sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Prefeitura atende população e começa a finalizar obra da Travessia do Esplanada

Depois de vários moradores reclamarem do alto índice de poeira, a Prefeitura Municipal de Bom Despacho voltou a trabalhar na obra da Travessa do Bairro Esplanada, na Rua Capitão Geraldo Nunes, antiga Rua Marajó. 

Na manhã da última quinta-feira, 30, a reportagem do Jornal Fique Sabendo esteve no local e mostrou como estava a situação. A poeira levantava principalmente quando veículos de grande porte passavam pelo local. 

Na tarde desta sexta-feira, 31, funcionários da Empreser, empresa contratada pela Prefeitura que está asfaltando o Bairro Rosário II, começaram a fazer o serviço de pavimentação asfáltica, previsto desde o fim de setembro. 

Para finalizar a obra, a Prefeitura ainda terá que concretar as calçadas laterais e colocar sinalização. 

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Prefeitura oficializa calendário de Feriados e Pontos Facultativos em Bom Despacho

foto: site Acibom

A Prefeitura Municipal publicou em seu site o calendário oficial de feriados e pontos facultativos para o ano de 2014. Entre os mais festejados e religiosos estão o 1º de Junho, aniversário de Bom Despacho, entre outros como Natal, Independência, Corpus Christi.  No entanto, o Dia de Nossa do Rosário não aparece na lista do decreto.


Av. Padre Augusto continua com Buracos

A Prefeitura Municipal começou a tapar alguns buracos, serviço parado no final de dezembro. Entretanto, algumas vias precisam passar por um trabalho melhor de manutenção, como é o caso da Av. Padre Augusto, rua de acesso a Igreja da Paróquia São José Operário. 

A via está praticamente tomada por grandes crateras, próximo ao bairro Novo São José. Moradores sofrem com as poças d'água quando chove. O problema existe desde a gestão do Goveno Haroldo Queiroz e ainda não foi solucionado pelo Governo Cabral. 

A Prefeitura não confirmou ainda se existir projeto para a realizar  manutenção na via. Enquanto isso, motoristas e pedestres devem ficar atentos aos buracos.

Sem asfalto, moradores sofrem com poeira na obra da Travessia do Esplanada

 Desde meados de 2013 quando o Sétimo Batalhão fechou os portões, a Prefeitura Municipal começou a trabalhar na obra da Travessia do Bairro Esplanada, especificamente na Rua Marajó. Apesar de estar bastante adiantada, a obra ainda não foi finalizada pelo Executivo. 

Com isso, os moradores próximos  tem que contentar com a poeira,  que geralmente  é levantada por  veículos de maior porte quando trafegam pelo local. Na última semana, um pai levou o  filho ao Pronto Atendimento Municipal, que apresentava sintomas de bronquite. O motivo segundo ele foi por causa da poeira que surge após os carros passarem pela rua.  

Em conversa com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, a obra será concluída somente quando outros bairros da cidade receberem asfalto, como por exemplo o Rosário II e também Jardins dos Anjos II. De acordo com o Executivo, é para aproveitar a pavimentação que será colocada nessas localidades em Bom Despacho nos próximos meses e para evitar mais custos aos cofres públicos. 

Como ainda não existe uma previsão exata, os moradores da Rua  Marajó terão que se contentar com a poeira, até que seja colocado asfalto na via. 


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Reajustes salariais pressionam o custo da construção civil



O Índice Nacional de Custo da Construção  do Mercado (INCC-M) subiu 0,7%, em janeiro. Essa taxa é bem superior à alta registrada, em dezembro, quando o índice havia atingido 0,22%. O resultado acumulado em 12 meses indica aumento 8,39%, puxado, principalmente, pela mão de obra que ficou 10,37% mais cara. O custo de materiais, equipamentos e serviços, nesse período, foi corrigido em 6,3%.


O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) abrange o Indice Nacional de Custo da Construção (INCC), um dos três itens que compõem o Índice Geral de Preços (IGP), representando 10% do índice.

O INCC-M informa que, em janeiro, a maior pressão foi exercida pelo resultado do acordo coletivo dos trabalhadores em Belo Horizonte. Mas também reflete o impacto das antecipações salariais em Porto Alegre e do novo valor do salário mínimo nas demais capitais.



