quinta-feira, 26 de maio de 2016

Sesc realiza ‘Roda de Conversa’ em Bom Despacho

Bom Despacho  é o próximo município a receber uma edição do Roda de Conversa. A atividade será realizada em 3/6, a partir das 19h, na Faculdade Alis (rodovia BR-262, s/nº − Zona Rural). O tema do encontro será Mediação em Arte e Educação.

O debate contará com a participação de pesquisadores em arte e educação, integrantes da Trupe Maria Farinha. A mediação será da analista de Serviços Sociais do Sesc Bom Despacho, Priscila Magalhães Silva. A participação é gratuita e aberta a todas as pessoas interessadas.

O objetivo principal do encontro será proporcionar ao público um momento de discussão sobre ferramentas práticas de trabalho, tendo a mediação em arte como ponto de partida. Além disso, a ideia é propor a disseminação da arte e da cultura na região.

SOBRE O ‘RODA DE CONVERSA’

Roda de Conversa foi criado para proporcionar às pessoas uma oportunidade de discussão sobre assuntos relacionados à cultura, por meio de encontros com a participação de especialistas nos temas propostos. Dessa forma, o público se atualiza a respeito do que acontece na área e identifica possibilidades de ampliar os horizontes da produção artística. A ação é itinerante e realizada em todo o território mineiro.

SERVIÇO
Roda de Conversa em Bom Despacho – Mediação em Arte e EducaçãoData: 3/6
Horário: 19h
Local: Faculdade Alis (rodovia BR-262, s/n − Zona Rural)
Entrada gratuita

Informações sobre o evento (público): (37) 3521-9450

Ass. Imp. Sesc Laces

Polícia Rodoviária Federal intensifica Operação Corpus Christi

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou nessa quarta-feira,  (25), a Operação Corpus Christi que segue até meia-noite de domingo, (29), intensificando o policiamento e a fiscalização nas rodovias federais. A operação para este feriado prolongado está focada nas ações do Maio Amarelo, que busca sensibilizar a sociedade para um trânsito mais seguro.

Ao todo, 10.400 policiais rodoviários federais estarão em atuação nas estradas do país, com auxílio de helicópteros, carros-guincho e de recolhimento de animais, além do etilômetro para medir a concentração de álcool no organismo.

Maio Amarelo

Em maio de 2011, a ONU estabeleceu a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, em que os países têm a missão de reduzir em 50% o número de fatalidades no trânsito mundial. A PRF é apoiadora do Maio Amarelo, movimento internacional que em três anos de existência já está presente em 23 países. Desde o início do mês, diversas ações têm sido promovidas, focadas no uso de cinto de segurança e capacete e no combate ao excesso de velocidade e embriaguez ao volante.

Os agentes rodoviários federais também vão atuar com rigor nas ações contra os motoristas que bebem e pegam a estrada. A mistura de álcool e direção é uma das maiores causas de acidentes de trânsito com vítimas gravemente feridas. As equipes da PRF que atuarão durante todo o feriado estarão equipadas com etilômetros, equipamentos utilizados para medir a concentração de álcool no organismo através da análise do ar expelido pelos pulmões. Após captar o ar alveolar, o etilômetro executa um processo eletroquímico que possibilita a leitura da quantidade de álcool no organismo do condutor.

Caso o valor apontado pelo equipamento, descontada a margem de erro de 0,04 mg/L (miligramas de álcool por litro de ar), esteja entre 0,01 a 0,29mg/L, fica caracterizada a infração de trânsito, punida com multa de R$ 1.915,40, suspensão do direito de dirigir por 12 meses e o veículo somente estará liberado após a apresentação de outro condutor devidamente habilitado e que prove estar sóbrio para conduzi-lo.

Se o teste apontar um resultado de 0,30 mg/L ou mais, além da infração o condutor também comete o crime previsto no Código de Trânsito Brasileiro, com pena que pode chegar a três anos de detenção. Caso o condutor se recuse a submeter-se ao teste, ele será multado em R$1.915,40, terá seu direito de dirigir suspenso e precisará providenciar outro condutor para conduzir seu veículo. E se tiver visíveis sinais e sintomas de embriaguez, será preso e encaminhado para a polícia judiciária.

Ag. Brasil

terça-feira, 24 de maio de 2016

Bom Despacho se prepara para mais um Forró do Asilo

No próximo dia 04 de Junho, acontecerá no Parque de Exposições o segundo  Forró do Asilo, evento que tem como objetivo arrecadar recursos para os projetos sociais do Asilo São José de Bom Despacho. Em 2015, um grande público participou do evento, que contou com inúmeras atrações. 

Segundo o coordenador do evento, Breno Orleans Soares, o valor do ingresso que é cobrado a R$ 10,00, será totalmente destinado para os projetos do Asilo São José. "Em 2016, estaremos arcando com diversas despesas,  por isso  a necessidade de cobrar pela entrada", destacou em conversa com o Jornal Fique Sabendo. 

