quinta-feira, 28 de junho de 2018

Projeto da Santa Casa de Bom Despacho contará com apoio para a nova pintura


                 Construtroca Cores e Sherwin Willians irão apoiar esta ‘Santa Causa’


Image result for santa casa de bom despacho mg
Fachada da Santa Casa de Bom Despacho

Após a repercussão positiva do Lançamento “A Santa Casa que eu quero para o Futuro”, o Hospital de Bom Despacho ganhou mais  um apoio nessa semana. A empresa Construtroca Cores, que é credenciada da empresa de tintas Sherwin Willians na cidade doará 20 latas para a nova pintura do estabelecimento.

Recentemente, a instituição lançou a campanha e conseguiu através do apoio dos médicos e da Secretaria Municipal de Cultura  a pintura da unidade local. Entretanto, o Hospital também ganhou o apoio da Construtroca Cores, empresa que atua há 11 anos no ramo de materiais de construção em Bom Despacho e região.

Não é a primeira vez que  a empresa ajuda a Santa Casa. Em outra ocasião, após uma visita nas instalações foi percebido que as torneiras dos banheiros eram muito antigas e a maioria delas se encontravam em mau funcionamento, gerando um grande desperdício de água. Na época (meados de 2016) foram trocadas todas as torneiras da entidade.   E como já existia esse carinho de ambas as partes, a Santa Casa em busca de  ajuda dos parceiros e da sociedade nos procurou para mais essa empreitada”, disse Caio Guilherme, diretor da Construtroca em conversa com o Jornal Fique Sabendo.

Vale lembrar que esta campanha da Santa Casa de Bom Despacho é anexa ao trabalho oriundo desde 2013, quando o hospital se agarrou ao apoio de entidades, pessoas  e empresas preocupados com o funcionamento do hospital na cidade. De lá para cá, através de doações, foram reformadas enfermarias que são atendidas pelo SUS, compra de materiais e medicamentos cirúrgicos, além de investimento do funcionamento do ambulatório.

“ Teremos ainda toda maternidade reformada com 100% de recursos de doações, cuja obra já está em andamento, com prazo para ser finalizada em três meses. Nesta reforma vamos adequar as enfermarias dentro das normas de humanização, reestruturar a parte administrativa e melhorar o centro obstétrico, o que equivale a R$ 156 mil de origem das doações feitas pelo Telemarketing  na Campanha de Natal de 2017”, quem afirma é o Diretor Administrativo da Santa Casa de Bom Despacho, Henrique Andrade.

Atendimentos

Para se ter ideia do tamanho da instituição, a Santa Casa de Bom Despacho atende uma população de 150 mil habitantes. O hospital faz cerca  de 77% de atendimentos do SUS, sendo que 58% são cobertos por programas de custeio. Os outros 23% são atendimentos para  particulares e convênios. E para este funcionamento, o quadro de funcionários é composto por 217 pessoas, das quais, 80 médicos fazem parte.

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Quase 90% dos brasileiros consideram saúde péssima, ruim ou regular


