sábado, 8 de outubro de 2016

Cemig alerta para incidência de raios durante tempestades em MG

Minas Gerais é um dos locais que mais registram a ocorrência de raios no País


Image result for tempestades em mg bom despachoO período chuvoso, que se estende de outubro a abril, é marcado pelo aumento da incidência de raios. Por esse motivo, a CompanhiaEnergética de Minas Gerais (Cemig) alerta a população sobre os riscos de acidentes com descargas elétricas, durante as pancadas de chuva comuns nesta época do ano, e ressalta os cuidados durante esses fenômenos climáticos.

Minas Gerais é um dos locais que mais registram a ocorrência de raios por ano. Nos últimos 18 anos, a média anual do Estado é de 935 mil descargas atmosféricas.  Somente em 2016, os raios causaram 34.787 interrupções de energia em Minas, sendo 3.873 apenas na Região Oeste do Estado.

De acordo com o meteorologista da Cemig, Arthur Chaves, o Estado tem características geográficas e meteorológicas que contribuem para a grande incidência de descargas atmosféricas.

“As regiões mais atingidas, como o Sul de Minas, Zona da Mata e Região Central de Minas, incluindo a Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão, frequentemente, sob o efeito de fenômenos meteorológicos, como frentes frias e linhas de instabilidade – que provocam as pancadas de chuva fortes e de curta duração que podem causar alagamentos. Outro fator que contribui para a ocorrência de eventos severos é a interação com o relevo, que é bastante complexo nestas regiões”, afirma o meteorologista.

Em Minas, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Juiz de Fora é historicamente a cidade com maior incidência de raios, com uma densidade de 17,03 descargas por quilômetro quadrado ao ano. Em seguida, vem as cidades de Belmiro Braga e Matias Barbosa, com densidades de 16,74 e 16,63, respectivamente.

Segurança durante tempestades

O engenheiro de Tecnologia e Normalização da Cemig, Demetrio Venicio Aguiar, destaca alguns procedimentos básicos que devem ser adotados durante as tempestades. Segundo o especialista, todos os equipamentos elétricos devem ser retirados das tomadas, evitando riscos de queimar os aparelhos ou até à segurança das pessoas.

“Apesar da rede elétrica possuir dispositivos de proteção contra sobretensões, durante as chuvas o raio pode cair nos fios da rede elétrica e, apesar de remota, existe a possibilidade de chegar às residências por meio da fiação, podendo atingir os aparelhos e até os moradores se estiverem em contato com eles”, destaca.

Outro ponto importante é que, durante períodos de rajadas de ventos e descargas atmosféricas, as antenas de TV podem se desregular. “Se isso acontecer, ninguém deve subir nos telhados para ajustá-las, pelo risco de queda, de choque elétrico e de ser atingido por um raio”, explica o engenheiro da Cemig.

De acordo com o engenheiro, se houver a necessidade de utilizar o telefone durante as tempestades, a melhor opção é o celular, desde que o aparelho não esteja conectado na tomada, ou o telefone sem fio. Também é recomendado evitar a permanência em lajes altas ou locais descampados, jamais se abrigar embaixo de árvores e evitar o uso do chuveiro elétrico.

Demetrio Venicio Aguiar alerta, ainda, para os danos que as descargas elétricas podem provocar no corpo humano. “O raio provoca queimaduras gravíssimas e pode provocar parada cardiorrespiratória, que pode levar a pessoa à morte”, alerta.

A Cemig ressalta que a instalação de um sistema de prevenção contra descargas atmosféricas (SPDA) é fundamental. Vale ressaltar que somente profissionais devidamente treinados e qualificados podem instalar estes sistemas e executar as manutenções periódicas necessárias para o desempenho correto de suas funções.