Dentre as atrações,  estão programadas as apresentações de Johnata Mattos e Serginho, que estão com um novo projeto do POPNEJO,  Elson Rodrigue, Grupo Fit Dance Plus e também o Trio Som Brasil, além das presenças do Motoclube Falcões da Estrada, Clube do Cavalo e Danger Audio Sistem e a Prova dos 3 tambores. O evento está previsto para começar a partir das 16h . " Acredito que haverá bastante participação dos bondespachenses nesse evento", disse Breno. 

Os pontos de venda dos ingressos são Imperial Disc Laser, Postinho, Padaria Vovó Rute, Asilo São José e Comissários Credenciados. 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Homem faz disparo de arma de fogo em Bom Despacho

Na madrugada de sábado, 21, por volta das 2h50,  a Polícia Militar compareceu a rua São Dimas, Bairro São José, após receber informações  de que teria ocorrido um disparo de arma de fogo próximo ao Parque de Exposições de Bom Despacho. 

Conforme o BO, o autor do disparo conduzia um Golf cinza, e após atirar,  saiu a pé abandonando o veículo, o qual havia sido furtado. A polícia recebeu informações de que o autor estaria em um bar, sendo localizado e preso.  

O autor foi levado para Delegacia de Polícia Civil e o veículo removido para o  pátio credenciado do Detran em Bom Despacho. 

Construtora é assaltada em Bom Despacho

Na sexta-feira, 20, por volta das 16h, a Polícia Militar compareceu a uma construtora localizada no Bairro Jardim América, após receber informações de que teria ocorrido um roubo a mão armada no local. 

Segundo a Polícia, dois indivíduos entraram armados no estabelecimento e renderam as vítimas. Logo em seguida, roubaram a quantia de R$ 1809,00 e mais 3 celulares. 

Conforme a ocorrência, após verificarem imagens do circuito interno de TV, os policiais identificaram um dos suspeitos, sendo um menor de 16 anos, posteriormente apreendido e encaminhado para a Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos. 

O outro autor foi identificado e continua sendo procurado pela Polícia. 

Desemprego sobe em todas as grandes regiões do país, diz IBGE

A taxa de desemprego do primeiro trimestre do ano - que ficou em 10,9%, o equivalente a 11,1 milhões de pessoas - subiu em todas as grandes regiões do país, na comparação com o mesmo período de 2015.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Continua), divulgada no fim de abril, mas somente hoje (19) detalhada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados indicam que a taxa mais alta de janeiro a março deste ano foi a da região Nordeste, onde passou de 9,6% para 12,8%, entre os três primeiros meses do ano passado e os deste ano – o equivalente a uma elevação de 3,2 pontos percentuais.

No Sudeste, onde está concentrado o maior contingente de trabalhadores, a taxa subiu de 8% para 11,4%, 3,4 pontos percentuais a mais que a aferição anterior; na região Norte, o desemprego aumentou de 8,7% para 10,5%; no Centro-Oeste, de 7,3% para 9,7%; e no Sul, de 5,1% para 7,3%.

Segundo o IBGE, no quarto trimestre de 2015, as taxas haviam sido de 10,5% no Nordeste, 9,6% no Sudeste, 8,6% no Norte, 7,4% no Centro-Oeste e 5,7% no Sul.

Por Estados
Já entre as unidades da federação, as maiores taxas de desemprego no primeiro trimestre foram observadas na Bahia (15,5%), Rio Grande do Norte (14,3%) e Amapá (14,3%). Já as menores taxas ocorreram em Santa Catarina (6%), Rio Grande do Sul (7,5%) e Rondônia (7,5%).
O IBGE informou, ainda, que o nível de ocupação (indicador que mede a parcela da população ocupada em relação à população em idade de trabalhar) ficou em 54,7% para o total do país no primeiro trimestre do ano. Apenas o Nordeste, com taxa de ocupação de 49%, ficou abaixo da média do país.
Nas demais regiões, o nível de ocupação foi de 59,8% no Sul; 58,6% no Centro-Oeste; 55,9% no Sudeste; e 55,0% no Norte. Percentualmente, as maiores taxas de desemprego ficaram com Santa Catarina (60,4%), Rio Grande do Sul (59,8%) e Mato Grosso do Sul (59,7%).
Já as mais baixas foram anotadas em Alagoas (42,8%), Rio Grande do Norte (46,7%) e Ceará (47,2%).
Carteira de Trabalho
As regiões Sul e Sudeste concentram, percentualmente,  os maiores índices de empregados do setor privado com carteira de trabalho assinada. Enquanto a média nacional fechou o primeiro trimestre do ano em 78,1%, nestas duas regiões o percentual no término do primeiro trimestre do ano era de 85,1%, na região Sul, a mais alta taxa de emprego com carteira assinada do país; e no Sudeste de 78,1%. Em ambos, os casos percentuais são superiores à média do país.
No Centro-Oeste, o percentual de empregados com carteira de trabalho de janeiro a março era de 63,5%, e no Norte e Nordeste, de 63,1%, todas abaixo da média nacional.

Já por estados, Santa Catarina ficou com a maior taxa de ocupação de trabalhadores com carteira assinada: 89,1%; Rio de Janeiro (86,3%); São Paulo (85,5%), todos com resultados acima da média de 78,1%. Maranhão (52,5%), Piauí (53,3%) e Paraíba (57,3%) apresentaram os menores índices.