Image result for saúde no brasilOitenta e nove por cento dos brasileiros classificam a saúde – pública ou privada – como péssima, ruim ou regular. A avaliação é compartilhada por 94% dos que possuem plano de saúde e por 87% dos que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo dados apresentados hoje (26) pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).
A pesquisa, realizada pelo Instituto Datafolha, tem abrangência nacional e ouviu 2.087 pessoas – 59% delas residentes no interior. A amostra, composta por homens e mulheres com idade superior a 16 anos, respondeu a um questionário estruturado que dispõe ainda sobre a expectativa dos brasileiros sobre a atuação dos próximos governantes e parlamentares em relação à assistência médica.
 Para os entrevistados, os políticos que vencerem o pleito deste ano devem adotar medidas que combatam a corrupção na área da saúde (26%); reduzam o tempo de espera por consultas, exames, cirurgias e outros procedimentos (18%); aperfeiçoem a fiscalização dos serviços na rede pública (13%); fomentem a construção de mais postos e hospitais (11%); e garantam melhores condições de trabalho e de remuneração para médicos e outros profissionais da área (9%).
SUS como prioridade
A valorização do SUS como política social relevante aparece com ênfase na pesquisa. Os números mostram que, para 88% dos entrevistados, o sistema deve ser mantido no país como modelo de assistência de acesso universal, integral e gratuito para brasileiros, conforme previsto em seus princípios e diretrizes legais.
Falta gestão e recursos
De acordo com o estudo, 83% das pessoas ouvidas acreditam que os recursos públicos não são bem administrados; 73%, que o atendimento não é igual para todos; e 62%, que o SUS não tem gestores eficientes e bem preparados. Entre os 14 serviços disponíveis em postos e hospitais analisados pelo estudo, 11 foram alvo de críticas.
Dificuldade de acesso
Os dados mostram que, entre os itens com maior dificuldade de acesso na rede pública estão: consultas com médicos especialistas (74%); cirurgias (68%); internação em leitos de UTI (64%); exames de imagem (63%); atendimento com profissionais não médicos, como psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas (59%); e procedimentos específicos como diálises, quimioterapia e radioterapia (58%).
Principais gargalos
A análise dos dados sugere que, de forma geral, a percepção de mau atendimento decorre de problemas registrados ao longo do processo, como o tempo de espera para ter uma resposta do SUS para uma demanda encaminhada, item apontado por 24% dos entrevistados.
Também são vistos como vilões a falta de recursos financeiros para o SUS (15%) e a má gestão administrativa e operacional do sistema (12%). Questões como a falta de médicos (10%) e a dificuldade para marcar ou agendar consultas, cirurgias e procedimentos (10%) completam o topo do ranking.
O tempo de espera é o fator com avaliação mais negativa do SUS – o item é apontado como maior gargalo na rede pública para 82% dos entrevistados que buscam consulta, 80% dos que precisam de um exame de imagem e para 79% dos que aguardam cirurgia.
Na semana de realização das entrevistas (9 a 16 de maio), 39% dos entrevistados declararam estar aguardando algum tipo de atendimento na rede pública, índice nove pontos percentuais maior do que o registrado em pesquisa semelhante realizada pelo CFM em 2014.
Para o presidente do CFM, Carlos Vital, os resultados da pesquisa demonstram claramente uma posição de insatisfação por parte da sociedade brasileira e não devem ser ignorados pelos candidatos ao pleito de outubro. “Esses números falam por si só. Precisamos ter mais sensibilidade política, financiamento mais adequado, gestão mais eficiente”, concluiu.
 Ag. Brasil

terça-feira, 26 de junho de 2018

Cultura e descontração marcam o “Concerto na Praça” no Distrito do Engenho do Ribeiro


Na noite do último sábado, 23, a Banda de Música do Machado de Prata, do Sétimo Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais,  realizou uma apresentação na Igreja Santa Rosa de Lima, Distrito do Engenho do Ribeiro, no município de Bom Despacho.

Segundo a assessoria de comunicação do Sétimo Batalhão, ‘a tocata foi alusiva a mais um “Concerto na Praça”, em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo de Bom Despacho com a Banda do 7º BPM’.

Na ocasião, os moradores da comunidade prestigiaram o evento, tanto que  lotaram a capela e  aplaudiram  a  apresentação de todo repertório musical da banda.

SUS incorpora novos tratamentos para doenças raras


A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias aprovou novas opções de cuidado para quem sofre de doenças raras no Brasil. Os tratamentos, de acordo com o Ministério da Saúde, devem ser disponibilizados em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) a partir do segundo semestre de 2018.
Com as alterações, portadores de Mucopolissacaridoses tipo I II vão contar com duas novas opções de medicamento: a laronidase e a idursulfase alfa. Para quem sofre de Deficiência de Biotinidase, a novidade é a aprovação de protocolos que orientam a assistência na rede pública. Os protocolos para a Síndrome de Turner e a Hepatite Autoimune também foram atualizados.

Os chamados Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas funcionam como documentos oficiais que estabelecem critérios para diagnóstico; tratamento preconizado, incluindo medicamentos e demais tecnologias; posologias recomendadas; cuidados com a segurança dos doentes; mecanismos de controle clínico; e acompanhamento e verificação de resultados terapêuticos.
Números
Dados da Organização Mundial da Saúde apontam que as doenças raras afetam até 65 pessoas em cada grupo de 100 mil indivíduos, sendo 80% decorrentes de fatores genéticos. No Brasil, cerca de 13 milhões de pessoas são acometidas por esse tipo de enfermidade.
O ministério informou que, desde 2014, o SUS incorporou 19 exames de diagnóstico e 11 medicamentos, além de organizar a rede de assistência a doenças raras no Brasil. O país conta, atualmente, com sete serviços de referência nesse tipo de atendimento.
Ag. Brasil

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Prefeitura de Bom Despacho prorroga período de inscrições do Concurso de 2018

Related imageA Prefeitura Municipal de Bom Despacho anuncia que o período de inscrições para o Concurso Municipal de 2018 foi prorrogado. Com a medida, os candidatos terão até o dia 05 de Julho, para se inscreverem para participarem do certame. Ao todo estão sendo oferecidas 231 vagas, que são  para os níveis médio, técnico e superior. 

