Policial dá depoimento sobre resgaste das vítimas na Fábrica de Ração


O acidente ocorrido nesta noite deixará marcas na cidade. Veja depoimento de um Policial Militar que trabalhou no resgaste das vitimas. 

Triste!!!!!
Nesta noite ajudei a socorrer as vítimas do grave acidente na empresa ANIMAL. Por volta de 19:30 encontrava-me no COPOM, de folga e a paisana, tratando de assuntos administrativos, momento em que foi noticiado o grave acidente, informando haver várias vítimas. De imediato, chamei pelos companheiros que equipavam-se para trabalhar no Forró da APAE, tendo deslocado com mais quatro militares em veículo particular para o local. No local já se fazia presente uma guarnição policial, que junto com funcionários, dava início à operação de resgate. em pouco tempo, dezenas de policiais, de serviço e de folga, funcionários, conhecidos já faziam-se presentes no local, bem como várias ambulâncias, guincho, funcionários de empreiteira da cemig, dentre dezenas de vários outros, que buscavam ajudar no que podiam. Fez-se presente Dr Sergio Cabral, médico, vice-prefeito, que auxiliou na remoção das vítimas presas às ferragens. O primeiro a ser socorrido foi o "RAFA", meu amigo e um dos proprietários da empresa, pois não estava preso às ferragens. "Rafa", mais tres homens faziam a manutenção se um silo de metal, que armazenava aproximadamente 5 mil kilos da mistura pronta para extrusão da ração para cães. os tres encontrvam-se em cima do silo ao terminarem a manutenção, sendo que um encontrava-se no solo. Um funcionário de uma empresa terceirizada responsável pela manutenção, conhecido por "Diel", apelidado, carinhosamente pelos amigos, como "Maurão", por ser um homem negro, alto e muito forte, descia do referido silo, momento em que repentinamente o silo "debruçou", rompendo-se lateralmente, tombando justamente para o lado que "Diel" descia, tendo ficado embaixo das ferragens retorcidas, carregadas com toneladas de farelo. Outro funcionário ficou preso da cintura pra baixo pelas ferragens, soterrado pelo farelo. "RAFA" foi arremessado contra a estrutura de outros silos, sem contar que ambos caíram de aproximadamente 8 metros de altura, tendo ficado também ficado soterrado pelo farelo. A rapidez no acionamento do 190 foi imprescindível para o êxito no resgate e remoção das vítimas, pois "RAFA" e outra vítima teriam morrido asfixiadas. Infelizmente, "DIEL" veio a óbito, possívelmente politraumatismo, com certeza traumatismo crânio encefálico. O quarto homem, que encontrava-se em solo, nada sofreu. Momentos após a remoção das vítimas, chegou ao local uma unidade de resgate do CBMG, com dois militares, vindos de nova serrana.
Até quando vamos ter que nos sujeitarmos à própria sorte, sem termos a "sorte" de um resgate especializado, nos momentos mais cruciais de nossas vidas, porque hoje "eles" acidentaram-se, amanhã pode ser eu, você ou um ente querido nosso!!!!
Senhores Políticos, precisamos de socorristas especializados, que seja SAMU ou BOMBEIROS, não importa, precisamos salvar e ser salvos!!!

Comentários

Flávio Pereira da Silva disse…
Fico sentido pelo acontecido e desejo uma rápida recuperação aos feridos, mas ao mesmo tempo feliz por saber de tantas pessoas empenhadas em salvar vidas. Espero que a partir de agora se criem equipes especializadas em atendimento e salvamento pois Bom Despacho já tem população e movimentação suficiente para ter este serviço de pronto atendimento. Infelizmente sabemos que este acidente não foi o primeiro e nem será o último, embora tenhamos o desejo de nunca mais ouvir falar de acidentes, mas providências devem ser tomadas. Boa sorte a todos. Prof. Flávio Pereira da Silva.