Polícia Civil prende suspeitos do assassinato de João Tininho

A Polícia Civil de Bom Despacho prendeu nesta semana 3 homens, que são suspeitos do assassinato de João Batista Gontijo (João Tininho). A prisão foi decretada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais no dia 2 de agosto, no último sábado, após um deles se confessar como autor  e apontar os outros dois participantes do crime. . 

Entre os suspeitos está o autor confesso Aílton Fernandes Ferreira, mais conhecido como Neguinho. Em depoimento ele afirmou que o crime foi a mando de seu patrão e que outro homem também participou do assassinato de João Tininho. " Que mais me impressionou foi a riqueza dos detalhes e a  coerência das declarações dele", disse o Delegado Regional Dr. Ivan Lopes em entrevista ao Jornal Fique Sabendo. 

Conforme o Delegado, foram realizados 3 depoimentos distintos, dos quais Neguinho ' se mostrou cada vez mais coerente e nunca entrou em contradição'. Na segunda-feira, dia 4 de agosto, o autor confesso levou os policiais na frente de algumas testemunhas ao local que teria ocorrido o crime, justamente onde foi a encontrada a ossada de João Tinhinho em outubro de 2013, numa carvoaria abandonada. 

Para Dr. Ivan, a prisão dos suspeitos irá facilitar a investigação, que ainda está  em andamento e precisa de mais informações para  a conclusão do inquérito. 

Detalhes do Crime

No depoimento o autor diz que João Tininho levou um golpe na cabeça, sendo levado desacordado para o local onde seria esquartejado e logo depois ensacolado dentro de  um dos fornos da carvoaria abandonada. 

Comentários