Conforme a assessoria de comunicação da Prefeitura, os cargos oferecidos  são para auditor-fiscal (2 vagas), técnico em gestão pública (53), fiscal municipal (10), gestor público (99), professor de educação básica I (60) e II (1), especialista em educação básica (6).

Vale destacar que o concurso já registrou mais de  mil inscrições. Apesar do salário oferecido ter sido considerado baixo por algumas categorias de nível superior, o certame promete ser um dos mais disputados da história de Bom Despacho. 

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Briga de irmãos em Bom Despacho quase termina em Tragédia

Image result for briga de irmãos policiaNa tarde desta sexta-feira, 22, a Polícia Militar compareceu ao Bairro do Rosário em Bom Despacho, após receber a informação de que teria ocorrido uma briga entre irmãos. A  confusão quase acabou em tragédia, já que o mais de velho de 36 anos esfaqueou o mais novo de 28. O acusado está foragido e a vítima está internada no Pronto Atendimento Municipal. 

Conforme informações da  Polícia Militar, a briga aconteceu por volta das 14 horas. A vítima foi esfaqueada na altura do pescoço. Ele  foi socorrido pelo Samu ao Pronto Atendimento Municipal, momentos após a briga. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde. 

Já o acusado se encontra foragido. De acordo com a Polícia, ele mora sozinho e apresenta ter problemas de saúde mental, porém possui passagens criminais como lesão corporal e vias de fato. 





quarta-feira, 20 de junho de 2018

Hospital dribla crise e se destaca com ações entre médicos, funcionários e parceiros

A crise na saúde pública estrangula hospitais filantrópicos de todo Estado e a cada dia cria verdadeiros obstáculos de sustentabilidade assistencial e financeira. A exemplo disso, unidades hospitalares, cuja função é socorrer, invertem os papéis e a cada mês que se passa clamam por auxílio financeiro do governo por meio dos contratos de custeio,  para  não  fecharem  as  portas e  ainda  assim,  muitos  não  conseguem  se reequilibrar e a linha entre prosseguir com os atendimentos e acabar de vez com eles se torna cada vez mais tênue.

Na Santa Casa de Bom Despacho, no Centro-Oeste do Estado, a situação não é diferente e como as demais entidades filantrópicas de Minas Gerais também sofrem agravantes com a crise na saúde. Entretanto, a equipe, por meio da diretoria da instituição, adotou uma postura diferente e desde 2013 vem elaborando projetos em que os funcionários e a própria população contribuem com o Hospital.

As ações vão desde lançamentos de campanhas para angariar parceria financeira, até doação  de  verba  entre  médicos  para  aquisição  de  insumos  básicos.  Tudo  isso tem garantido o equilíbrio da unidade que atende não só Bom Despacho, mas a população de outros seis municípios que fazem parte da microrregião sendo: Moema, Estrela do Indaiá, Dores do Indaiá, Luz, Serra da Saudade e Martinho Campos, além de mais dez municípios de referência do SUS, totalizando uma  população de
 quase   150  mil habitantes.

A diretoria percebeu no momento certo, que era preciso buscar alternativas para reverter o  cenário  desfavorável e  não apenas aguardar recursos  financeiros  do  Estado,  como explica o administrador do Hospital, Henrique Andrade do Carmo.

