sábado, 17 de outubro de 2015

Ano letivo na rede estadual começa nesta quinta-feira, 11 de fevereiro

Mais de 2 milhões de estudantes  voltam às aulas em 3.654 escolas

Nesta quinta-feira, dia 11 de fevereiro, as 3.654 escolas estaduais de Minas Gerais se abrem para receber os estudantes mineiros. É o início do ano letivo para mais de 2 milhões de crianças e jovens, matriculados no Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos e outras modalidades, na rede estadual, em todas as regiões do Estado.

Para receber estes estudantes, as escolas estaduais iniciaram no dia 1º/02 o ano escolar, com ações de planejamento pedagógico e organização da escola. Para cerca de 40% dos diretores de escolas, o trabalho é um desafio a mais, já que eles são novatos na direção escolar, nomeados após o processo de escolha ocorrido em dezembro do ano passado que contou com ampla participação da comunidade. 

Diversas ações e projetos da Secretaria de Educação serão implementados em 2016, somados a mudanças em modalidades de ensino que impactarão positivamente na vida dos estudantes. Como diretrizes destas ações e projetos estão o compromisso com o diálogo e a autonomia da escola. A gestão da SEE acredita que os gestores e a comunidade escolar, conhecedores de sua realidade e demandas, devem ser os protagonistas das mudanças necessárias para garantir uma educação pública mais democrática e de qualidade.

Entre estes projetos, está o desenvolvimento, pelas escolas, de projetos pedagógicos inovadores, que tem o objetivo de ampliar o conhecimento e a vivência dos estudantes e transformar o ambiente escolar. São projetos com temáticas diversas, como cultura, sustentabilidade, arte e disciplina, protagonismo juvenil, leitura e escrita, resgate de valores e da ética, cultura da paz, para os quais foram destinados cerca de R$ 60 milhões. No total, serão desenvolvidos 3.160 projetos em 2.945 escolas, abrangendo estudantes dos ensinos Fundamental e Médio. Os recursos já foram depositados diretamente nas caixas escolares das escolas.

Na linha de incentivar a interação entre a escola e a comunidade, a SEE implantou o Escola Aberta, que está destinando R$ 14 milhões para 1.632 escolas em todo o estado, para realizarem oficinas voltadas à comunidade, nos finais de semanais. As atividades serão realizadas de fevereiro a julho e irão abordar os campos de memória, cultura, artes e educação patrimonial; promoção da saúde; esporte e lazer; e comunicação, uso de mídias e cultura digital e tecnológica. As escolas do projeto estão situadas em territórios de vulnerabilidade social, em que a oferta de lazer e culta é escassa.

As ações de educação integral já começam junto com o ano letivo em 1.763 escolas. No ano passado, foram mais de 125 mil estudantes atendidos e a meta em 2016 é atender 200 mil.

O programa Escolas Sustentáveis é outra ação que visa fortalecer o protagonismo das escolas, desta vez com foco específico na sustentabilidade. De imediato, serão destinados R$ 100 milhões para pequenas obras em todas as escolas estaduais. Já os projetos específicos elaborados por cerca de 700 escolas, na área da sustentabilidade, vão receber R$ 206 milhões.

A estes projetos, se somam as ações de valorização dos trabalhadores e de infraestrutura realizadas desde o ano passado, que vão impactar de maneira positiva na educação: o acordo com os trabalhadores, que garantiu o pagamento do Piso Nacional do magistério até 2017; a ampliação da alimentação para os profissionais da escola e a liberação de mais de R$ 200 milhões para obras em mais de 1.000 escolas de todo o Estado, entre outras ações.

Ensino Médio

O grande desafio para 2016 na Educação mineira continua sendo oferecer educação de qualidade aos jovens, em especial aqueles de 15 a 17 anos. No ano passado, o movimento Virada Educação Minas Gerais reuniu cerca de 4.500 alunos e professores de 17 territórios de desenvolvimento do Estado para dizer o que eles queriam da escola. Aliado a isso, foi realizado o chamado aos jovens para retornarem aos estudos, o que trouxe 12 mil jovens de volta à escola.