O índice relativo a mão de obra passou de 0,21% para 1%, enquanto o de materiais, equipamentos e serviços oscilou em 0,37% ante 0,23%.


Das sete capitais onde é feita a pesquisa, seis apresentaram variações abaixo de 1%. A exceção foi a capital mineira com alta de 4,21% ante 0,04%. Em Salvador, o índice teve alta de 0,54% ante 0,28%; em Brasília passou de -0,05% para 0,12%; em Recife, de 2,29% para 0,22%; no Rio de Janeiro, de 0,21% para 0,18%; em Porto Alegre. de 0,03% para 0,49% e, em São Paulo, de 0,11%para 0,19%.


Como nos demais componentes do IGP, também é apresentada a versão do INCC para o mercado (INCC-M), que é calculado entre os dias 21 do mês anterior ao dia 20 do mês de referência.



Ag. Brasil

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Prefeitura publica notícia referente ao recolhimento do lixo hospital

Seringas

Seringas
A Secretaria Municipal de Saúde recolheu nesta quarta-feira, 22/1, material médico-hospitalar descartado ilegalmente numa estrada rural de Bom Despacho. O material estava jogado na margem da estrada da Prata, em frente às torres de retransmissão de TV.
No local encontramos mais de 60 seringas e ampolas de insulinas usadas que traziam risco de contaminação”, informou a gerente de Vigilância Sanitária, Maria Pessoa, que coordenou o trabalho.
O material, que estava num frasco de 5 litros, foi recolhido e encaminhado para o descarte correto através de incineração.
A Prefeitura registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia visando apurar a responsabilidade pelo descarte ilegal.
fonte: www.bomdespacho.mg.gov.br

Após 3 meses, Prefeitura não recolhe lixo hospitalar em zona rural de BD

Um galão carregado de siringas usadas foi jogado no zona rural de BD, próximo ao lixão de Bom Despacho há alguns meses.  O objeto foi mostrado por um internauta na rede social facebook, porém a Prefeitura de Bom Despacho ainda não o recolheu.



A reportagem do Jornal Fique Sabendo teve acesso ao local e conseguiu fotografar o objeto. De acordo com o internauta, Alex Sander, o galão estava jogado no meio da estrada que é usada geralmente por pessoas que trabalham em fazendas e chácaras que ficam próximas ao local.
O galão estava cheio de siringas usadas. A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, mas ainda não obteve resposta sobre o caso.

Calor excessivo aumenta consumo e provoca queda de energia

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

O calor registrado nos últimos dias no estado do Rio é o responsável pelo aumento do consumo de energia bem acima da média e pela pressão que o consumo maior exerce em alguns pontos, onde a rede não tem reservas para fornecimento de energia. A análise foi feita hoje (27) pelo economista Nivalde de Castro, coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Segundo o especialista, o problema ocorre em regiões onde há consumidores abastecidos por ligações irregulares, conhecidas como gatos, porque “a concessionária não tem como atuar na região”. A consequência é que a qualidade do serviço é muito baixa e, em momentos de grande consumo, ocorrem interrupções no fornecimento de energia.

Castro alertou que o calor exige mais dos equipamentos, porque ficam trabalhando em condições fora dos padrões técnicos. “Isso é que provoca essas interrupções”.

Para ele, não se trata de falta de investimentos ou de planejamento, que são situações extremadas. “Você tem interrupções pontuais, muito localizadas”. Disse que um indicador de que o serviço não está se deteriorando é que a duração das interrupções não é longa.

“Se a interrupção fosse como na Argentina, onde dura uma semana sem luz, a gente poderia falar que está faltando investimento. Mas como a interrupção não demora tanto, é  sinal que as condições da rede não estão deterioradas. Então, é muito mais o efeito do calor, do aumento da demanda e do estresse dos equipamentos do que de falta de investimento”.

