sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

"Dívida de R$ 15 milhões e falta de tempo inviabiliza Carnaval em BD"diz Prefeitua

Cartaz do Carnaval de BD em 2012
Não é desta vez que a  administração do Prefeito Fernando Cabral irá promover a festa mais popular de Bom Despacho, o Carnaval. "Com uma dívida de R$ 15 milhões e  a falta de tempo hábil inviabilizou a realização", diz a Prefeitura em email enviado a redação do Jornal Fique Sabendo. 

Além disso, a Prefeitura tem um débito de mais de R$ 47 mil a ser pago ao ECAD ( Escritório de Arrecadação e Distribuição) referente a carnavais anteriores e a Festa do Centenário. De acordo com a Secretaria de Cultura, a festa poderá ser promovida somente em 2014. 

Ainda de acordo com a Prefeitura, a prioridade no momento é custear as despesas das áreas de saúde, educação e transporte escolar. Com a não realização do Carnaval, os inúmeros foliões de BD irão as cidades mais próximas como Abaeté, Pompéu e Lagoa da Prata, e nelas deixarem um pouco de suas finanças.  

Estima-se que centenas de bondespachenses sairão de Bom Despacho durante o Carnaval. 

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Cemig informa atendimento e previsão do tempo para o feriado de carnaval


A Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig informa que todas as agências e postos de atendimento da Empresa estarão fechados nos dias 11 e 12 de fevereiro, em virtude do feriado de carnaval. Nesse período, informações, solicitações de serviços e reclamações poderão ser feitos pelo Fale com a Cemig, telefone 116. O serviço funciona 24 horas, e a ligação é gratuita.

Pelo celular também é possível comunicar à Empresa, pelo Cemig Torpedo, falta de energia, consultar a última fatura vencida não paga ou enviar leitura com mensagens de texto (SMS), através do número 29810. O serviço é gratuito.

As agências e postos de atendimento da Empresa voltam ao funcionar normalmente na quarta-feira, dia 13 de fevereiro, ao meio-dia.

Previsão do Tempo
De acordo com o meteorologista da Cemig Arthur Chaves, o carnaval será marcado pela elevação da temperatura em Minas Gerais, embora chuvas significativas possam atingir o Centro-Sul do Estado ao longo do feriado.

Capital e RMBH


Em Belo Horizonte e Região Metropolitana, a previsão é de céu variando entre claro e parcialmente nublado, com previsão de chuvas isoladas do meio da tarde em diante. Os dias com maior probabilidade de chuvas fortes são a terça-feira de carnaval (12/2) e Quarta-Feira de Cinzas (13/2), especialmente no sul da Região Metropolitana. As temperaturas permanecerão estáveis, variando entre uma mínima de 19°C e uma máxima de 31°C.

Interior
No Triângulo Mineiro, Oeste, Sul de Minas e parte da Zona da Mata há previsão de pancadas de chuva ao longo de todo o feriado, porém com as chuvas mais intensas ocorrendo entre os dias 10 e 11 de fevereiro. Já no Vale do Aço e Vale do Rio Doce as chuvas ocorrerão a partir do dia 12 de fevereiro, também em forma de pancadas no fim do dia.

Já no Norte de Minas e nos Vales do Mucuri e do Jequitinhonha as chuvas só ocorrerão de maneira mais significativa a partir da quarta-feira, dia 13. As temperaturas estarão em elevação em todo o Estado, inclusive nas regiões com previsão de chuvas. Os destaques ficam por conta do Vale do Rio Doce e Norte de Minas, regiões onde a temperatura pode superar os 35°C, enquanto que as mínimas irão variar de 16°C (Sul de Minas) até 22°C (Triângulo Mineiro).

Litoral

O lento deslocamento de uma frente fria durante o carnaval provocará chuvas isoladas no litoral norte de São Paulo e sul do Rio de Janeiro entre os dias 9, 10 e 11, deixando o dia com nebulosidade variando entre o parcialmente nublado e o nublado.

Nesses dias não há previsão de chuvas para o litoral sul da Bahia, Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro, porém entre os dias 12 e 13 a frente fria avança para o norte do Rio de Janeiro e sul do Espírito Santo. As temperaturas variam entre 23 e 34°C no litoral Sul da Bahia, entre 23 e 33°C no litoral capixaba e carioca e entre 21 e 31°C no litoral norte de São Paulo.


Bairro São Vicente convive com buracos


Já faz tempo que algumas ruas da cidade continuam esburacadas. A situação está tão complicada que fica difícil de trafegar em diversos bairros de Bom Despacho. A prefeitura diz que quando parar de chover iniciará a Operação Tapa Buracos, mas até agora nada foi feito para acabar com este desagravo.
          
O Bairro São Vicente é atualmente o mais populoso de Bom Despacho. Com mais de  15 mil habitantes, a localidade parece sofrer com descaso. A prova disso são as avenidas Dr. Juca e Governador Valadares, onde existem inúmeros buracos, o que dificulta ainda mais o tráfego.
          
As duas vias são consideradas as principais do bairro.  A Av. Dr. Juca, por exemplo,  recebe um grande fluxo de veículos,  e a outra se concentra o maior centro comercial do  complexo Cidade Nova. Com isso, motoristas enfrentam o risco de dirigir no trecho.
         