Uma das ocorrências mais graves em redes de distribuição é o fio partido, que acontece, na maioria das vezes, em dias de eventos climáticos de grande vulto, como tempestades ou ventanias. "Caso alguém se depare com um cabo partido, é imprescindível que se mantenha distante do local, se possível não permitindo que outras pessoas se aproximem, e ligue imediatamente para o Fale com a Cemig, no telefone 116, que funciona 24 horas por dia."

fonte: CEMIG

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Radares voltam a operar nas rodovias estaduais mineiras nesta semana

Ao todo, serão implantados 393 equipamentos fixos e treze equipamentos móveis que contribuirão para garantir a segurança nas estradas

Image result for radares nas rodovias mineirasA partir da próxima terça-feira (11/10), os radares voltam a operar gradativamente nas rodovias mineiras sob jurisdição do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Os primeiros equipamentos já estão funcionando em módulo educativo desde o dia 3 de outubro com o limite de velocidade permitido nas vias estaduais, que é de 60 km/h. A MG-030, em Nova Lima, MG-133, em Tabuleiro e MG-447, em Ubá foram as primeiras a receber os novos radares.

O Governo de Minas Gerais, por meio do DER/MG, está investindo R$ 77,69 milhões no contrato dos radares pelo período de 30 meses. Ao todo, serão implantados 393 equipamentos fixos nas rodovias mineiras.

O número representa um aumento de 63,7% em relação à quantidade de aparelhos existentes até 2014. Outros treze equipamentos móveis também contribuirão para garantir a segurança nas estradas.

O objetivo do radar é proporcionar segurança nas rodovias, realizando o controle eletrônico de velocidade para coibir o excesso. A principal recomendação feita pelo DER/MG é para que, independentemente da presença de radares nas estradas estaduais, os motoristas respeitem a sinalização e os limites de velocidade específicos para cada trecho das rodovias.

Os novos radares, além de desempenhar ações de fiscalização no controle de velocidade, contribuirão com as ações de segurança, uma vez que 30% dos equipamentos contêm LAP (Leitor Automático de Placas) e podem agilizar a verificação da situação dos veículos, identificando casos de roubos e clonagens de placas.

Licitação

Os radares foram desligados nas rodovias estaduais em novembro de 2014, devido ao encerramento do contrato anterior. O DER/MG abriu processo licitatório em outubro do mesmo ano, mas o procedimento foi suspenso no mês seguinte em função dos questionamentos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG).

Após adequações no edital, o processo licitatório foi concluído em 9 de setembro deste ano, com a assinatura do contrato por 30 meses, podendo ser prorrogado por igual período.

O consórcio responsável pela instalação, manutenção e operação dos radares recebeu ordem de serviço, em 14 de setembro, para a instalação de 223 radares da primeira etapa e tem o prazo de 90 dias para concluir os trabalhos.

Ag. Minas

POLÍCIA MILITAR APREENDE QUATRO SUSPEITOS DE FURTO A RESIDÊNCIA

Image result for viatura pmmgNa tarde do dia 04 de outubro de 2016, às 14:34, policiais militares da 50ª Companhia de Policiamento foram acionados a comparecer em uma residência, situada na Avenida Piraquara, bairro Babilônia, em Bom Despacho, onde segundo informações estava ocorrendo um arrombamento. No local, os militares depararam com quatro suspeitos, com idades de 16 e 17 anos, cometendo o ato infracional. Dois deles pularam o muro da residência, sendo abordados durante a tentativa de fuga.

Foram apreendidos/recuperados os seguintes materiais subtraídos do interior da residência: uma televisão, um aparelho playstation, 18 cds de playstation, dois aparelhos celulares, um óculos e uma bicicleta de pequeno porte.

Os suspeitos receberam voz de apreensão e acompanhados de seus responsáveis foram encaminhados à Delegacia de Polícia com os materiais apreendidos.


Assessoria de Comunicação Organizacional - 7º BPM





terça-feira, 4 de outubro de 2016

Governo anuncia datas de pagamento dos salários dos servidores até o final do ano

Image result for escala de pagamento parcelado dos servidores do estado de mg 4 trimestre de 2016O Governo de Minas Gerais anunciou nessa segunda-feira,  (3/10),  o novo calendário de pagamento dos salários dos servidores públicos estaduais para os próximos dois meses. Os servidores que ganham até R$ 3 mil, o que representa 75% do funcionalismo público, receberão o salário integral no 9º dia útil em novembro (14/11) e no 8º dia útil em dezembro (12/12).