Para atender a esta demanda, a SEE reformulou o ensino médio noturno na expectativa de atender o jovem trabalhador em suas necessidades. Entre as ações que já serão implantadas estão a opção do cumprimento da carga horária em atividades não-presenciais interdisciplinares e aos finais de semana, utilizando sempre recursos pedagógicos alinhados com a realidade do aluno e a vocação da cidade ou região em que ele mora. Será introduzida uma nova disciplina com a denominação “Diversidade, Inclusão e Mundo do Trabalho (DIM)”, que vai interagir com as quatro áreas de conhecimento: Matemática, Linguagens e Códigos e Ciências da Natureza e Humanas.

Para construir uma escola mais afinada com a juventude, que ofereça mais oportunidades aos estudantes, a SEE está elaborando outros projetos que associem o ensino médio ao mundo do trabalho e ainda que permita a iniciação científica no ensino médio por meio de projetos de pesquisa. 

Ag. Minas

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Horário de Verão começa no próximo domingo

horario-de-verao-quando-comecaCom o início do Horário de Verão à zero hora do próximo domingo (18/10), os relógios deverão ser adiantado em uma hora nos estados brasileiros que adotam essa medida de redução da demanda de energia elétrica. Em Minas Gerais, a Cemig espera uma redução de demanda máxima de 4,0%, o que equivale a 332 MW, em Minas Gerais. Essa potência corresponde, por exemplo, à demanda de pico das cidades de Juiz de Fora e Sete Lagoas, municípios de médio porte do interior do Estado, ou de uma grande cidade de 750 mil habitantes. A alteração do horário irá vigorar até zero hora de 21 de fevereiro do ano que vem, totalizando 126 dias de duração.

No consumo de energia, questão importante na atual conjuntura de recuperação dos reservatórios, deverá ser obtida, em Minas Gerais, uma economia de energia de até 0,5%, que representa cerca de 35 MW médios ou, durante todo o período do Horário de Verão, 106.000 MWh, suficiente para abastecer Belo Horizonte durante nove dias.

O principal objetivo do Horário de Verão é a redução da demanda máxima durante o horário de pico de consumo do sistema elétrico, que ocorre no período das 18 às 22 horas. Essa medida não altera o consumo na parte da tarde, devido a outras cargas cujo aumento é devido às altas temperaturas observadas no verão (aparelhos de ar condicionado, geladeiras, ventiladores e freezers), o que pode provocar um pico na demanda. Ainda assim permanece o benefício do Horário de Verão ao evitar a ocorrência de um segundo e maior pico diário de consumo (ver quadro abaixo).


Fonte: Cemig

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Inmetro proíbe customização de chupetas e mamadeiras

Resultado de imagem para chupetasO Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) proibiu a confecção, importação, distribuição e a comercialização de chupetas, mamadeiras e bicos  customizados. Não poderão ser alteradas as características originais do produto certificado com a fixação de partes pequenas como cristais, pérolas, miçangas e adereços em geral.

Também está proibida a pintura de elementos decorativos e alteração da cor do produto. Os fornecedores responsáveis deverão recolher os itens customizados do mercado.

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União e entra em vigor hoje (15) em todo o país.

Segundo o Inmetro, os processos de customização podem comprometer a segurança dos usuários, expondo-os a potenciais riscos de asfixia pela aspiração ou ingestão de partes pequenas adicionadas aos produtos.

Toda chupeta, mamadeira e bico de mamadeira comercializados no país devem atender aos requisitos mínimos de segurança definidos em regulamentação técnica. A dificuldade de antever todos os possíveis riscos decorrentes de inovações tecnológicas e alterações na forma de comercialização levou o órgão a proibir a fabricação dos produtos com essas partes pequenas.

