MG tem 93 cidades em estado de emergência pela falta de água

Segundo o Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas, a seca afeta quase um milhão de pessoas em todo o Estado.

Image result for falta de agua em mgO presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas, Marcus Vinícius Polignano, afirmou, aos deputados da Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que 93 municípios mineiros estão em estado de emergência pela falta de água, o que significa dizer que cerca de 937 mil pessoas são atingidas pela seca no Estado. O alerta foi feito em audiência pública realizada na manhã desta quinta-feira (21/9/17).

Para ele, a crise é hídrica, mas o problema é de gestão. Ele defendeu que o Estado crie políticas públicas de gestão águas como forma de enfrentamento. “A chuva não basta, uma vez que as nascentes, as áreas de recarga e áreas verdes estão se perdendo”, ponderou.

Polignano relatou que os recursos do Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado (Fhidro) estão sendo contingenciados, o que resulta em R$ 250 milhões a menos de investimento na gestão hídrica. “A situação é grave. Muitos comitês não têm sequer sede e pessoal. Precisamos fortalecer o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), uma vez que Minas Gerais não é mais a caixa d’água do Brasil”, disse.

O representante do Fórum Mineiro dos Comitês de Bacias, Gustavo Malacco, reforçou a importância dos repasses do Fhidro e alertou que a lei que o regulamenta deixará de vigorar no final deste ano. “O governo ainda não enviou um novo projeto de lei para a ALMG. Se isso não acontecer, os comitês ficarão ainda mais inviáveis financeiramente”, disse. Ele cobrou transparência do Estado quanto aos dados do desmatamento e disse que a atividade agrossilvipastoril e a mineração estão acabando com a água.

Fonte: ALMG

Comentários