Já os servidores com salário líquido superior a esse valor receberão R$ 3 mil na primeira data e o restante em outras duas parcelas. Quem tem salário de até R$ 6 mil, vai receber R$ 3 mil no dia 14 de novembro e o restante nos dias 18 e 23.  Em dezembro, os pagamentos serão feitos nos dias 12, 19 e 21. Os servidores que têm o salário maior que R$ 6 mil, que correspondem a 8% do funcionalismo, vão receber R$ 3 mil no dia 14 de novembro e o restante nos dias 18 e 23.

As datas do pagamento do primeiro trimestre de 2017 e um posicionamento sobre o pagamento do 13º salário serão tema da reunião marcada para o final do mês de novembro. Segundo o secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, o Governo fará todo o possível para honrar esse direito do trabalhador no mês de dezembro.

O anúncio foi feito durante reunião da Mesa de Negociação Sindical Permanente, da qual participaram os secretários de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, o secretário de Fazenda, José Afonso Bicalho, e 32 representantes de entidades sindicais dos servidores públicos. “Estamos tentando de todas as maneiras superar essa fase mais difícil das finanças do Estado, afetando o mínimo possível a vida dos servidores. Essa escala é a forma que encontramos para penalizar menos quem ganha menos”, afirmou o secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães.

De acordo com Magalhães, o Governo continua com dificuldades no fluxo de caixa para honrar os salários dos servidores, cujo total é superior a R$ 3 bilhões por mês, tendo em vista o não crescimento da arrecadação e a rigidez das despesas.

Sobre não estar previsto nenhum reajuste para os servidores na data-base da categoria, 1º de outubro, o secretário de Planejamento disse que espera compreensão das entidades sindicais para o grave momento financeiro pelo qual passa o Estado. “O Governo mostrou, com toda a transparência, que não há recursos nem para pagar no quinto dia útil nem para conceder o reajuste reivindicado pelos sindicatos”, afirmou.

Helvécio Magalhães também destacou que só está sendo possível pagar os servidores no mesmo mês graças à renegociação da dívida dos estados com a União. “O governador Fernando Pimentel liderou os demais governadores em um acordo mediado pelo Supremo Tribunal Federal, o que irá gerar um alívio de cerca de R$ 500 milhões ao Tesouro do Estado em 2016”, destacou.

Já o secretário de Estado de Fazenda, José Afonso Bicalho, disse que foi necessário postergar em dois dias úteis a escala de pagamento dos próximos dois meses em comparação ao terceiro trimestre em razão do agravamento da arrecadação estadual.


“Estamos começando o mês praticamente sem recursos e, conforme as receitas vão entrando no caixa, o Governo vai pagando os servidores”, explicou o secretário, que acrescentou: “Estamos atrasando o pagamento a fornecedores, assistência social e até mesmo o repasse aos municípios como forma de priorizar os salários dos servidores”, finalizou.

Ag. Minas

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Reforma Política será tema de debate em Bom Despacho

Crea-Minas promove discussão sobre projeto de lei de iniciativa popular que propõe a extinção do financiamento das campanhas políticas por empresas, eleições proporcionais em dois turnos e o aperfeiçoamento de mecanismos de democracia direta.

Image result for CREA MG
Por meio do grupo de trabalho “Procedimentos eleitorais”, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) retoma uma série de ações de interiorização com o objetivo de promover junto à sociedade e profissionais da área tecnológica debates sobre a reforma política no país. A iniciativa vai discutir a proposta de projeto de lei 6.316/2013 de iniciativa popular - Reforma Política Democrática e Eleições Limpas para o País. O próximo encontro vai acontecer no dia 13 de outubro de 2016, às 19h, na Inspetoria do Crea-Minas em Bom Despacho. As reuniões já foram realizadas nas cidades de Uberaba, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Muzambinho, Lavras e São João Del Rei.