Para a edição da portaria, em maio, o Inmetro abriu consulta pública e colheu relatos e contribuições sobre o uso desses produtos. Segundo o instituto, os estabelecimentos (lojas físicas e virtuais) onde forem encontradas irregularidades estarão sujeitos às penalidades previstas na lei, com multas que variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão.

Governo Cabral já protestou cerca de 2 mil cidadãos por atraso de pagamento de IPTU

O Governo Cabral está sendo marcado por algumas obras em Bom Despacho, mas também por ser um dos governos mais caros da história local. 

Nos últimos três anos, a Prefeitura Municipal já protestou cerca de 2.400 cidadãos que não pagaram o IPTU (Imposto Predial Territorial e Urbano). 

Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bom Despacho, a atual administração municipal disponibiliza parcelamento do IPTU que está atrasado em até 48 parcelas. "Somente depois de esgotadas estas possibilidade o contribuinte será protestado, na forma da lei. Esta é a penúltima chance. Se mesmo assim não pagar, o contribuinte será executado, como obriga a legislação tributária brasileira", destacou em nota enviada à redação do Jornal Fique Sabendo. 

Ainda conforme a Assessoria de Comunicação, de um total de 15.185 contribuintes, cerca de 2.400 foram protestados e outros 480 estão com  pendência junto ao município. 

Segundo o Executivo, o dinheiro arrecadado através do IPTU é usado na Educação, pavimentação e manutenção de equipes de saúde. 

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Homem é roubado e agredido em Bom Despacho

Na noite da última segunda-feira, 12, um homem de 57 anos foi agredido por indivíduos não identificados no Bairro Jaraguá em Bom Despacho. O crime ocorreu após a vítima sair de um bar. 

Em relato a PM, a vítima afirmou que dois indivíduos não identificados se aproximaram e lhe agrediram com socos. Logo depois lhe roubaram a carteira com cartões de banco e cerca de R$ 350,00 em dinheiro. 

Após o fato, os autores fugiram em rumo desconhecido. A vítima não conseguiu informar aos policias as características dos suspeitos. 

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Desvio de trânsito pode trazer riscos a pedestres e motoristas em Bom Despacho

     Perigo é iminente  por veículos que andam em alta velocidade no Loteamento da Gran Viver


Recentemente a Prefeitura Municipal de Bom Despacho, através das Secretarias de Obra e Trânsito, está  trabalhando na obra da Avenida da Norte Sul. 

Com isso, o trânsito de veículos que passava pelo local, teve que ser desviado para a Nova Bom Despacho, mais conhecido como Loteamento Gran Viver. 

O novo caminho é formado por curvas e pistas alagadas e  oferece boas condições de trafegar, mas ao mesmo tempo apresenta um alto índice de velocidade de veículos que trafegam pelo local. 

No trecho é também possível ver animais na pista  como cavalos e gado, além de animais silvestres, já que fica localizado próximo a uma reserva ambiental. O perigo se torna mais iminente quando pedestres  usam a pista para caminhada no início das manhãs e nos finais de tarde. 

Sinalização

Nos últimos dias, a Secretaria Municipal de Trânsito sinalizou a pista com placas de velocidade que indica 40km/h, porém ainda existem veículos que não obedecem a sinalização. 

Câmara de BD divulga lista de finalistas do Concurso de Redação

A Câmara Municipal de Bom Despacho divulgou no último dia 08 de outubro, a relação dos 10 estudantes finalistas do Concurso de Redação, que tem como tema " A importância da água na vida no ser humano. É importante economizar para não faltar" dentro do projeto 'Eu quero ser escritor'. 

De acordo com a casa do legislativo, todas as escolas do município de Bom Despacho até a Nona série foram convidadas para participar da realização. "Cada escola teve a oportunidade de inscrever cinco redações, que estão sendo avaliadas pela Academia bondespachense de Letras", destacou em seu site. 

