sábado, 2 de janeiro de 2016

MILITARES DA 50ª CIA PM APREENDEM DROGAS EM BOM DESPACHO

Na tarde do dia 29 de Dezembro de 2015, policiais militares da 50ª Companhia de Policiamento, durante patrulhamento pelo bairro Esplanada, em Bom Despacho, visualizaram um adolescente em atitudes suspeitas adentrando num matagal próximo ao asilo. O suspeito percebeu a aproximação dos militares e arremessou uma sacola no matagal.

Após buscas pelo local os militares localizaram trinta e uma buchas de maconha. Dando continuidade ao atendimento da ocorrência, os militares compareceram na residência do adolescente cujo responsável lhes franqueou a entrada, sendo encontrado no interior de um guarda-roupas, duas pedras de crack.

O adolescente recebeu voz de apreensão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia juntamente com os materiais apreendidos.


                                                    Assessoria de Comunicação Organizacional do 7º BPM

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Bom Despacho registra outro assalto a farmácia

Na noite da última terça-feira, 29, por volta das 20h,  a PM compareceu a uma farmácia na Avenida das Palmeiras em Bom Despacho, após receber informações de que teria ocorrido um roubo a mão armada no estabelecimento. No crime, os autores usaram um revólver e uma arma de choque elétrico. 

No momento do assalto havia duas pessoas trabalhando no local. Conforme uma das vítimas, os autores entraram no estabelecimento armados e encapuzados e ordenaram que deitassem no chão. O proprietário do estabelecimento levou um choque provocado por um dos bandidos. 

Os autores levaram a carteira de uma das vítimas,  que continha  a quantia de R$ 150,00 em dinheiro  e documentos pessoais, além de R$ 100,00 em moedas  e uma correntinha folheada a ouro do proprietário. 

Ainda de acordo com as vítimas, os autores foram embora quando um cliente entrou no estabelecimento para fazer uma compra. A Polícia possui suspeitas de quem possa ter cometido o crime. 

Bancos funcionam só até hoje e reabrem dia 4

Nesta quarta-feira,  (30),  é o último dia de funcionamento normal das agências bancárias em todo o país. Na quinta-feira (31), os bancos ficarão fechados para atendimento ao público, e o trabalho será interno para fechamento de balanço do ano. O expediente bancário será retomado na próxima segunda-feira, 4 de janeiro.

As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo) e os carnês que estiverem com vencimento nas datas em que as agências estiverem fechadas poderão ser pagos no primeiro dia útil seguinte ao feriado, ou seja, no dia 4 de janeiro, sem a incidência de multa por atraso.

Os tributos federais, estaduais e municipais já estão com data ajustada em relação ao calendário de feriados. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) orienta o público a utilizar os caixas eletrônicos,  internet bankingmobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados) para realizar operações bancárias.

As contas com códigos de barra poderão ser pagas nos próprios caixas automáticos. Outra opção é o agendamento dos pagamentos das contas de consumo nos bancos. Já em relação aos boletos bancários, os clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do Débito Direto Autorizado – DDA.

Ag. Brasil

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Anvisa aprova registro da primeira vacina contra a dengue no Brasil

Saiu ontem (28) a aprovação do registro da primeira vacina contra a dengue no Brasil: a Dengvaxia, da francesa Sanofi Pasteur. Embora liberada para comercialização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ainda falta a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos definir o valor de cada dose, processo que dura em média três meses, mas não tem prazo máximo.

Inicialmente, o medicamento será disponibilizado para a rede particular de laboratórios. Definido o preço, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS vai avaliar se vale a pena incorporar o produto ao sistema público de imunizações. O governo vai avaliar custo, efetividade e impactos epidemiológico e orçamentário da incoporação da vacina ao Sistema Único de Saúde.


O imunizante deve ser aplicado em três doses, com intervalos de seis meses, porém, de acordo com a diretora médica da Sanofi, Sheila Homsani, a partir da primeira dose o produto protege quase 70% das pessoas. “A vacina tem eficácia a partir da primeira dose, protegendo em torno de 70% dos imunizados. A necessidade das outras doses vem porque a proteção vai caindo com o tempo, não se mantém sem as outras duas. A proteção só se mantém por muitos anos quando se tomam as três doses”, explicou Sheila.A vacina é indicada para pessoas entre 9 e 45 anos e protege contra os quatro tipos do vírus da dengue. A promessa do fabricante é de proteção de 93% contra casos graves da doença, redução de 80% das internações e eficácia global de 66% contra todos os tipos do vírus. O medicamento deve começar a ser vendido no país no primeiro semestre de 2016 e a capacidade de produção do laboratório é de 100 milhões de doses por ano.


No começo deste mês, o México foi o primeiro país a registrar a vacina contra a dengue da Sanofi, por enquanto, a única registrada no mundo. Em seguida o produto teve liberação nas Filipinas. O Brasil é o terceiro país a ter o registro do imunizante. O desenvolvimento clínico do produto envolveu mais de 20 estudos, e mais de 40 mil participantes, entre crianças, adolescentes e adultos, em 15 países.

Dados do Ministério da Saúde mostram que até a primeira semana de dezembro, 839 pessoas morreram em decorrência da dengue, um aumento de 80% em relação a 2014.