O coordenador lembrou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) faz o monitoramento das interrupções de energia. “Se elas forem muito frequentes e tiverem uma duração muito alta [longa], as empresas são penalizadas. São obrigadas a pagar uma multa que vai para o consumidor, ou seja, o consumidor tem um desconto no pagamento da luz”. O valor não é alto na conta do consumidor, mas Nivalde de Castro advertiu que, para a distribuidora, “é um tiro no pé, porque é pouco de cada um, mas somando tudo acaba dando um valor muito grande”.
Ele disse que os consumidores que sofrem interrupções de luz, mas têm o abastecimento de energia derivado de ligações clandestinas, ou gatos, não têm como reivindicar direitos nos órgãos de defesa do consumidor. “Eles estão irregulares, não pagam conta. Quem paga a conta deles somos nós”. O consumidor legalizado pode recorrer ao Procon e, inclusive, se tiver algum problema com o equipamento, tem condição de ser indenizado por isso, mesmo que o processo demore um pouco. Enfatizou que a Aneel é muito firme nisso. “Ela está do lado do consumidor. Não passa a mão na cabeça da concessionária”.
O diretor jurídico do Procon-RJ, Carlos Eduardo Amorim, recomendou que os consumidores que se sentirem prejudicados pelos episódios repetidos de falta de energia devem, em primeiro lugar, procurar a concessionária, Light ou Ampla, no caso do Rio.

“Se, por exemplo, eles tiveram uma geladeira queimada por um pico de luz ou falta de luz, devem procurar a companhia e buscar o conserto ou troca do aparelho”, disse. É feita uma perícia técnica e se verificado que há a necessidade de reparo ou troca do equipamento, isso será feito. Na parte de falta de luz, Amorim acrescentou que o consumidor deve pedir o abatimento na sua conta de energia. Caso a concessionária se recuse a dar desconto, o consumidor pode então recorrer ao Procon que, em primeiro lugar, tentará uma conciliação.

Se não houver acordo, o órgão de defesa do consumidor abre uma reclamação e julga a empresa que, se considerada culpada, pode ser multada. A multa máxima alcança R$ 7 milhões. O diretor do Procon-RJ concordou com o coordenador da UFRJ que os consumidores que praticam ligações clandestinas não podem fazer reivindicações. Quem faz ligações irregulares de luz “está incidindo no crime de roubo de energia elétrica. 
A gente não pode tutelar quem rouba o Estado”.

Não é o caso, no entanto, dos consumidores de baixa renda beneficiados pela tarifa social, explicou. “Eles têm todos os direitos que os demais (consumidores finais) têm”. O mesmo se aplica ao comércio. Lojas que sofreram prejuízos devido às interrupções de energia devem procurar primeiro a concessionária e, como segunda alternativa, o Procon.

POLÍCIA MILITAR REALIZA OPERAÇÃO BATIDA POLICIAL EM BOM DESPACHO E MOEMA

 Na noite do dia 25 de Janeiro de 2014, os policiais militares do 7º Batalhão,  realizaram uma Operação “Batida Policial” nas cidades de Bom Despacho e Moema.  Foram empenhados na operação 16 policiais militares, 03 viaturas e 02 motocicletas. 

Na operação foram abordados 102 pessoas, 17 veículos, 03 estabelecimentos comerciais e apreensão de 09 papelotes de cocaína e 01 bucha de maconha sendo registrados 02 Boletins de Ocorrências

Os alvos da Operação eram os locais conhecidos como zonas quentes de criminalidade, onde há maior incidência de crimes, visando combatê-los, proporcionando à comunidade maior sensação de segurança. 



Assessoria de Comunicação Organizacional - 7º BPM

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

POLÍCIA MILITAR APOIA FISCAIS DO PROCON EM BOM DESPACHO

Nos dias 21 e 22 de Janeiro de 2014, militares da 50ª Companhia de Polícia Militar realizaram uma operação em apoio aos Agentes Fiscais do PROCON/MG, juntamente com Agentes da Agência Nacional de Petróleo- ANP. 

O alvo da operação foi fiscalizar os estabelecimentos comerciais revendedores de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) na cidade de Bom Despacho. A operação contou com 18 policiais militares e 03 viaturas. 

Foram fiscalizados 71 estabelecimentos comerciais, sendo apreendido 59 Botijões de gás e lavrado 03 autuações e 06 notificações com orientações aos comerciantes para não revender gás sem autorização.