De acordo com a Prefeitura, a Operação Tapa Buracos deverá começar somente após  o período chuvoso. Até lá, os motoristas bondespachenses podem se preparar para o trânsito esburacado que terá pela frente. 

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Cemig orienta foliões sobre cuidados com a energia elétrica no carnaval


O carnaval é um dos períodos do ano mais aguardados pelos brasileiros e com sua proximidade, a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig alerta aos foliões e a população sobre os riscos de acidentes com a rede elétrica. A maior festa popular do país acontecerá entre 9 e 12 de fevereiro.

Para evitar acidentes com carros alegóricos e trios elétricos, é preciso atenção especial com relação à altura desses veículos. De acordo comengenheiro de normalização e tecnologia Demétrio Venício Aguiar, da Cemig, nesse caso, deve-se levar em conta, também, a altura das pessoas que estarão sobre os veículos.
O engenheiro explica, ainda, que a montagem de palanques requer a atenção dos organizadores do evento para a existência das redes elétricas aéreas e subterrâneas, caso seja necessário algum tipo de escavação.
“Os palanques devem ter sua altura calculada para não se aproximarem da rede elétrica. A montagem e a desmontagem dessas estruturas devem ser feitas com cuidado para que nenhum material se aproxime dos fios da rede durante a sua movimentação. Veículos de som e trios elétricos requerem uma verificação prévia do trajeto para evitar a aproximação de suas partes ou de seus ocupantes dos fios e equipamentos da rede elétrica, respeitando-se a distância mínima de 1,5 metro”, afirma.

Demétrio Venício Aguiar ressalta que deve haver muita precaução com as emendas. Deve-se usar sempre um elemento isolante e com boa capacidade de proteção contra descarga elétrica. Nos trios elétricos, o engenheiro salienta que os cuidados devem ser redobrados, uma vez que podem ocorrer acidentes com bandeiras na rede.
Os organizadores da folia, também, precisam ficar atentos com as ligações provisórias, pois somente profissionais qualificados, e com a autorização da Cemig, podem realizar esse serviço. “Não é permitido fazer ligações clandestinas, pois o risco de acidentes é muito grande. Existem casos em que esse procedimento irregular já causou incêndios com pessoas feridas”, destaca o engenheiro.
O engenheiro alerta sobre o prazo de atendimento para ligações provisórias desses eventos. Segundo o especialista, o ideal é que os requerimentos sejam enviados à Cemig com, no mínimo, dez dias de antecedência.
Outro cuidado diz respeito à instalação de equipamentos elétricos, como aparelho de som e refrigeração. Demétrio Venício Aguiar atenta para a necessidade de se manter esses equipamentos distantes de duchas, piscinas ou qualquer ambiente onde houver água.
Em caso de acidente com a rede elétrica, as solicitações de atendimento podem ser feitas pelo Fale com a Cemig, no telefone 116. A central de atendimento funciona 24 horas, e a ligação é gratuita. A população também pode acionar o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar, que terão um canal de comunicação direta com a Cemig durante o carnaval. O telefone dos Bombeiros é 193 e o da PM é 190. A ligação também é gratuita.

Recomendações
Iluminação, enfeites e alegorias
• Não lançar artefatos – como serpentinas, confetes, entre outros, na rede elétrica, sejam metálicos ou não.
• Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou de instalar enfeites e alegorias, consultar a Cemig.
• Não instalar nenhum enfeite próximo à rede elétrica.
• Não fazer ligações clandestinas (gatos).
• Não jogar líquidos, sprays e água na rede elétrica. Há risco de choque elétrico.
Trios elétricos e carros alegóricos
• Não trafegar sob a rede elétrica energizada, pois a altura desses veículos poderá ser maior que a dos fios elétricos.
• Observar a existência da rede elétrica e tomar cuidado para não tocá-la.
• Considerar a altura do veículo e das pessoas sobre ele em relação à fiação da rede elétrica e demais obstáculos.
Palanques para apresentação de shows
• A montagem e a desmontagem devem considerar a existência das redes elétricas aéreas e, em caso de escavação, subterrâneas.
• A fixação das coberturas deve ser bem feita para evitar o desprendimento e possível projeção contra a rede elétrica.
Aparelho de som, refrigeração e churrasqueiras elétricas
• Não ligar aparelhos elétricos próximo a duchas ou piscinas.
• Evitar improvisos (gambiarras), pois eles aumentam o risco de acidentes com a rede elétrica.
Colisão de veículos com postes da Cemig (abalroamento)
• Não sair do veículo. A pessoa poderá tomar um choque se houver algum cabo partido em contato com o veículo. Se precisar sair do veículo em função de um incêndio, abrir a porta e pular com os pés juntos, o mais longe possível, sem tocar a lataria do carro.
• Não tentar socorrer as vítimas se houver fio partido. Nesse caso, acionar imediatamente a Cemig e o Corpo de Bombeiros.
Fios partidos (acidentalmente)
Ao encontrar um fio elétrico partido, caído ao solo, não se aproximar e não deixar ninguém se aproximar do cabo, que poderá estar energizado. Ligar imediatamente para o Fale com a Cemig, no telefone 116 – que funciona 24 horas por dia, e aguardar a chegada dos técnicos da Empresa.