A premiação será um notebook para o primeiro colocado, um tablete para quem ficar na segunda colocação e o terceiro colocado  receberá uma bicicleta. Os demais finalistas até o décimo lugar receberão uma medalha de participação e um exemplar do livro  do escritor bondespachense Geraldo Rodrigues da Costa. 

Abaixo a lista dos finalistas 

  • Brendda Lorenny Frutuoso – E.E. Chiquinha Soares
  • Diego Geraldo da Silva Gomes – E.E. Coronel Robertinho
  • Emanuelle de Souza Machado – E.E. Maria Guerra
  • Júlia Rita Santos – E.M. Virgílio Antônio da Silva
  • Lívia Cássia Nogueira – E.E. Chiquinha Soares
  • Mileide da Costa Simão – E.E. Maria Guerra
  • Nádia Silva Oliveira – Coronel Robertinho
  • Verônica Monalisa Cosa Pimenta – E.E Chiquinha Soares
  • Wellington Felipe da Costa – E.M Virgílio Antônio da Silva
  • Yasmin Camila dos Santos – E.M. Virgílio Antônio da Silva
Os três vencedores  serão premiados na reunião ordinária da Câmara Municipal no próximo dia 26 de outubro.

Números de celular em Minas passam a ter nove dígitos desde domingo 11/10


Resolução da Anatel determina a inclusão do dígito 9 no início do número para aumentar a disponibilidade e padronizar numeração em todo o Brasil

Ligações de celular vão ganhar mais um número (Foto: Maiara Pires/G1)Atenção, usuários de telefones celulares em todo o estado de Minas Gerais. No último  domingo (11/10), todas as linhas móveis ganharam mais um dígito, o número 9, logo no início do número do celular (Ex:31 9xxxx-xxxx). A determinação vem de resolução da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que estabelece a inserção do dígito em todo o Brasil até o fim de 2016.

De acordo com o diretor-geral do Departamento Estadual de Telecomunicações (Detel/MG), José Francisco Seniuk, o dígito será incorporado apenas nos números do chamado Serviço Móvel Pessoal (SMP). "A mudança não gerará nenhum custo ou interferência na prestação do serviço", explica. "O objetivo do regulamento é aumentar a disponibilidade de números para o serviço móvel pessoal e padronizar a numeração de celulares em todo o país", acrescenta.

Os assinantes e operadoras devem observar, sobretudo, as datas do período de implantação do novo sistema de marcação de chamadas. Esta, lembra Seniuk, é uma "responsabilidade das operadoras e será devidamente monitorada pela Anatel”.

Prazos

- No período de 11 a 20 de outubro de 2015, as chamadas serão completadas, quer o usuário utilize o dígito nove ou não;

- De 21 de outubro até 18 de janeiro de 2016, as ligações serão interceptadas com mensagens de aviso sobre o procedimento de inserção do dígito nove, podendo ou não ser completadas;

- Após 18 de janeiro de 2016, as chamadas já não serão mais completadas com os números de oito dígitos.

Aplicativos

As operadoras estão fornecendo aos usuários aplicativos para que a modificação dos números seja feita de forma automática na agenda do celular. Recorrer aos programas indicados pelas prestadoras é mais seguro, já que, como reforça Seniuk, “as empresas e operadoras que apresentam os aplicativos na internet têm interesse em facilitar a mudança, pois este é seu negócio”.

Cada operadora disponibiliza uma página com orientações sobre o nono dígito. Os interessados podem conferir informações nas páginas de operadoras como: Claro, Nextel, Oi, Tim e Vivo.

Detel/MG

O Departamento Estadual de Telecomunicações (Detel/MG) responde pelo planejamento, coordenação, execução e fiscalização da política estadual de telecomunicações. Entre outras atribuições, o Detel/MG apoia a fiscalização institucional da Anatel quando necessário ou demandado. “Neste caso, o regulamento determina, as operadoras devem cumpri-lo e a Anatel monitora a implementação dos procedimentos do regulamento”, aponta Seniuk. 

Ag. Minas