Assessoria de Comunicação Organizacional do 7º BPM



quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Para diminuir acidentes, Prefeitura lança campanha de Conscientização do Trânsito em BD


Educacao no transito site

Nos últimos dias tem sido dificil a vida de quem anda pelo trânsito de Bom Despacho. Inúmeros veículos e pedestres se tumultuam diante da falta de sinalização e também da falta de educação de vários motoristas. 

Pata tenta amenizar este ponto negativo, a Prefeitura Municipal lançou em seu site uma campanha de conscientização do trânsito. Os principais temas são para acenar  ao 'atravessar a faixa de pedestre' e para os condutores 'reduzirem a velocidade quando se aproximar da indicação'. 

No início de Janeiro, uma senhora morreu quando estava atravessando uma faixa de pedestre em Plena praça da Matriz. 

POLÍCIA MILITAR REALIZA OPERAÇÕES EM BOM DESPACHO

No dia 18 de Janeiro de 2014 a Patrulha de Operações composta por militares da 50ª Companhia de Polícia Militar, desencadeou operações Blitz policial, Batida Policial e Corredor de Segurança, que foram realizadas na área central de Bom Despacho, por todo o Complexo do bairro Cidade Nova e também no distrito do Engenho do Ribeiro.  

O objetivo é proporcionar à comunidade, maior sensação de segurança, realizando abordagens a elementos em atitude suspeita, fiscalização de condutores e veículos, atuando de maneira preventiva e repressiva, visando evitar aumento do índice de criminalidade. 

Na ocasião também foram entregues panfletos informativos com dicas PM aos condutores e demais pessoas abordadas.



Assessoria de Comunicação Organizacional - 7º BPM

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Percentual de inadimplentes cai e endividados crescem em janeiro

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria Aguiar

O percentual de famílias inadimplentes, que estão com dívidas ou contas em atraso, caiu em janeiro deste ano, na comparação com dezembro e janeiro de 2013. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de inadimplentes neste mês ficou em 19,5%
.
Em dezembro de 2013, o percentual havia sido 20,8%. Em janeiro do ano passado, o percentual havia ficado em 21,2%. Em média, o tempo de atraso da dívida ou conta é de 63,3 dias em janeiro deste ano, mas 47,5% dos inadimplentes têm atraso de mais de 90 dias.

Do total de famílias, 6,5% não terão condições de pagar suas contas ou dívidas, o mesmo percentual de dezembro de 2013 e um pouco abaixo dos 6,6% de janeiro do ano passado.
Por outro lado, o percentual de endividados aumentou para 63,4% em janeiro deste ano, ante os 62,2% de dezembro de 2013 e 60,2% de janeiro daquele ano. Entre os endividados, 75,9% têm dívidas com o cartão de crédito, 16% com carnês, 13,4% com financiamento de carro, 8,7% com crédito pessoal e 7% com financiamento de casa.


Justiça de Minas bloqueia bens do senador Zezé Perrella


 


André Richter - Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel

A Justiça de Minas Gerais determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador Zezé Perrella (PDT-MG) e do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG), filho dele. Ambos são sócios de uma empresa que teria feito contratos sem licitação com o governo do estado, segundo o Ministério Púbico de Minas Gerais (MP-MG).

Atendendo pedido do MP, a juíza Rosimere das Graças do Couto, da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual e Autarquias de Belo Horizonte, entendeu que medidas solicitadas pelo Ministério Público devem ser aceitas para garantir a investigação do processo instaurado e o eventual ressarcimento aos cofres públicos. A magistrada determinou que os cartórios de Registros de Imóveis e o Detran façam o bloqueio dos bens até o limite de R$ 14,58 milhões, valor dos desvios apontados na denúncia
.
“Estou a entender que, de fato, diante da existência de indícios da prática da atos de improbidade administrativa, justifica-se a decretação da quebra de sigilos bancários e fiscal para que sejam informadas as movimentações financeiras existentes daqueles que, em tese, direta ou indiretamente, possam estar envolvidos na prática dos supostos ilícitos”, decidiu a juíza.

