sexta-feira, 19 de agosto de 2016

POLÍCIA MILITAR REALIZA OPERAÇÃO FECHA BATALHÃO

No período entre 19h00 e 02h00 do dia 18 de agosto de 2016, a Polícia Militar desencadeou a Operação Fecha Batalhão nos municípios de Bom Despacho e Lagoa da Prata.

A atividade, que empenhou quarenta e nove policiais militares, seis viaturas e três motocicletas policiais, obteve os seguintes resultados: setenta e oito veículos abordados, três apreendidos e um automóvel recuperado; três pessoas presas e três adolescentes apreendidos; quinze estabelecimentos fiscalizados; apreensão de uma arma de fogo, três munições calibre .38, três pedras de crack, duas buchas de maconha, seis aparelhos celulares, uma lanterna, um tablet, duas máquinas fotográficas, um cachimbo, uma gargantilha e quatorze sacos plásticos comumente utilizados na embalagem de drogas; registro de três ocorrências; confecção de um Auto de Infração de Trânsito.

O objetivo da operação foi impedir o recrudescimento da criminalidade e aumentar a sensação de segurança na população de bem.



Assessoria de Comunicação Organizacional – 7º BPM


Polícia Civil alerta população para cuidados na hora de assinar documentos

Instituto de Criminalística realiza, em média, mil perícias em assinaturas por ano. Somente nos últimos dois ano, foram registradas 855 ocorrências de fraude


Grande, pequena, por extenso, com detalhes, com símbolos, sem símbolos, de forma simples ou mais complicada. Essas são algumas das maneiras em que podemos ver as assinaturas das pessoas. Mas o que deveria ser única e ter a marca individual de cada um, às vezes, se multiplica e acaba sendo copiada por outras pessoas para fraudar documentos, sejam eles particulares ou públicos.
Somente nos últimos dois anos foram registradas 855 ocorrências por fraude em documentos no Estado, sendo 173, na capital. Já os crimes de falsidade ideológica chegaram a 1.846 ocorrências, dessas, 364, em Belo Horizonte.
O diretor do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, Marco Paiva, explica como é feita a perícia em assinaturas e dá dicas para evitar a falsificação. “No primeiro momento, o perito olha a forma da letra, mas isso não é o primordial. Muitas autoridades fazem assinatura simples e isso não é o ideal. A assinatura tem que apresentar elementos que dificulte a falsificação. Quando você faz uma assinatura pequena, você pode constatar que ela é falsa, mas é muito mais complicado. Se for mais longa, vamos ter mais chances e grandes possibilidades de comprovar a falsificação. Quanto mais elementos gráficos ela tem, mais fácil de identificar a autoria e mais difícil de falsificar”, ressalta.
“Ao longo do tempo, você automatiza a escrita e aí deixa algumas características suas, dificultando o trabalho do falsário”, acrescenta.
Atualmente, pode-se citar seis tipos de falsificação de assinatura: a exercitada – quando a pessoa fica treinando para que a assinatura saia igual; com modelo à vista – o falsário tem um modelo e fica tentando imitar; o decalque direto – quando se coloca um papel sobre a assinatura autêntica e copia; decalque indireto – usa-se um carbono ou um grafite para fazer a cópia; escanear – quando se escaneia a assinatura ou imprime; sem imitação – a pessoa não conhece a assinatura e cria uma falsa; e a memória – o falsário conhece e vê a pessoa assinar documentos várias vezes, guardando na memória.
O empresário *Antônio de Abreu, de 49 anos, foi vitima de falsificação de assinatura e conta como aconteceu. “Eu e minha irmã tínhamos uma empresa que estava paralisada na Junta Comercial. Falsificaram as nossas assinaturas e reativaram a empresa. Quando soube da fraude, procurei a delegacia e o caso está sendo investigado. Quero resolver e limpar o meu nome e o da minha irmã para ficarmos livres disso. Foi um grande susto,” afirmou.
O delegado Hugo Arruda orienta a procurar a delegacia mais próxima em caso de suspeita de assinatura falsificada. “Procure uma delegacia e faça um boletim de ocorrência. Imediatamente, será instaurado inquérito e as investigações serão iniciadas. Acionamos o Instituto de Criminalística para realização da perícia e ouvimos todos os envolvidos. Normalmente, a falsificação de documentos é usada para obtenção de ganhos ilícitos. Este crime normalmente está relacionado à prática de outras ações criminosas, que podem facilitar a prisão dos falsários”, ressaltou o delegado.
A pena para a falsificação de documentos públicos varia entre dois e seis anos. Para documentos particulares e crime de estelionato, a pena varia entre um e cinco anos.
  Dicas na hora de assinar um documento
• Faça a assinatura sempre por extenso – quanto maior, melhor
• Use elementos gráficos – eles ajudam na identificação
• Faça a assinatura mais contínua – evite tirar a caneta do papel muitas vezes
• Prefira usar caneta esferográfica
• Nunca assine papel em branco – não é possível identificar a data da assinatura
• Se possível, use um carimbo junto à assinatura.
*nome fictício
 Fonte: Ag. Minas





Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário
         

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

POLICIA MILITAR APREENDE SUSPEITO COM DOZE PAPELOTES DE COCAÍNA EM BOM DESPACHO

Às 01h50min do dia 16 de agosto de 2016, durante patrulhamento pelo Bairro Jaraguá, município de Bom Despacho, policiais militares da 50ª Cia PM visualizaram um adolescente de 17 anos transitando em uma bicicleta em atitudes suspeitas.

