sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Mulher é presa após roubar Dono de Bar em Bom Despacho

Na madrugada da última quinta-feira, 07, a  Polícia Militar compareceu a um bar na Rua Francisco Araújo Lopes Cançado em Bom Despacho, após receber a informação de que uma mulher de aproximadamente 29 anos teria mordido o dedo do dono do estabelecimento. 

Conforme relato da vítima aos policiais, a mulher chegou ao seu bar e começou a fazer uso de bebida alcoólica. Ao tentar fechar o estabelecimento, a autora lhe pediu cerca de R$ 20,00 emprestados, alegando não ter dinheiro para pagar a conta. Momentos depois, a autora agarrou o dono do bar e conseguiu retirar R$ 18,00 do seu bolso e mais uma nota de R$ 100,00, tendo esta sido colocada dentro da boca. 

Ainda segundo a vítima, ele tentou tirar a nota de dentro da boca da autora, mas teve um dos dedos mordidos. Logo após a mulher fugiu, mas foi localizada  pelos militares, sendo posteriormente recuperados os R$ 118,00. A suspeita foi presa e encaminhada para Delegacia de Polícia Civil. 

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

POLÍCIA MILITAR RECUPERA MOTOCICLETA FURTADA EM BOM DESPACHO

Por volta das 22h35 da noite da última quarta-feira, 06, a Polícia Militar recebeu informações de que havia pessoas com atitudes suspeitas em uma motocicleta e em um Fiat Uno, que transitavam pelos bairros São José e Jardim América em Bom Despacho. 

O veículo Fiat Uno foi abordado quando chegava à residência de um suspeito,  que também estava acompanhado de um menor infrator. 

Durante as buscas feitas pelos militares,  foi encontrada  uma pequena porção de maconha, sendo que  um dos autores  confessou ser o motorista da moto,  abandonada em 'lugar escuro' próximo à antiga Bovepe. 

Logo após, a PM seguiu rumo ao local onde estaria a motocicleta, sendo localizada e identificada com a placa adulterada. Diante das evidências, o autor foi preso e o menor apreendido, e posteriormente encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.  




quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Justiça autoriza Prefeitura de BD a entrar em residência com foco de infestação do Aedes Aegypti

Foto/Prefeitura de Bom Despacho
Nesta quarta-feira, 06,  após obter uma autorização da Justiça,  a Prefeitura de Bom Despacho com apoio da Polícia Militar, compareceu a uma residência no bairro das Palmeiras para apreender 5 veículos e entulho  que poderiam estar com focos do mosquito transmissor Aedes Aegypti. 

Conforme nota da Prefeitura de Bom Despacho, a Secretaria de Saúde precisou usar máquinas e caminhões para retirar o entulho que havia em torno da casa. “Nosso principal objetivo é garantir a saúde dos vizinhos deste imóvel. A situação aqui é lastimável e há focos de dengue por toda a residência”, destacou  a secretária de Saúde Neide Braga.

De acordo com o Executivo, mais ações como esta poderão acontecer em Bom Despacho. No final de 2015, a Câmara Municipal aprovou o projeto do Prefeito Fernando Cabral que multa moradores e proprietários de imóveis que impedem a entrada de agentes do município. 

Recentemente, segundo levantamento do LIRAE ( Levantamento do Índice de infestação do mosquito Aedes Aegypti), realizado pelo Ministério da Saúde, Bom Despacho é a segunda cidade de Minas Gerais mais ameaçada pelo mosquito transmissor da  Dengue, Chikungunya e Zica vírus.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Sine oferece 1.400 vagas de emprego em Minas Gerais

Para quem quer iniciar uma nova etapa profissional neste início de ano, o Sistema Nacional de Emprego está com várias oportunidades de emprego abertas. Nesta segunda-feira, primeiro dia útil de 2016, as unidades do Sine em Minas Gerais oferecem cerca de 1,4 mil vagas de emprego com salários que variam de um a dez salários mínimos.

As oportunidades são em diversas áreas. Aquelas com exigência de ensino médio, fundamental ou fundamental incompleto incluem operador de caixa, padeiro, recepcionista, mecânico montador, recepcionista, encarregado de supermercado, bombeiro hidráulico, borracheiro e cobrador de transporte coletivo.