“Enquanto hospitais de referência estadual estão ameaçando fechar as portas por falta de insumos básicos como o Hospital JK, em Belo Horizonte, na Santa Casa, a diretoria tratou  de  estimular  entre  os  colaboradores  e  toda  sociedade  o  espírito  de  equipe e parceria para resolver problemas sejam eles mais simples, como manutenção de áreas a construção de mais leitos e humanização do SUS, prezando a cada dia pela excelência na assistência e boas práticas em gerenciamento que garantem a qualidade da prestação de nosso serviço, sempre aliada a ações administrativas de gestão que retomaram a credibilidade da instituição”, disse.
Projetos

Os projetos criados para serem executados com recursos de parceiros começaram em 2013 e desde então, foram reformadas duas alas 100% SUS, através “Adote o SUS”, sendo construídas seis novas enfermarias, além da reestruturação de outras cinco. Todo esse trabalho executado com R$ 500 mil reais só foi possível com a doação feita por 13 parceiros que contribuíram em média, com R$ 25 mil reais cada um, sendo eles empresas e pessoas físicas. As doações são de pessoas e entidades que abraçaram a campanha “Amigos da Santa Casa”. “Acreditamos que essas doações como todas as outras só são possíveis devido à credibilidade da Santa Casa, que é evidenciada na assistência à população”, disse o diretor técnico da Santa Casa, Bianco Couto.

Outro projeto importante e que consegue arrecadar recursos para o hospital é o Telemarketing. Por meio dele, telefonistas pedem a toda população doações no valor médio de R$ 12.

De acordo com a diretoria do Hospital, de dezembro de 2013 a junho de 2018 este projeto conseguiu arrecadar R$ 1.314.258,00 referentes a 108.998 recibos de doações. “Lembrando que os próprios colaboradores, diretoria e corpo clínico também fazem doações por meio desta ação”, ressaltou Henrique.

Com esse dinheiro arrecadado a Santa Casa consegue comprar insumos básicos, além de prosseguir com as reformas de outros setores. Com este recurso já foi possível comprar mesas de refeição, trocar o gerador das lavanderias para economia de energia, passando ser a gás, manutenção de custeio de insumos do bloco cirúrgico, compra de alimentos, manutenção geral com pequenos reparos de consertos.

“Teremos ainda, toda maternidade reformada com 100% de recursos de doações, cuja obra já está em andamento, com prazo para ser finalizada em três meses. Nesta reforma vamos adequar as enfermarias dentro das normas de humanização, reestruturar a parte administrativa e melhorar o centro obstétrico. O que equivale a R$ 156 mil de origem das doações feitas pelo Telemarketing, na Campanha de Natal de 2017.

“A Santa Casa que eu quero para o futuro – um ato de cidadania”

Com toda parte interna sendo reformada, a fachada da unidade que faz parte do patrimônio histórico da cidade, estava se destacando como ponto negativo, sem pintura e sem manutenção. Foi quando há um mês, a diretoria lançou mão de mais uma ação para esta reforma, tendo prosseguido em menos de 30 dias a arrecadação de R$ 23 mil, doados por 23 médicos da instituição e mais R$ 9 mil doados pelo município por meio da Secretaria de Cultura.

Essa doação faz parte de mais uma campanha, que será lançada na próxima segunda- feira (18) com ato de abertura do mutirão de reforma, onde os próprios médicos que doaram a verba vão pintar as paredes da Santa Casa e afixar a placa da nova campanha: “A Santa Casa que eu quero para o futuro”.

Na ocasião ocorrerá um evento de entrega de homenagens aos “Amigos da Santa Casa”, sendo homenageadas 11 empresas, seis instituições e 14 pessoas físicas. Também ocorrerá a inauguração do Centro de Imagens, um setor que antes era terceirizado e agora faz parte da instituição, e vai promover mais autonomia nos atendimentos e auxiliar na sustentabilidade financeira.
Santa Casa

Localizada no Centro da cidade, em um espaço com aproximadamente 4 mil metros quadrados de área construída, a Santa Casa de Bom Despacho conta com 81 leitos, sendo 51 do SUS, atendendo diariamente aproximadamente 100 pessoas no Pronto Socorro via SUS, outras 70 no ambulatório de convênios e particulares. A unidade realiza 300 internações por mês, também via SUS e outras 170 a 200 internações convênios e particulares. Em média, são feitas 220 cirurgias mensalmente, 150 tomografias, 200 mamografias, 1.500 exames de raio-x.

No total, a Santa Casa atende a 77% da produção referente ao SUS, sendo que somente 58% é coberto pelo financiamento de programas de custeio. Os outros 23% dos atendimentos referentes a particulares e convênio representam um financiamento 42% do custeio, o que auxilia em partes a cobrir a defasagem do SUS.

