Prefeitura quer cobrar IPTU 'diferenciado' de residências que são usadas por profissionais

                                                 Projeto está em pauta da Câmara Municipal 

O comércio de Bom Despacho não anda nas suas melhores situações de Mercado. A prova disso são as inúmeras empresas que já fecharam as portas na cidade. Com isso, a economia local tende a sofrer com falta de renda per-capita na cidade. 

Recentemente, o Prefeito Municipal Fernando Cabral enviou a Câmara Municipal, o projeto de Lei 06/15  que determina a cobrança diferenciada de IPTU (Imposto Predial,  Territorial e Urbano), para o  empreendedor individual (antigo autônomo) que utiliza a sua  residência como local de trabalho. O projeto ainda está em pauta na mesa dos vereadores. 

Atualmente, inúmeros profissionais de Bom Despacho  atuam como empreendedores individuais e  utilizam suas residências como local de trabalho. Uma dos fatores pode ser  para evitar o pagamento de aluguel de imóvel comercial, que na maioria das vezes chega a ser exorbitante  e outro é  por oferecer mais comodidade e praticidade no momento de efetuar as suas funções trabalhistas. 

A Câmara Municipal ainda não comunicou quando irá votar o projeto. 


Comentários