Entre as vagas para cargos com maiores salários estão engenheiro ambiental, engenheiro civil, médico veterinário, farmacêutico, nutricionista, técnico em manutenção de equipamento de informática, técnico em segurança do trabalho, técnico em enfermagem, gerente administrativo e diretor de marketing.

Colocações

Apesar da retração econômica, o Sine foi um dos principais canais de intermediação de mão-de-obra no mercado de trabalho em 2015. No período de janeiro a novembro do ano passado, o sistema ofereceu 67.521 vagas de emprego em todo estado, possibilitando a colocação de 24.572 pessoas no mercado de trabalho.
Segundo Frederico de Sant’Anna Ribeiro, diretor de Política de Emprego, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), o setor que teve melhor desempenho em 2015 foi o de agropecuária, extração vegetal, caça e pesca. Os setores de serviços e comércio, apesar de perderem postos de trabalho, foram os de maior movimentação ao longo do ano passado.

O subsecretário de Trabalho e Emprego da Sedese, Antônio Lambertucci, lembra da importância dos serviços prestados pelo Sine. “Ao mesmo tempo em que ampara o trabalhador no momento do desemprego - porque é por meio do Sine que ele recorre ao seguro-desemprego -, oferece também oportunidade de recolocação. Além disso, cumpre a função de proteger o trabalhador contra a informalidade”, destaca Lambertucci.

Qualificação

A qualificação é um fator significativo para a inserção ou reinserção no mercado de trabalho. Para atender essa demanda,foram oferecidas, em Minas Gerais, em 2015, 33 mil vagas em mais de mil cursos de qualificação pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

“O Governo do Estado tem trabalhado junto às instituições de ensino ofertante desses cursos e ao setor produtivo para que os cursos sejam formatados de modo a atender à necessidade das empresas e potencializar as chances de contratação do trabalhador qualificado depois que ele concluir o curso”, enfatiza Frederico de Sant’Anna Ribeiro.

Existem cursos do Pronatec em andamento em 331 municípios de Minas Gerais. Os programas levam em conta as demandas por trabalhadores em cada região. O diretor de Política de Emprego informou que já no primeiro trimestre de 2016 a Sedese vai iniciar um novo levantamento de demandas de qualificação junto às empresas mineiras.

A previsão de Ribeiro é que, até o terceiro semestre deste ano outros cursos se iniciem para atender as necessidades das empresas que querem contratar mão-de-obra e dos trabalhadores que desejam se qualificar.

Serviço

Diariamente, o Sine faz captação de vagas e abre novas oportunidades que podem ser consultadas presencialmente nas unidades de atendimento ou diretamente no Portal Mais Emprego.

Ag. Minas

domingo, 3 de janeiro de 2016

Aulas em simulador de direção nas autoescolas passam a ser obrigatórias este ano

A partir deste ano é obrigatório o uso do simulador de direção veicular nas autoescolas para quem vai tirar carteira de motorista e dirigir carros de passeio, na Categoria B. Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em julho do ano passado, deu prazo até o dia 31 de dezembro de 2015 para que a exigência fosse implantada. Os motoristas que vão adicionar à habilitação a Categoria B também devem ter aulas no simulador.

O candidato que for tirar a primeira habilitação terá que fazer, no mínimo, 25 horas de aula prática. Do total, 20 horas em veículo de aprendizagem, sendo quatro horas no período noturno. As demais cinco horas serão feitas no simulador de direção, sendo uma hora com conteúdo noturno. Quem já tem carteira de motorista e vai adicionar a Categoria B faz 20 horas de aula, sendo cinco horas no simulador.

No simulador, os alunos têm reproduzidas situações como ultrapassagem, mudança de faixa, direção com chuva e manobra em marcha à ré. De acordo com o Contran, numa segunda etapa será obrigatório o uso do simulador para quem dirigir veículos comerciais, caminhão, ônibus e motos.