Em nota divulgada à imprensa, o senador negou que tenha ocorrido qualquer irregularidade nos contratos e afirmou que vai recorrer da decisão. “O senador Zezé Perrella está totalmente tranquilo, uma vez que todo o procedimento realizado, entre a empresa de sua família e a Epamig,  sempre esteve pautado nas normas legais aplicáveis, não havendo qualquer ilegalidade que denote improbidade administrativa, conforme será demonstrado ao longo do processo”, diz a nota.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Confiança do consumidor na economia cai ao menor nível dos últimos quatro anos



Marli Moreira - Agência Brasil



São Paulo – O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), caiu 3,5% em comparação a dezembro último e 17,9% sobre janeiro de 2013, atingindo a marca de 131,7 pontos. O resultado foi o mais baixo desde março de 2009, quando o indicador ficou em 128,95 pontos. A escala que mede o ICC vai de zero a 200 pontos e quanto mais alto o resultado, maior a confiança do consumidor na economia.

Em dezembro de 2013, a confiança chegou a 136,6 pontos e em janeiro do ano passado 156,1 pontos. O ICC é formado por outros dois índices: o Índice de Expectativa do Consumidor que recuou 2% sobre o mês passado (132,8 pontos) e 18,8% na comparação com janeiro de 2013 (163,5 pontos) e o Índice das Condições Econômicas Atuais – que registrou queda de 17,3% em relação a dezembro de 2013 para as faixas de renda inferior a dez salários mínimos.

Na avaliação dos economistas da FecomercioSP, o resultado reflete a expectativa de um ano difícil com pouca expansão da economia e da renda e orçamento familiar mais comprometido, diante de uma inflação em alta, elevação de impostos e reajuste dos combustíveis.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Prefeito busca recursos para asfaltar ruas de BD



     fonte: bomdespacho.mg.gov.br

BDMG deverá liberar R$ 3,0 milhões para pavimentação de ruas e drenagem em diversos bairros de Bom Despacho. O compromisso veio do Vice-Presidente do BDMG (Banco do Desenvolvimento de Minas Gerais), José Santana de Vasconcellos.

No momento o banco aguarda apenas a autorização da STN (Secretaria do Tesouro Nacional). A expectativa é que o dinheiro saia antes do final de fevereiro.

Na reunião no BDMG acompanharam o prefeito o deputado federal Domingos Sávio e o vereador Ricardo Alvarenga. O deputado Domingos Sávio se comprometeu a acompanhar a liberação junto à STN.

“A obtenção deste dinheiro somente será possível porque os vereadores apoiaram o projeto. Ele será muito benéfico para Bom Despacho, pois nos permitirá asfaltar mais de 5 quilômetros de ruas e drenar outro tanto”, disse o prefeito Fernando Cabral.


Taxa de desemprego tem queda no segundo trimestre de 2013



Cristina Indio do Brasil
Repórter da Agência Brasil
Rio - A taxa de desocupação no Brasil registrou ligeira queda (7,4%) no segundo trimestre de 2013 e ficou abaixo do mesmo período de 2012 (7,5%). O percentual representa também uma queda em relação ao primeiro trimestre de 2013, quando ficou em 8%. Os dados fazem parte dos primeiros resultados da Pesquisa por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O nível de ocupação se manteve praticamente no mesmo nível no segundo trimestre de 2013 (56,9%) e no primeiro trimestre do mesmo ano (56,3%). No segundo trimestre de 2012, era 57,1%.
A população ocupada aumentou no segundo trimestre de 2013 (90,6 milhões de pessoas), na comparação com o mesmo trimestre de 2012 que registrou 89,6%. No primeiro trimestre de 2013, atingiu 89,4 milhões de pessoas.
A população desocupada se manteve igual nos segundos trimestres de 2013 e 2102 (7,3 milhões de pessoas). No primeiro trimestre do ano passado, ficou em 7,8 milhões.
A maior taxa de desocupação no segundo trimestre de 2013 foi registrada na Região Nordeste (10%), e a menor, no Sul (4,3%). 

Das 159,1 milhões de pessoas de 14 anos ou mais, 61,3 milhões estavam fora da força de trabalho, equivalente a 38,5% do total. Elas não estavam desocupadas nem ocupadas. A maioria era mulher (66,7%). “Percebe-se o avanço [na participação da mulher no mercado de trabalho], mas ainda é inferior ao mostrado pelos homens”, explicou o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

De acordo com o coordenador, quando se analisa a população ocupada, a pressão das mulheres para entrar no mercado de trabalho é maior que a dos homens. No segundo trimestre de 2013, 68,7% dos homens estavam ocupados e 46,2% das mulheres estavam na mesma situação.

