Cemig reforça orientações de segurança para instalação de enfeites luminosos neste Natal


A decoração típica do período natalino, que normalmente conta com diversos enfeites luminosos, necessita de cuidados especiais em sua instalação. O alerta é da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig, que reforça a necessidade de medidas de segurança para evitar acidentes envolvendo a rede elétrica.

Segundo o engenheiro de tecnologia e normalização Demétrio Venício Aguiar, da Cemig, as pessoas devem optar por enfeites luminosos de boa qualidade, com o melhor nível de isolamento elétrico possível. A recomendação é a aquisição apenas de enfeites aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), pois são submetidos a testes que garantem a segurança.

Recomenda-se também evitar as “gambiarras”, como a instalação de muitos enfeites em uma mesma tomada, utilizando adaptadores e multiplicadores popularmente conhecidos como T ou benjamim. “Esses dispositivos provocam sobrecarga e, consequentemente, o mau funcionamento dos aparelhos, podendo causar choque elétrico e princípio de incêndio”, explica Demétrio Aguiar. O engenheiro afirma que filtros de linha podem ser utilizados, desde que seu dispositivo interno de proteção esteja operante e não tenha sofrido alterações.

Outro aspecto a ser observado é que as luzes natalinas são muito atraentes e aguçam a curiosidade das crianças, sendo, portanto, necessário orientá-las a evitar o contato e a aproximação das instalações elétricas.

Ainda segundo Demétrio Aguiar, é importante ressaltar que existem enfeites antigos incompatíveis com o novo padrão de plugues e tomadas, o que demanda o uso de adaptadores. No entanto, esses aparelhos oferecem os mesmos riscos de Ts e benjamins.

Recomendações

– Para a instalação de lâmpadas decorativas em fachadas, muros, jardins e árvores deve-se respeitar a distância mínima de 1,5 metro em relação à rede elétrica.

– Não instale as lâmpadas decorativas utilizando os postes e pontaletes de padrão da Cemig como forma de fixação das mesmas.

– Não utilize enfeites luminosos próximos a piscinas a fim de evitar que um contato acidental da instalação elétrica com a água possa ocasionar um acidente grave.

– Muitas árvores de Natal são feitas de arame e os enfeites têm de estar isolados para impedir a energização acidental.

– Todos os enfeites devem ser bem afixados, para que o vento não os projete contra a fiação da rede elétrica, provocando acidentes graves.

– Desligar os enfeites luminosos antes de dormir ou sair de casa pode contribuir para a redução do valor da conta de energia e evitar acidentes.

– O conjunto da tomada de energia deve ser desligado ao substituir lâmpadas. Nunca execute esse procedimento puxando a tomada pela fiação.

– Evite deixar a instalação em área sujeita a chuva ou alagamento.

– Proteja os pontos das conexões elétricas e as tomadas adequadamente.

– Não instale o conjunto de lâmpadas decorativas em estrutura metálica ou pontiaguda.

– Após a instalação, corrija os pontos de aquecimento. Siga corretamente as instruções do catálogo do fabricante.

– Dê preferência aos enfeites impermeáveis. Eles são mais seguros e duram mais.

– Dê preferência às lâmpadas de LED. Além de mais econômicas, não geram aquecimento e são mais brilhantes.

No caso de instalação de conjuntos luminosos para fachada de prédio com potência mais elevada:

– Contrate o serviço de um engenheiro, técnico ou eletricista para dimensionar a fiação e a proteção do circuito de acordo com a carga a ser ligada.

– Verifique a proximidade com a rede de energia da Cemig, pois, no caso de chuva forte com vento, a iluminação decorativa instalada pode vir a tocar a rede elétrica e provocar curtos-circuitos.

– Evite choques elétricos, observando a distância mínima da rede elétrica ao instalar a decoração de fachadas ou áreas externas.

Acidentes

A Cemig alerta que, no caso de ocorrências em instalações elétricas dentro do imóvel, deve-se acionar um eletricista particular.

Em caso de ocorrência com a rede elétrica externa, basta ligar imediatamente para a central de atendimento ao cliente Fale com a Cemig – 116.

Comentários