Ag. Brasil

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Jovem é preso por suspeito de tráfico de drogas em Bom Despacho

No último domingo, 27, durante patrulhamento pela Praça do Rotariano no  Bairro São Vicente em Bom Despacho, a PM avistou um jovem de 24 anos que estaria traficando no local. 

Logo em seguida, o suspeito foi abordado pelos militares,   que depois da abordagem, os policiais  seguiram rumo a  uma casa onde poderia estar mais alguns entorpecentes.  

Durante as buscas, os policiais encontraram 33 buchas de maconha, 16 pedras de crack, 01 invólucro de pó análogo ao crack e mais um tablete de maconha. 

O autor foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil  para prestar maiores esclarecimentos a autoridade judiciária.  

domingo, 27 de dezembro de 2015

Em 2015, consumidores falaram menos ao celular e aumentaram o uso de internet

Uma mudança de comportamento dos usuários de telefonia móvel fez com que, em 2015, o número de linhas de celulares caísse no país pela primeira vez. Serviços como o de TV por assinatura e telefonia fixa também tiveram sua primeira queda no número de usuários, motivada pela crise econômica. No entanto, os serviços de internet fixa e móvel, especialmente na tecnologia 4G, tiveram forte expansão no ano.

O setor de telefonia celular, que vinha crescendo a cada mês, apresentou uma queda de 2,8% no número de linhas ativas neste ano. Em janeiro, havia 281,7 milhões de linhas ativas no país e, em outubro (número mais recente da Anatel), o número havia caído para 273,8 milhões. A tendência de queda na telefonia celular era esperada só para daqui a dois ou três anos pelos agentes do setor, mas começou a ocorrer em junho deste ano.

A queda no número de usuários de celular pode ser explicada por uma mudança de comportamento dos brasileiros. Em vez de ter dois ou três chips em cada aparelho para usar os serviços de voz, os clientes estão optando por trocar mensagens de texto e de voz por meio de aplicativos como o WhatsApp, que utilizam apenas dados de internet.“O brasileiro tinha dois ou três chips para se comunicar com pessoas de várias operadoras. Na medida em que ele passa a se comunicar por meio de mensagens, ele não precisa mais disso, o que precisa é de um pacote de dados. Então, vemos o usuário descartando esse segundo ou terceiro chip, o que está levando a um encolhimento da base de pré-pagos”, diz Eduardo Tude, presidente da consultoria Teleco. Segundo ele, essa tendência deve continuar porque o usuário está abandonando o serviço de voz e passando a gastar em dados.

Boa parte da queda é atribuída à diminuição do número de celulares com chips pré-pagos, segmento que teve redução de 4,5%. O percentual corresponde a uma queda de 10 milhões de chips. No mesmo período, os celulares pós-pagos apresentaram leve aumento, de 0,3%.

Por causa desse comportamento, o acesso à internet móvel, que já tinha aumentado em mais de 50% no ano passado, cresceu 13,5% entre janeiro e outubro de 2015. O destaque foi para o crescimento dos acessos em 4G, que passaram de 7,8 milhões em janeiro para 20,4 milhões em outubro. A banda larga fixa teve um aumento de 5,4% no número de assinantes. Em janeiro eram 24,1 milhões de usuários, e em setembro cresceu para 25,4 milhões.

O setor de TV por assinatura foi outro que apresentou uma queda pela primeira vez este ano. Em janeiro, eram 19,65 milhões de assinantes, mas os números começaram a cair em maio. Os dados mais recentes divulgados pela Anatel são de outubro e mostram que o número de assinantes passou para 19,39 milhões, uma queda de 1,3%. No ano passado, o setor havia crescido 8,7%. Entre 2010 e 2014, o número de assinantes dobrou.

A crise econômica foi um dos principais motivos para a queda do número de assinantes. O especialista Eduardo Tude explica que a principal queda foi na tecnologia por satélite, que oferece planos mais baratos para atender famílias de renda mais baixa. “Esse pessoal acabou cortando a TV por assinatura e isso deu um impacto este ano. Acredito que, com a melhoria da situação econômica, o setor pode voltar a crescer”.

Na telefonia fixa também houve queda no número de usuários. Em janeiro, havia 45 milhões de linhas ativas e, em outubro, foram registradas 44,04 milhões de linhas de telefonia fixa, uma queda de 2,2%. A crise econômica também pode ser apontada como a causa da redução do número de usuários. “Já havia uma migração dos usuários de concessionárias para as autorizadas, mas o número total se mantinha estável, com um pequeno crescimento, e este ano estamos vendo uma queda. Acredito também que seja devido à crise econômica”, diz o especialista.

Ag. Brasil

Farmácia é assaltada em Bom Despacho

Na manhã de domingo, 27, a PM compareceu a uma farmácia no Bairro São José em Bom Despacho após receber informações de que teria ocorrido um assalto a mão armada no estabelecimento. 

O ladrão usou uma faca para coagir dois funcionários, que trabalhavam durante o momento do assalto. 

De acordo com as vítimas,  o autor entrou na farmácia e disse que iria retirar a receita de dentro da mochila, porém tirou uma faca e logo depois anunciou o assalto. 

Os funcionários também afirmaram que foram levados para uma sala nos fundos do estabelecimento durante alguns minutos, momento que o autor fugiu em rumo desconhecido. 

O ladrão conseguiu levar R$ 80,00 em dinheiro e  um aparelho celular.