A unidade conta com 217 colaboradores, 80 médicos atuantes, sendo 60 do corpo clínico, nas especialidades de clínica médica, pediatria, obstetrícia, anestesia, ortopedia, cirurgia geral, sendo estas todas de plantões para o SUS e ainda atendendo as especialidades de cirurgia plástica, otorrino, urologia, vascular, dermatologia, oftalmologia para atendimentos eletivos e/ou particulares e convênios.

 Texto: Santa Casa de Bom Despacho





Banda do Sétimo Batalhão participa do Projeto Intervenções em Bom Despacho

Na noite do  último sábado, 16, a Banda Machado de Prata, do Sétimo Batalhão da Polícia Militar,  participou do Projeto Intervenções, evento realizado pelo Instituto João Ayres por meio da Lei de Incentivo Federal à Cultura, patrocinado pela Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais). A apresentação ocorreu na Praça da Estação de Bom Despacho. 

Para se ter ideia do evento, o Projeto Intervenções consiste na apresentação de variadas manifestações culturais em espaços públicos, principalmente em lugares de fácil acesso com entrada gratuita. 

Segundo a assessoria de comunicação organizacional do Sétimo Batalhão, a agremiação musical entoou clássicos de seu requintado repertório musical como 'Eye of the Tiger', 'Pout-Pourri do Roupa Nova' e 'The Final Countdown'. 

Logo depois da apresentação da Banda, o público presente assistiu o espetáculo Teatro do Rosário Musical. 

Escola do Legislativo de BD promove evento que discute Lei das Diretrizes Orçamentárias

Escola do Legislativo de BD
Na última terça-feira, 19, a Escola do Legislativo de Bom Despacho promoveu um evento que discutiu a Lei das Diretrizes Orçamentárias  (LDO) e o Plano Plurianual do município. Para falar sobre o assunto para os presentes, foi convidada a Controladora Interna do Município, Tânia Pereira. 

"São estas Leis que  estabelecem quais serão as metas e prioridades para o ano seguinte. Para isso, fixa o montante de recursos que a administração pretende economizar; traçam regras, vedações e limites para as despesas dos Poderes; autoriza o aumento das despesas com pessoal e disciplina o equilíbrio entre as receitas e as despesas e as indica prioridades da administração", informou o site da Câmara Municipal, que realizou o evento. 

Segundo a Câmara, a palestrante falou sobre a importância da LDO no que diz respeito ao planejamento e a aplicação dos recursos utilizados pelo município. Ainda de acordo com a Casa,  a Escola do Legislativo é uma iniciativa do mesa diretora, que propõe qualificar  e treinar os servidores e vereadores. 

ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26


Image result for pro uni
Estudantes que quiserem concorrer a bolsas de estudo no ensino superior poderão se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni) entre os dias 26 e 29. As bolsas são para o segundo semestre.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o programa vai ofertar 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições de ensino superior privadas. As inscrições devem ser feitas na 
página do ProUni, na internet.

Para se candidatar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos e ter tido nota superior a zero na redação.

Além disso, só podem participar alunos brasileiros sem curso superior e que tenham cursado o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada na condição de bolsista ou que sejam deficientes físicos ou professores da rede pública também podem solicitar uma bolsa.

O candidato que quiser uma bolsa integral deve ter uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos. Quem conseguir uma bolsa parcial, e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade, pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).]

Os resultados com a lista dos candidatos pré-selecionados estarão disponíveis na página do ProUni na internet, a partir do dia 2 de julho para a primeira chamada, e 16 de julho para a segunda.

Ag. Brasil

domingo, 17 de junho de 2018

Polícia Militar de Bom Despacho apreende menor infrator no Bairro São Vicente

Na noite do último sábado, 16, em patrulhamento realizado pelo GEPMOR da Polícia Militar no bairro São vicente em Bom Despacho, foi avistado um menor, que ao  notar a presença policial no local, passou a caminhar mais rápido até entrar em um estabelecimento comercial. 

Segundo a Polícia, o  menor de 16 anos foi abordado em frente a um bar, e que os policiais fizeram varredura do trajeto onde ele teria  percorrido até chegar ao estabelecimento. Neste trabalho de buscas, foram encontrados 06 pedras de crack e mais R$ 40,00 em dinheiro. 

Conforme a ocorrência, o menor infrator foi apreendido pelos policiais em flagrante e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Bom Despacho, junto com a droga e o dinheiro recolhidos. 