A obrigatoriedade de aulas no simulador de direção veicular foi prevista, inicialmente, pelo Contran, e depois suspensa. Em fevereiro de 2014, donos de autoescolas protestaram nas proximidades do Congresso Nacional contra o uso de simuladores. Eles alegavam que o equipamento custava caro, entre R$ 30 mil e R$ 40 mil, e não traria grandes benefícios aos alunos. Por meio da Resolução 543, de 15 de julho de 2015, a obrigatoriedade foi retomada. À época, o Contran informou que o pedido para a volta da obrigatoriedade partiu dos Detrans de todo o país.

Ag. Brasil

Governo de MG atrasará pagamento de servidores do estado

Governador de MG - Fernando Pimentel
O Governo de Minas Gerais comunicou neste último sábado, 2, que atrasará o pagamento dos salários dos servidores do estado, referente ao mês de Dezembro. Em nota, o Estado esclarece que tem obtido dificuldades financeiras e que houve forte queda  de arrecadação de ICMS. O pagamento acontecerá no próximo dia 13 de Janeiro, quarta-feira. 

Essa medida poderá trazer consequências à economia de  Bom Despacho, já que no município há vários servidores do Estado, sendo na maioria professores da rede ensino público estadual, militares e também outros funcionários de instituições públicas como IMA, Emater, DER, Agentes Penitenciários, dentre outros. 

Abaixo a nota do Governo de Estado: 

 AOS SERVIDORES E SERVIDORAS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Informamos que o pagamento do salário referente ao mês de dezembro de 2015 será integralmente depositado no dia 13 de janeiro. Tal situação se deve às dificuldades financeiras ora enfrentadas pelo Estado de Minas Gerais, que registrou, sobretudo em 2015, forte redução da arrecadação de ICMS, tal como o restante dos Estados brasileiros.

O Governo de Minas segue realizando os esforços para controlar as despesas, estimular a arrecadação de tributos e implementar mudanças administrativas, a fim de superar as atuais dificuldades financeiras e, principalmente, garantir a folha de remunerações dos servidores estaduais.

Como tem feito desde o início da gestão, o Governo continuará levando ao conhecimento da sociedade mineira, com total transparência, a situação orçamentária do Estado de Minas Gerais e as medidas que se fizerem necessárias para seu melhor enfrentamento. E, assim, conta com a compreensão de todos diante do grande desafio em curso, enfrentado por todo o país, para regularização das finanças estaduais.

Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão
Secretaria de Estado de Fazenda

Cidadão pode requerer indenização na Justiça quando ter veículo danificado por buracos em vias públicas

                           Ação também pode ser impetrada em caso de acidente 


O ano de 2015 terminou e deixou Bom Despacho cheia  de buracos em inúmeras ruas. As crateras estão  principalmente nas vias  de maior tráfego como Av. Dr. Juca, Av. Norte Sul, Rua do Rosário e Av. Dr. Roberto de Melo Queiroz.

Segundo o Executivo, a Operação Tapa Buracos deverá acontecer somente na segunda quinzena de Janeiro, já que muita chuva ainda pode cair pela cidade.  Até  lá, os motoristas de Bom Despacho  deverão se esforçar para evitar qualquer tipo de dano aos seus veículos. Na Rua Antônio Inácio (foto), no bairro das Palmeiras, por exemplo, há um local que é  quase impossível trafegar.

Além dela, há trechos  que chamam  atenção, que  estão na Avenida Dr. Juca, nos Bairros do Rosário e São Vicente. Os locais mais atingidos pelas  pequenas erosões ficam  próximos à uma fábrica de ração e à uma  quadra poliesportiva respectivamente.

Conforme o   §3º do artigo 1º do Código de Trânsito Brasileiro “os órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito respondem, no âmbito das respectivas competências, objetivamente, por danos causados aos cidadãos em virtude de ação, omissão e manutenção de programas, projetos e serviços que garantam o exercício do direito do trânsito seguro.”

Direito

O  cidadão que tiver seu veículo danificado ou que tenha sofrido algum tipo de acidente provocado por  qualquer buraco na via pública, poderá  acionar a Justiça, desde que tenha como comprovar tal dano, sendo feito por  Boletim de Ocorrência, provas com fotos e registros do impacto e do  acidente, relato de testemunhas, 3  orçamentos  de conserto e juntar os recibos de gastos relativos a medicamentos e atendimento médico se for o caso.