Engenheiros brasileiros criam horta para cultivo de alimentos em locais fechados

horta-automatizada-ecod.jpgMuitas pessoas têm a vontade de aderir ao cultivo de vegetais e hortaliças, mas a falta de espaço no apartamento ou em casa costuma ser um empecilho. Ao pensar nisso, três engenheiros mecânicos que se conheceram na faculdade, no Rio Grande do Sul, decidiram há cerca de dois anos trabalhar para aproximar ao máximo o lugar onde os alimentos são cultivados de onde eles são consumidos.

Eles criaram então o Plantário: um novo eletrodoméstico que cria, em qualquer lugar dentro de casa, uma horta capaz de cultivar todos os tipos de temperos e hortaliças. Desde os tradicionais alecrim, salsinha e manjericão até alface, tomate cereja, pimentas, entre outros. Tudo isso de maneira orgânica, sustentável e com muito estilo.

O equipamento tem as dimensões aproximadas de um frigobar. Deve ser ligado a rede elétrica da residência e controla a iluminação, a irrigação e a ventilação para as plantas de maneira automática, garantindo que elas cresçam saudáveis e saborosas em qualquer estação do ano. "É pôr as sementes ou mudas nos vasos e pronto, o Plantário cuidará do resto", garante ao EcoD Bernardo Mattioda, um dos responsáveis pela empresa Plantário.

Segundo o engenheiro e empresário, como no equipamento as plantas estão sempre em um ambiente ideal - protegidas da falta ou excesso de água, de sol e de nutrientes - o aroma, a cor e o sabor dos temperos e hortaliças são muito realçados.

Desenvolvimento


"É surpreendente a diferença entre os vegetais colhidos no Plantário e os comprados em feiras ou supermercados. Além disso, o desenvolvimento é até duas vezes mais rápido que em plantações convencionais e a utilização dos recursos naturais é muito mais eficiente", assegura Mattioda.


De acordo com a empresa, no momento que se colhe vegetais do Plantário se colabora para a redução do uso de agrotóxicos e diminuição da emissão de gás carbônico (CO2) na atmosfera, uma vez que não são necessários defensivos para o cultivo e caminhões e tratores para o transporte.

"O produto foi criado em Porto Alegre e é único no Brasil. Somos pioneiros na utilização de substratos orgânicos e iluminação exclusivamente LED para cultivo residencial", ressalta o empreendedor.
O equipamento foi lançado no mercado há cerca de oito meses. Pode ser adquirido em diversas cores e já vem completo, inclusive com substrato orgânico e uma seleção de sementes para dar início a horta. O investimento é de R$3.290,00 e está disponível em loja virtual e lojas físicas.

Portal Ecodesenvolvimento

Comentários