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Prefeitura de BD divulga horário de expediente durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo

Nesta sexta-feira, dia 15 de Junho,  a Prefeitura Municipal de Bom Despacho divulgou como será o funcionamento de seu expediente durante os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2018. No dia 22 de junho por exemplo,  quando o Brasil enfrenta a Costa Rica às 09h, as portas serão abertas somente a partir das 12h. Já no dia 27, jogo que a Canarinho terá a Sérvia pela frente às 12h, não haverá mais funcionamento para o restante do dia. 

No entanto, o Pronto Atendimento (PA) e o serviço de coleta de lixo serão mantidos normalmente. A Prefeitura também informa que as linhas de transporte coletivo Aeroporto/São José de 15h e 16h, Ana Rosa de 15h15 e 16h15 e Nossa Senhora Aparecida de 15h e 16h também não irão funcionar nestes horários durante os jogos do Brasil nesta primeira fase da Copa do Mundo de 2018. 

Com relação aos possíveis jogos do Brasil durante a  fase eliminatória, a Prefeitura  não divulgou os horários de funcionamento, isso porque ainda depende dos resultados da Seleção  nesta primeira fase da competição. 

terça-feira, 12 de junho de 2018

Prefeitura de Bom Despacho diz que já recebeu mais de mil inscrições para o próximo concurso

Image result for concurso prefeitura de bom despacho mg
Sede Administrativa da Prefeitura de Bom Despacho
No último dia 28 de Maio, se iniciou as inscrições do Concurso da Prefeitura Municipal de Bom Despacho. O certame oferece mais de 230 Vagas. Apesar dos salários oferecidos terem sido considerados baixos por algumas categorias de nível susperior, já foram registradas mais de mil inscrições, segundo o site do município. O período de inscrição termina no próximo dia 26 de Junho. 

Vale destacar que os salários variam em torno de R$ 1.286,89 até R$ 2.138,73, sendo para os cargos que exigem nível médio, técnico e superior. O dia da prova para os candidatos está agendado para o dia 29 de Julho de 2018. "É a oportunidade de seguir carreira em uma Prefeitura de credibilidade, que paga em dia ou adiantado", afirma o site da Prefeitura de BD. 

Para ter mais conhecimento sobre o edital e as vagas disponibilizadas pelo concurso, o candidato deverá acessar o site da Prefeitura de Bom Despacho, que é www.bomdespacho.mg.gov.br e também pelo site da  Universidade de Lavras, que é www.unilavrasconcursos.com.br. 

Acesso Gratuito

O candidato que não tiver acesso a internet para se inscrever no concurso da Prefeitura Municipal de Bom Despacho, poderá comparecer a biblioteca municipal  e efetuar a sua inscrição, entretanto conforme se predispõem os itens 5.1.9 e 5.1.10 do referido edital, não deverá imprimir o boleto e sim anexar o seu arquivo para impressão em outro local. "Às pessoas que não tiverem acesso à Internet, será disponibilizado um computador para que possam realizar inscrições e os demais atos do concurso público, sendo de exclusiva responsabilidade do candidato realizar os respectivos procedimentos nos termos deste Edital. O computador estará disponível no seguinte local, dia e horário: Biblioteca Municipal, situada na Avenida Ari Marques, 355, Centro – Bom Despacho-MG, durante o horário de expediente do setor, das 7h às 18h, exceto aos sábados, domingos e feriados". 

Professores ganham 25% menos que profissionais de outras áreas

Image result for professores brasilProfessores de escolas públicas ganham, em média, 74,8% do que ganham profissionais assalariados de outras áreas, ou seja, cerca de 25% a menos, de acordo com o relatório do 2º Ciclo de Monitoramento das Metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Divulgado no último dia 7 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o relatório mostra que essa porcentagem subiu desde 2012 quando era 65,2%.
Equiparar o rendimento médio bruto mensal dos professores de nível superior com o dos demais profissionais de formação equivalente até 2020 é uma das metas do PNE, sancionado por lei em 2014. O plano estabelece metas e estratégias para melhorar a educação desde o ensino infantil até a pós-graduação e deve ser integralmente cumprido até 2024. Até lá, entretanto, estão previstos dispositivos intermediários que viabilizarão a execução da lei.
Apesar de ter havido um crescimento na equiparação salarial, o relatório faz uma ressalva: o salário dos demais profissionais teve perda real de 11,1% entre 2012 e 2017. Nesse período, os professores tiveram um acréscimo real na renda de 2%, experimentando “modesto avanço”, segundo o texto.

