Pimenta da Veiga quer impulsionar economia de Bom Despacho e região com mais apoio aos produtores rurais


Candidato a governador coloca construção do anel como um dos compromissos do governo estadual caso seja eleito em outubro


Candidato Pimenta da Veiga - Foto: Leo Lara
O candidato ao governo do Estado pela coligação Todos por Minas, Pimenta da Veiga, quer impulsionar a economia de Bom Despacho, cidade estrategicamente privilegiada por sua ligação com importantes rodovias, o que facilita o escoamento de produtos. Ele aponta as potencialidades e vocações do município para assegurar ações do governo visando atrair negócios capazes de gerar mais emprego e renda para a população e, consequentemente, mais qualidade de vida.
Um dos compromissos do candidato é a obra do anel, para retirar o trânsito pesado da região central de Bom Despacho. Além de aliviar o tráfego, essa nova estrada favorecerá aos produtores de leite, milho, cana de açúcar e o setor de serviços. Ele também entende que a liberação de mais créditos, o aumento da capacidade logística, além da revisão tributária em alguns setores, poderão favorecer a economia da região. “O mineiro tem enorme capacidade empreendedora, sempre soube aproveitar as oportunidades de trabalho e precisa ser cada vez mais incentivado a produzir”, declarou.

De maneira geral, o candidato quer fortalecer os municípios, lutando por um novo pacto federativo - que é um mecanismo de partilha dos tributos arrecadados pela União - mais justo. Atualmente, 70% dos recursos provenientes dos impostos fica nas mãos do Governo Federal. “Esta é uma visão equivocada. Devemos dar recursos aos prefeitos para eles empregarem em favor da população”, diz Pimenta da Veiga, reconhecendo que “a gestão municipal vive, hoje, um verdadeiro arrocho financeiro”.
A descentralização dos recursos, aliás, é um dos pontos de partida do plano de governo de Pimenta da Veiga que será lançado nos próximos dias. Ele acredita que, com os municípiosmais fortes, recebendo mais recursos, estes terão mais condições de avançar na educação, na saúde e na segurança. Atualmente, Bom Despacho é atendida pela 7ª Risp (Região Integrada de Segurança Pública), mas o candidato quer aumentar o efetivo militar e o policiamento ostensivo nas ruas, além de ampliar a capacidade de investigação da Polícia Civil em todo o Estado.

Saúde

Pimenta da Veiga lembra que, apesar do Ministério da Saúde reconhecer que Minas tem o melhor atendimento médico do Sudeste, ainda há muito o que fazer. Ele defende um serviço amplo e de qualidade para todo o Estado, se possível com hospitais em diversos municípios. “As gestões de Aécio Neves e Antonio Anastasia fizeram muitos centros de saúde e ampliaram hospitais. A questão é que, na Saúde, quanto mais você atende, maior é a demanda. Portanto, é uma área que precisa sempre ser aperfeiçoada”.

Além de construir hospitais, Pimenta garante fortalecimento de programas que estão dando certo, como o Farmácia de Minas, que distribui remédios gratuitamente; o Mães de Minas, que faz acompanhamento das gestantes e do bebê em seu primeiro ano de vida e o Ver Minas que realiza mutirões de cirurgias de catarata em todo o Estado e ainda o Mamógrafos Móveis, que realiza exames nas cidades que não têm esse equipamento. “Se eleito, vamos lançar o programa Hospital da Cidade, que vai reestruturar dezenas de hospitais locais”. Outra meta é criar, em parceria com os municípios, um Plano de Carreira para os médicos, para que eles sejam incentivados a permanecer nas cidades do interior

Comentários