Corredor Empresarial de Bom Despacho já recebe doação de Terrenos

Encontro que marcou a doação de terreno para a instalação do Corredor Empresarial/Foto Prefeitura de BD
Na última semana, o Prefeito Fernando Cabral publicou o decreto que dá início à uma das obras mais importantes para história comercial e empresarial de Bom Despacho. Nos próximos dias, começará a construção do Corredor Empresarial, um dos projetos mais ousados da atual administração. Na terça-feira, dia 10 de outubro, proprietários rurais doaram  terrenos onde será construída a rota, que irá tirar o trânsito pesado do centro da cidade e estimulará a economia local. 
Mapa do Corredor Empresarial em Bom Despacho (Foto: PMBD/Divulgação)
Mapa do Projeto do Corredor Empresarial

A assinatura da doação dos terrenos aconteceu no gabinete do Prefeito Fernando Cabral, que também contou com a presença do Vice-Prefeito Dr Bertolino Costa Neto, dos Secretários Célio Luquine e Juliano Milan, do Empresário Fernando Mesquita e de José Estadeu Gontijo, proprietário rural que fez a doação do terreno onde passará o Corredor.  O que eu posso dizer é que será muito importante esse corredor pois vai tirar o trânsito pesado do centro da cidade e criará uma nova região de comércio", disse José Estadeu ao site da Prefeitura de Bom Despacho. 

Em entrevista ao Portal G1,  o Prefeito Fernando Cabral destacou que o Corredor Empresarial será uma área que começa na Rodovia BR 262 e contorna Bom Despacho pelo lado oeste até chegar a MG 164 perto do Córrego dos Raposos. "O trecho tem cerca de 15 quilômetros ao longo dos quais os empresários poderão instalar fábricas, comércios e serviços", explicou  o Executivo.

Conforme o Prefeito, o projeto permitirá um avanço econômico para Bom Despacho, pois irá gerar empregos e riqueza para a cidade. "A grande vantagem é que a Prefeitura não terá que investir muito, os proprietários serão beneficiados e os empreendedores terão terras mais baratas para instalarem seus empreendimentos", afirmou. 

Indústrias

A proposta do Corredor Empresarial também permitirá a instalação de indústrias, o que de certa forma, segundo o Executivo, deixará a cidade menos poluída. 




Comentários