Os salários brutos mais altos constatados em 2017 eram os do Distrito Federal, R$ 6.661,07 e de Roraima, R$ 4.743,04. Os menores eram os do Ceará, R$ 2.555,37 e Alagoas, R$ 2.754,91. No ano passado, o piso dos professores era R$ 2.135,64.
Atualmente, o piso é R$ 2.298,80. Trata-se do mínimo a ser pago para profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais.
O relatório mostra ainda que muitos professores não são formados na área que lecionam. Em 2016, na educação infantil, 53,4% não tinham formação superior adequada à área que atuam. No ensino fundamental, o percentual chegava a 49,1% nos anos finais, do 6º ao 9º ano e 41% nos anos iniciais, do 1º ao 5º ano. No ensino médio, 39,6% não tinham formação adequada.
Pelo PNE, até 2024, todos os professores têm que ter a formação adequada a área que lecionam.
Queda no investimento
O investimento público em educação caiu do equivalente a 6% do Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidas pelo país, em 2014 para 5,5% do PIB em 2015 - últimos dados disponíveis. Considerando apenas os gastos públicos com educação pública, esse investimento foi equivalente a 5% do PIB. Os dados estão também no relatório divulgado hoje.
A meta estipulada pelo PNE é o investimento anual equivalente a pelo menos 10% do PIB em educação pública a partir de 2024. O plano estabelece ainda a meta intermediária de investimento de 7% do PIB em 2019. De acordo com o relatório, para a meta de 2019 ser atingida, será necessário o incremento de aproximadamente R$ 120 bilhões nos recursos para educação pública.
Em 2015, a União foi responsável por 28,6% do total das despesas educacionais do país, enquanto os estados e o DF participaram com 31,7% e os municípios, com 37,2% dos gastos. Os demais 2,5% são provenientes de receitas parafiscais, que não constam no orçamento dos entes.

A maior parte dos gastos é no ensino fundamental (48,9%), seguido pelo ensino médio, com 13,8%, educação infantil, com 12,5% e educação profissional, com 4,9%. O investimento no ensino superior equivale a 19,8% do total, incluindo as despesas com ensino, pesquisa e extensão em graduação, pós-graduação, além de despesa com hospitais universitários.

Ag. Brasil

Vereadoras de Bom Despacho cobram substituição de médico em férias na UBS do Bairro São Vicente

Image result for ubs bairro sao vicente bom despacho mg
UBS Bairro São Vicente de Bom Despacho (MG).
Recentemente, as vereadoras Cessão Queiroz e Dra. Rose Delegada reivindicaram junto ao Poder Executivo de Bom Despacho, a substituição de médico que está de férias na UBS (Unidade Básica de Saúde) do Bairro São Vicente . Existem reclamações de moradores da região que estão sem atendimento por causa da ausência do profissional para atender a demanda. 

Conforme divulgação da Câmara Municipal, as vereadoras solicitaram ao Executivo, que o problema seja resolvido de forma imediata, para que os moradores não sofram mais com esta ausência. “A População atendida na unidade do São Vicente está indignada, pois segundo informações o médico daquela unidade está de férias e não houve designação de outro para atendimento” justificaram  as parlamentares no site do Legislativo local.

O Plenário aprovou as solicitações feitas pelas vereadores, que foram enviadas a Prefeitura de Bom Despacho, para que seja solucionado o problema. 