POLÍCIA MILITAR APREENDE DROGAS EM RESIDÊNCIA DE MENOR INFRATOR EM BOM DESPACHO

 Na tarde do dia 14 de Janeiro de 2014 militares da 50ª Cia PM acionados compareceram ao Pronto Atendimento Médico, onde havia dado entrada uma vítima de disparo de arma de fogo. No local, os militares depararam com um menor, de 17 anos, já conhecido no meio policial pelo envolvimento com o crime de tráfico de drogas, relatando que, quando transitava pelo estrada vicinal que dá acesso ao Condomínio Pica Pau ouviu disparos de arma de fogo, vindos em sua direção, não conseguindo visualizar quem efetuava os disparos, sendo lesionado na mão esquerda. 

Durante diligências, os militares foram informados que o menor possuía  uma arma de fogo e de imediato compareceram à residência deste, no bairro Ana Rosa, onde a entrada foi franqueada pela genitora do menor e durante as buscas na residência foi localizada uma balança de precisão, cinco pedras de crack de tamanho considerável, três pedras pequenas de crack, uma espingarda de pressão, sem nota fiscal, dois sacos plásticos contendo cocaína, uma porção de maconha enrolada em um papel de seda e a quantia de R$ 1.000,00 em dinheiro. 

O menor infrator confessou ser o responsável por todo o material localizado e que a referida arma de fogo havia sido trocada por drogas, sendo apreendido e encaminhado juntamente com os materiais localizados à Autoridade de Polícia Judiciária.



Assessoria de Comunicação Organizacional - 7º BPM

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Presidente da Câmara Maurício do Ima destaca prioridades para 2014

Código de Obra e Código de Postura serão discutidos em Audiência Pública



Em entrevista concedida ao Jornal Fique Sabendo, o atual presidente da Câmara Municipal, Maurício do Ima (PV), disse que colocará o Código de Obras do Município como prioridade em 2014, projeto que faz parte do Plano Diretor da cidade e está em pauta desde a Legislatura passada. O parlamentar também destacou que o Código de Posturas Municipais, projeto de Lei elaborado pelo Prefeito Fernando Cabral, também será colocado em pauta neste ano. Estes dois projetos terão audiência pública antes de serem levados a voto. O parlamentar também falou de outras prioridades para 2014.

O chefe do Legislativo afirmou que a Câmara Municipal fará o repasse mensal 'para que não haja o acúmulo de dinheiro'. Em 2013, por exemplo, foram devolvidos cerca de R$ 200 mil no meio do ano. O recurso será utilizado para os vereadores apontarem as obras para o município. "Com isso queremos valorizar o trabalho do vereador como um todo", disse.

Além disso, o parlamentar continuará parcerias com deputados. Para se ter ideia, no dia 9 de janeiro, o presidente Maurício do Ima se reuniu com o Deputado Federal Marcos Pestana (PSDB), o qual confirmou visita a Bom Despacho para firmar parceria com o Executivo Municipal.

Trabalho Comunitário

O presidente da Câmara se reuniu com os funcionários da casa e pediu empenho nos serviços comunitários para população carente de Bom Despacho.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Vereador sugere criação do Conselho Municipal do Transito de Bom Despacho

O vereador Ricardo Alvarenga (PSDB) irá sugerir ao Plenário da Câmara Municipal a criação do Conselho Municipal do Trânsito de Bom Despacho. Um dos objetivos é melhorar o sistema de tráfego que existe na cidade atualmente. No último domingo, 12, uma idosa foi atropelada na Praça da Matriz e logo após faleceu.

Um das alternativas, segundo Ricardo, é quando houver alteração no trânsito de Bom Despacho, a mudança seja estudada e aprovada pelo Conselho Municipal. “Com criação o índice de acidentes reduziria bastante na nossa cidade”, salientou.

