoriais são feitos para identificar a epidemia e auxiliar o governo nas ações a serem tomadas, mas o médico, com exames clínicos, é capaz de confirmar o diagnóstico e pode indicar o tratamento adequado ao paciente antes mesmo do resultado laboratorial”, explica. O teste rápido, nesses casos, seria também uma medida complementar para o diagnóstico clínico, realizado pelo médico.
O projeto para desenvolvimento do kit de teste rápido para diagnóstico da dengue conta com financiamento daFundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig).
Tecnologia abrangente
Segundo Alzira Batista Cecílio, a partir do desenvolvimento da plataforma tecnológica do teste rápido para dengue, futuramente há a possibilidade de se utilizar a mesma base para a elaboração de kits que contemplem outras doenças de saúde pública, como o rotavirus, herpesvirus e parasitas que serão definidos após a validação da tecnologia. 
A doença
Segundo informações do Ministério da Saúde, a dengue é um dos principais problemas de saúde pública do mundo. Normalmente, os sintomas da doença se manifestam após três dias da picada do mosquito. Os indícios de infecção podem apontar duas formas de dengue: clássica e hemorrágica, sendo que a segunda pode levar a morte no período de 24 horas.
Os sintomas da dengue clássica são caracterizados por febre alta com início súbito; forte dor de cabeça; dor atrás dos olhos - que piora com o movimento dos mesmos; perda do paladar e apetite; náuseas e vômitos; tonturas; extremo cansaço; moleza e dor no corpo; muitas dores nos ossos e articulações. Além de manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.
Em princípio, a dengue hemorrágica apresenta os mesmos sintomas que a clássica, no entanto, após a febre, começam a manifestar os sinais mais graves, distinguidos pelas dores abdominais fortes e contínuas; vômitos persistentes; pele pálida, fria e úmida; sangramento pelo nariz, boca e gengivas; manchas vermelhas na pele; sonolência; agitação e confusão mental; sede excessiva e boca seca; pulso rápido e fraco; dificuldade respiratória e perda de consciência.
Ag. Minas

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Governo anuncia troca no comando geral da Polícia Militar de Minas Gerais


Governo de Minas informa que o Coronel Márcio Martins Sant´Ana será o novo Comandante Geral da Polícia Militar de Minas Gerais, em substituição ao Coronel Renato Vieira de Souza. Atualmente, o Coronel Sant’ Ana é o Chefe do Estado-Maior da Polícia Militar.
O Coronel Renato, que está no Comando Geral da PM há três anos, solicitou ao governador Antonio Anastasia sua transferência para o quadro de oficiais da reserva da Polícia Militar. Ele está completando 30 anos de serviços prestados à corporação e entende ser necessária a rotatividade na cúpula da Instituição.
O governador fará a transmissão do cargo para o novo Comandante da PMMG no próximo dia 26 de janeiro, quinta-feira, às 9 horas, na Academia de Polícia Militar, na rua Diabase, 320, Prado.
Ag. Minas

Menor é apreendido após efetuar disparos no bairro do Rosário

Um adolescente foi preso após efetuar disparos na rua beco Zeca do Couto, no bairro do Rosário. O episódio aconteceu por volta das 18 horas do último sábado, 21.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o suspeito disparou várias vezes e estava com uma arma na cintura, um revólver calibre 32, além de 4 cartuchos.

O jovem preso tem apenas 16 anos e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, onde prestou depoimento sobre o fato.