Rendimento
A Pnad Continua constatou, ainda, que no primeiro trimestre do ano o rendimento médio real habitual dos trabalhadores ficou acima da média do Brasil (R$ 1.966) nas regiões Sudeste (R$ 2.299), Centro-Oeste (R$ 2.200) e Sul (R$ 2.098), enquanto Norte (R$ 1.481) e Nordeste (R$ 1.323) ficaram abaixo da média.

Por unidades da Federação, o Distrito Federal apresentou o maior rendimento médio real habitual (R$ 3.598), seguido por São Paulo (R$ 2.588) e Rio de Janeiro (R$ 2.263). Os menores rendimentos foram obtidos no Maranhão (R$ 1.032), Piauí (R$ 1.263) e Ceará (R$ 1.285).
Já a massa de rendimento médio real habitual dos ocupados (R$ R$ 173,5 bilhões para o país) teve como destaque a região Sudeste com massa de rendimento de R$ 90,6 bilhões; seguido do Sul (R$ 29,5 bilhões); Nordeste (R$ 27,6 bilhões); Centro-Oeste (R$ 15,7 bilhões); e Norte (R$ 9,8 bilhões)

Sexo e idade

Os homens respondem por 57,4% da população ocupada do país, que fechou o primeiro trimestre do ano em 90,6 milhões de pessoas. Esta predominância foi uma constante em todas as regiões, sobretudo na Norte, onde os homens representavam 61,4% dos trabalhadores. O Sul e o Sudeste são as regiões com maior participação feminina na força de trabalho (ambas em 43,8%).

Os dados da Pnad Contínua indicam que no primeiro trimestre do ano, 66,1% da população fora da força de trabalho eram do sexo feminino. Todas as regiões apresentaram comportamento similar.

Segundo a pesquisa, no Brasil, no primeiro trimestre, 38,6% das pessoas em idade de trabalhar estavam fora da força de trabalho (não trabalhavam nem procuravam trabalho), com a região Nordeste apresentando a maior parcela deste percentual com 43,9%. Os menores percentuais são das regiões Sul (35,4%) e Centro-Oeste (35,2%).

A pesquisa do IBGE mostrou que a análise por grupos de idade aponta que 12,8% dos ocupados eram jovens de 18 a 24 anos, enquanto entre os adultos este percentual chegava a 78,1% entre os adultos de 25 a 39 anos e de 40 a 59 anos de idade. Já os idosos somavam 7,1% dos ocupados.

A região com maior proporção de jovens ocupados é a Norte, onde a população de 18 a 24 anos representava 14,1% dos ocupados.

Nível de Instrução

Por nível de instrução, a pesquisa mostrou, no primeiro trimestre de 2016, que mais da metade dos ocupados no Brasil tinha concluído pelo menos o ensino médio (55%), 29,3% não tinham concluído o ensino fundamental e 17,9% tinham nível superior.

Nas regiões Norte (37,6%) e Nordeste (39%), o percentual de pessoas sem instrução até ensino fundamental incompleto era superior aos das demais regiões. Na região Sudeste (34,4%), o percentual das pessoas que tinham o ensino médio completo era superior aos das demais regiões. O Sudeste (21,6%) apresentou o maior percentual de pessoas com nível superior completo, enquanto o Norte teve o menor (12,2%).

Segundo a pesquisa, 35,9% da população fora da força de trabalho eram compostos por idosos (pessoas com 60 anos ou mais de idade). Jovens com menos de 25 anos de idade somavam 28,2% e os adultos, com idade de 25 a 59 anos, representavam 35,9%.

Ag. Brasil

domingo, 22 de maio de 2016

EM 2016, PREFEITURA DE BD JÁ NOTIFICOU MAIS DE MIL RESIDÊNCIAS COM FOCO DO AEDES AEGYPTI

Em balanço divulgado na última semana, a Prefeitura de Bom Despacho informa que está apertando o cerco contra os focos do mosquito Aedes Aegypti. 

Segundo o Executivo, agentes comunitários se uniram aos agentes de endemia para reforçar as visitas domiciliares e que mais de 30 mil residências foram visitadas esse ano. 

Ainda de acordo com a Prefeitura de Bom Despacho, cerca de 1.140 casas foram notificadas por 'terem o foco do Aedes Aegypti ou por terem locais propícios para a proliferação do mosquito transmissor'. "Só este ano, 51 moradores foram multados por não cumprirem as orientações dos servidores dentro do prazo de 24 horas", destacou em nota enviada a redação do Jornal Fique Sabendo. 

LIRAa

Nos últimos meses, a Prefeitura de Bom Despacho intensificou o trabalho de combate ao mosquito transmissor Aedes Aegypti. Para reforçar o trabalho, escolas públicas da rede municipal realizam trabalho de conscientização com o objetivo de esclarecer como o mosquito transmissor das doenças Dengue, Zica e Chikungunya pode estar nas residências. 

No final de 2015, segundo levantamento realizado pelo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti) do Ministério da Saúde, Bom Despacho ocupava a segunda colocação em Minas Gerais.