O projeto foi desenvolvido em 2013 por 103 das mais representativas entidades e movimentos sociais do país, como Confea, OAB, CUT, CNBB, UNE, dentre outras, que se uniram e formaram a Coalizão Democrática pela Reforma Política e Eleições Limpas. O debate nas cidades de Minas é mediado pelo coordenador do grupo de trabalho, engenheiro eletricista Anivaldo Matias, e pela professora da ONG Mãos Limpas, Maria Amélia Souza Mendes.

De acordo com Anivaldo, é preciso aprovar uma reforma política capaz de construir um sistema mais democrático e representativo no país. “As eleições se transformaram em um grande empreendimento comercial, onde os interesses da sociedade se tornaram menores. A nossa intenção nesses encontros é conseguir resgatar a cidadania, a dignidade e a participação da população na vida política do país, além de conscientizar os engenheiros da sua importância na sociedade brasileira”, enfatiza.

O coordenador explica que, assim como a Lei da Ficha Limpa, que também partiu de uma iniciativa popular e foi aprovada em 2010, o projeto precisa de 1,5 milhão de assinaturas para ser apresentado no Congresso Nacional. “Já conseguimos 930 mil assinaturas, e pela boa receptividade com o projeto, esperamos obter o número total o mais breve possível”, acrescenta Anivaldo.

A proposta introduz uma série de mudanças na legislação para democratizar o sistema político e eleitoral, eliminando a influência do poder econômico sobre as candidaturas, com a proibição de doações empresariais, alterando o sistema eleitoral no que tange às eleições proporcionais, fortalecendo a participação das mulheres e demais grupos sub-representados e consolidando os mecanismos da democracia direta. “Essa mobilização é muito representativa e simbólica ao demonstrar toda a insatisfação da população com o cenário político e econômico no qual vivemos hoje. Com esse projeto de lei, a sociedade mostra que não está parada e apresenta propostas de melhorias para o país”, ressalta o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Jobson Andrade.

Mais informações sobre o Projeto de Lei de Reforma Política Democrática e Eleições Limpas pelo site www.reformapoliticademocratica.org.br.

Serviços
Data: 13/10/2016
Horário: 19h
Local: Inspetoria do Crea-Minas - Rua Vigário Nicolau, nº 402, Centro - Bom Despacho

Fonte: CREA-MG




Fernando Cabral se reelege com mais de 60% dos votos válidos em Bom Despacho

Depois de 45 dias de campanha, Bom Despacho reelegeu o Prefeito Fernando Cabral (PPS) com 17.322 votos ou  61,85% dos apurados. Após o resultado, alguns eleitores do atual mandatário da cidade saíram pelas ruas da cidade para comemorar a vitória nas urnas. O resultado demonstrou que a maior parte da população está contente com a forma de governar do gestor. 

O segundo lugar  na disputa eleitoral ficou com o ex-prefeito Haroldo Queiroz com  9.815 votos, ou 35,04%, seguido de Maurício Reis com 871, cerca de 3,11%. O resultado oficial das Eleições aconteceu por volta das 19h do último domingo, dia 02, mas por volta das 17h30, já era possível saber o placar eleitoral, isso porque representantes das coligações já estavam na sede do cartório local para acompanhar a apuração.

Agora, Fernando Cabral e Dr Bertolino irão governar juntos por uma Bom Despacho melhor. Já a Câmara Municipal, apenas o vereador Dr. Fernando Pediatra, atual presidente da casa se reelegeu, os demais edis eleitos foram Joice Quirino, Vital Guimarães, Dra. Rose Delegada, Fernando Branco,  Marquinho da Copasa, Marcelão, Cessão Queiroz e Anderson do Gás.  

A posse de reeleição de Fernando Cabral e dos demais vereadores eleitos acontecerá no dia primeiro de Janeiro de 2017.