Bom Despacho deve ficar Alerta à Dengue

Agente de Endemia em Bom Despacho . Foto/Prefeitura de BD
Bom Despacho terá que se preocupar bastante nos próximos dias com o mosquito transmissor da Dengue, Chinkingunia e Zika. Isso porque segundo o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) feito pelo Ministério da Saúde, a cidade está entre as 3 primeiras  de Minas Gerais que estão com o maior índice de infestação. 

De acordo com reportagem divulgada pelo Jornal Hoje em Dia na última terça-feira, 24, Bom Despacho está com 5,2% de focos de infestação nas residências, sendo que o principal criadouro do mosquito está em domicílios. 

No início de 2015, o Jornal Fique Sabendo entrevistou o Prefeito Fernando Cabral, que na ocasião alertou que a população,  junto com a Prefeitura de Bom Despacho,  teria que combater  o Aedes Aegypti. 

Apesar de haver campanhas, vários agentes de saúde nas ruas, a cidade parece não ter surtido o efeito esperado e nesse momento corre o risco de sofrer mais uma epidemia como já ocorreu em anos anteriores. 

E no final do ano  o risco pode ser ainda maior  devido ás chuvas que caem na região sudeste. Conforme o Infectologita e supervisor do Pronto Socorro do Hospital Emílio Ribas de São Paulo, Ralcyon Teixeira, a chegada o vírus do Zika  é inevitável . 

Mulheres Grávidas

Conforme o Infectologista, as mulheres grávidas devem redobrar a atenção em  contato com o Aedes Aegyti, já que estão mais propensas a 
microcefalia, uma malformação congênita  em que o cérebro do bebê não se desenvolve de maneira adequada e também poderia gerar uma condição com possibilidade de  diversas causas, como agentes químicos e infecções (caso do Zika). Crianças com microcefalia desenvolvem, em 90% dos casos, algum nível de retardamento mental

Fontes para reportagem: Jornal Hoje em Dia e Yahoo Notícias. 

Comentários