Ao perceber que seria abordado, o suspeito desobedeceu à ordem policial de parada e arremessou duas sacolas plásticas por cima do muro de um lote local. Durante busca pessoal foi localizado um aparelho de telefone celular e, em busca no imóvel, os militares encontraram doze papelotes de cocaína, devidamente embalados e prontos para serem comercializados.

O suspeito recebeu voz de apreensão em flagrante de ato infracional e, acompanhado de sua genitora, foi encaminhado à Delegacia de Polícia com o material apreendido.



Assessoria de Comunicação Organizacional - 7º BPM

POLÍCIA MILITAR APREENDE SUSPEITOS DE ROUBO A PADARIA E EVITA DOIS ROUBOS A ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS

No  dia 16 de agosto de 2016, policiais militares da 50ª Cia PM lograram êxito na prisão/apreensão de suspeitos de praticarem um roubo consumado e dois roubos tentados a estabelecimentos comerciais no município de Bom Despacho.

Por volta das 14h38min, os policias militares compareceram em uma padaria situada no Bairro Nossa Senhora de Fátima, onde um adolescente de 16 anos, portando uma faca, subtraiu R$150,00 em dinheiro. Durante rastreamento, os militares localizaram o suspeito na companhia de mais dois adolescentes no Bairro Jaraguá.

Os envolvidos receberam voz de apreensão em flagrante de ato infracional e,  acompanhados de seus responsáveis legais e do Conselho Tutelar, foram encaminhados à Delegacia de Polícia.

Às 19h40min, a guarnição compareceu em um estabelecimento comercial localizado à Rua Olegário Maciel, onde um indivíduo de 18 anos entrou no local e, ao perceber a presença de um policial civil, evadiu correndo. Durante rastreamento, os policiais abordaram o suspeito e apreenderam um simulacro de arma de fogo. O abordado recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia com a réplica apreendida. Uma motocicleta foi apreendida e uma jovem de 17 anos foi conduzida à Delegacia para maiores esclarecimentos.

Às 21h40min, durante verificação de denúncia anônima, os militares compareceram em um estabelecimento comercial situado à Rua Marechal Floriano Peixoto onde, segundo informações, dois indivíduos estavam observando o local em atitudes suspeitas. Os policiais abordaram dois suspeitos de 15 e 18 anos nas proximidades da Avenida São Vicente e, após busca pessoal, localizaram um simulacro de arma de fogo com o adolescente. Os suspeitos receberam voz de prisão/apreensão e foram conduzidos à Delegacia de Polícia com o material apreendido.



Assessoria de Comunicação Organizacional – 7º BPM

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Candidatos já estão liberados para fazerem propagandas partidárias

A partir dessa terça-feira, 16, candidatos a vereador e a prefeito já estão autorizados a pedirem voto e fazerem propagandas partidárias em todo Brasil. Em Bom Despacho, se confirmou 3 candidatos a prefeito, sendo Fernando Cabral, Haroldo Queiroz e Maurício Reis, com os vices respectivamente, Dr Bertolino, Ronaldo Leite e Guiomar Reis.  Para vereador, estão listados cerca de 112 candidatos, todos domiciliados na cidade. 

Para disputar o pleito, cada candidato deverá observar as novas regras da legislação eleitoral.  De  acordo com a resolução de número 23.457/2015, todos estarão sujeitos penalidades da lei, casa não cumpram as prerrogativas da nova determinação.  Para pedir voto, o candidato poderá usar a  internet, como o uso de blogs e redes sociais, som em veículos sendo de 8 às 22h, comícios de 8 às 24h. 

Já a propaganda de rádio está autorizado a fazer a partir do dia 26 de agosto,  e  anúncios em jornais e revistas serão 10 inserções  para cada meio de comunicação desde que não ultrapassem as medidas de 1/4 ou 1/8 de página. Também estão proibidas propagandas em bens públicos e distribuição de brindes, camisas, cestas básicas ou qualquer outro bem material. 

As eleições em Bom Despacho acontecerão até o dia 2 de outubro, dia que será realizada a votação em todo município, tanto na área urbana quanto na área rural. Até lá, o eleitor terá tempo para escolher em quem pretende votar para te representar no plenário da Câmara Municipal e também na Prefeitura Municipal. 



segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Fiéis se despedem da Festa do Rosário em Bom Despacho



Praça do Rosário nessa segunda-feira, 15.
Nessa segunda-feira, 15, milhares de pessoas acompanharam o encerramento da Festa de Nossa Senhora do Rosário de Bom Despacho, momento mais conhecido como a descida dos Mastros de Aviso. Nos últimos 5 dias, as ruas da cidade ficaram enfeitadas por um número incalculável de congadeiros. 

No domingo, 14, um grande número de pessoas também acompanhou a procissão, trecho que é caminhado  pelos cortes da Praça do Rosário a Praça da Matriz.  Dentre os mais tradicionais estavam os congos do Marinheiro, Moçambique e Estrela do Oriente, além dos pagadores de promessa que caminhavam junto aos reinadeiros. 

Como acontece  todos os anos, inúmeros cidadãos também ofertaram lanche, almoço e jantar para os dançadores, algo que já se tornou tradicional na festividade durante esses  mais de 150 anos de  realização. 

Além de Nossa Senhora do Rosário, a Festa também homenageia São Benedito e Santa Efigênia. Agora,  a população terá de aguardar até 2017, para ver novamente os congadeiros passarem pelas ruas da cidade.