O Parlamentar é considerado como um dos vereadores mais atuantes de Bom Despacho. No momento é Líder do Executivo na Câmara Municipal.

sábado, 11 de janeiro de 2014

Calor pode aumentar risco de formação de pedra nos rins

Flávia Albuquerque
Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O calor intenso do verão, o aumento da transpiração e a baixa ingestão de água são os principais responsáveis pelo aumento do risco de formação dos cálculos renais, ou pedra nos rins. Mudar a alimentação e beber líquidos regularmente e observar a coloração da urina são algumas medidas que podem evitar o problema, explica Fábio Vicentini, urologista do Centro de Referência para a Saúde do Homem, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Segundo Vicentini, os casos de cálculo renal aumentam 30% nos períodos mais quentes do ano. Apesar de ter maior incidência nos homens, o especialista alerta que todos devem adotar as medidas para cuidar da saúde dos rins. “A dieta ideal inclui primordialmente o aumento da ingestão de líquidos – cerca de dois litros de água por dia e de sucos de frutas cítricas –, associado à diminuição do uso de sal nos alimentos. As refeições diárias devem conter mais verduras, legumes, frutas e saladas.”
É preciso ainda estar atento quanto ao consumo de frutos do mar, porque apresentam índice elevado de ácido úrico, um dos responsáveis pelo desenvolvimento dos cálculos renais. Além disso, é recomendável reduzir as frituras e o consumo de carne vermelha no período de calor.
Segundo Vicentini, mais de 15% da população mundial apresenta cálculos renais e a maioria (85%) consegue expelir as pedras naturalmente, pela urina. “A maneira mais fácil de monitorar a hidratação ideal do corpo é observarmos a coloração da urina. Quanto mais transparente estiver, melhor. Se estiver com aparência amarelada e escura, é sinal de que o corpo precisa de mais líquidos para manter-se hidratado, longe dos cálculos renais”, disse.

Selic deve continuar a subir este ano para conter alta de preços, dizem especialistas



Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil
Brasília – A taxa básica de juros da economia (Selic), atualmente em 10% ao ano, deve continuar a subir em 2014 para conter a alta de preços no país, estimam especialistas. A primeira reunião deste ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), que define a Selic, está marcada para os dias 14 e 15 deste mês.
Ontem (10), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou 2013 em 5,91%. Em 2012, a inflação ficou em 5,84%. A expectativa do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, de que a inflação em 2013 seria menor do que a de 2012, não foi alcançada.
A previsão do Banco Central, divulgada no Relatório de Inflação, era que o IPCA ficaria em 5,8% no ano passado. O IPCA, em 2013, também fechou o ano acima da projeção de instituições financeiras consultadas semanalmente pelo BC (5,74%). O IPCA ficou acima do centro da inflação (4,5%), que deve ser perseguido pelo BC, mas abaixo do limite superior (6,5%).
Para o coordenador de Estudos Econômicos da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac,) Miguel Ribeiro de Oliveira, o Copom deve elevar a Selic em 0,5 ponto percentual na reunião da próxima semana. Oliveira acredita que, se o resultado da inflação no ano passado não tivesse ficado acima das expectativas, o comitê poderia aumentar a Selic em 0,25 ponto percentual nesta reunião.
Oliveira destaca que um dos fatores que estimularam a inflação no país foi a alta do dólar. O dólar em alta gera aumento da inflação no país porque encarece o preço de produtos e insumos importados. Para Oliveira, o Copom continuará a aumentar a Selic após a reunião deste mês, se houver alguma pressão maior no câmbio.
Para o economista Carlos Eduardo Freitas, ex-diretor do Banco Central, a inflação não está fora de controle, mas está se mantendo em patamar elevado. Para que a inflação ceda, é preciso manter o ciclo de alta da Selic. Além disso, Freitas destaca que o governo deveria reduzir gastos e ser mais transparente em relação às contas públicas, eliminando artifícios contábeis para cumprir a meta de superávit primário, economia para o pagamento de juros da dívida pública.
“Essa é a receita clássica [aumento da Selic e redução de gastos], desagradável, mas necessária no momento. Assim, a economia sairia com crescimento e investimentos”, diz Freitas.
Para o economista, se o governo reduzisse gastos, a Selic poderia fechar 2014 em 11% ao ano. “Se não tiver essa ajuda, acredito em 12,5% [ao ano].”
No ano passado, como medida para tentar conter a inflação, o Copom elevou a Selic em 2,75 pontos percentuais. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.