segunda-feira, 11 de junho de 2018

MEC aumenta teto de financiamento de mensalidades pelo Fies

Com a mudança, a quantia financiável passa a ser de R$ 7 mil por mês

Image result for bolsas fies 2018
O Ministério da Educação (MEC) ampliou o teto do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A partir do segundo semestre desse ano, a quantia financiável passa de R$ 30 mil por semestre para R$ 42.983, o que representa um aumento de 43% no valor financiável da mensalidade. Isso significa que o programa vai custear cursos com mensalidade de até R$ 7 mil. O anúncio foi feito hoje (6) pelo ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva. 
O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC. Segundo o ministro, a ampliação vai permitir um maior financiamento de cursos mais caros, como os de medicina. 
Com a ampliação do teto do financiamento, o programa retorna ao patamar anterior ao Novo Fies. O ministro disse que a decisão de retomar o limite antigo foi tomada após a percepção de que as mudanças do Novo Fies trouxeram mais segurança ao programa. Uma delas foi que a instituição de ensino superior privada é agora obrigada a oferecer ao estudante beneficiado pelo Fies a menor mensalidade da turma em que se encontra. 
Além disso, a pasta passa a garantir pelo menos 50% de financiamento do curso escolhido. As mudanças valem para a modalidade 1, o chamado Fies público. Neste ano, 100 mil vagas serão ofertadas nessa modalidade. Elas têm juro zero e são financiadas diretamente pelo governo. 
“O sistema permitia financiamento menor que 50%. Em alguns casos, chegava a 8%. Não conectava com o jovem ou com a família que precisava do financiamento”, diz Silva. A intenção, segundo ele, é aumentar a atratividade do programa. As vagas são destinadas a estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos, ou seja, R$ 2.862.

Segundo o ministro, a estimativa da pasta é que cerca de 25% dos estudantes sejam beneficiados, aqueles que conseguiriam financiamento abaixo dos 50%. Os alunos que já contrataram financiamentos inferiores no primeiro semestre e quiserem ampliar para 50% poderão fazê-lo ao renovar o Fies no segundo semestre. 
Seleção
De acordo com balanço divulgado hoje pela pasta, no processo seletivo do primeiro semestre foram firmados 35.866 contratos do Fies. Outros 16.351 estão em contratação no âmbito do processo seletivo para vagas remanescentes. No total, em 2018, serão ofertadas 310 mil vagas em todas as modalidades do Fies, sendo 155 mil no segundo semestre. 
O processo seletivo para as vagas do segundo semestre deve começar em meados de julho. Está aberto o processo seletivo para as vagas remanescentes do primeiro processo seletivo do ano. Atualmente, 2,7 milhões de estudantes são beneficiados pelo Fies. 

Ag. Brasil

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Deputado Fábio Avelar vota a favor de Projeto que propõe a redução do combustível em Minas Gerais


Projeto é analisado e aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, da qual o Deputado é membro efetivo, da ALMG.


O Deputado Fábio Avelar participou, nessa terça-feira, dia cinco de junho, de uma reunião da Comissão de Desenvolvimento Econômico, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para discutir a proposição que altera Projeto de Lei n°3.807/2016. Na ocasião, foram discutidos todos do pontos da proposta de redução da alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre a gasolina, o álcool e o gás natural veicular (GNV) no Estado. A proposta foi aprovada e segue agora para a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária.

Membro Efetivo da Comissão, o deputado Fábio deixou claro seu apoio e empenho para a redução dos impostos em Minas Gerais, votando a favor da Proposição. “Essa Comissão acabou de aprovar uma matéria de muita importância para o cidadão mineiro. Minas Gerais é o estado com a maior malha viária do Brasil e o escoamento de toda a produção, seja ela industrial ou do pequeno produtor, é feita por meio rodoviário. Toda e qualquer variação nos preços desses combustíveis acabam impactando diretamente no preço final dos produtos, uma vez que, com o combustível mais barato, o produtor gasta menos com o frete, com o deslocamento e escoamento da mercadoria. Isso sem falar no trabalhador que utiliza o seu veículo para se deslocar, ou até mesmo para trabalhar”, afirmou o deputado durante a reunião.

O deputado Fábio Avelar ainda utilizou na reunião seu próprio exemplo, ao afirmar que sabe o quanto o valor do combustível tem influência na vida de todos. “Sei o quanto o valor do combustível impacta na vida do trabalhador mineiro, até por que vivo isso na pele. Eu não utilizo do auxílio-moradia e, por isso, rodo quase 300 Km por dia, vindo para a ALMG e voltando para Nova Serrana”, disse ele.

A aprovação de tal medida, pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, certamente será de grande valia para Minas Gerais como um todo.

O PL, que foi aprovado pela Comissão, na forma do substitutivo nº 2, segue agora para apreciação da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentaria da ALMG.

A proposta, que prevê a alteração no Projeto de Lei n°3.807/2016, favorece os consumidores, especialmente, os taxistas, motoristas de aplicativos e vans que utilizam o GNV como combustível. As porcentagens do imposto seriam alteradas: de 31% para 29% para a gasolina, de 16% para 14% para o álcool e de 18% para 12% para o gás veicular.



quarta-feira, 6 de junho de 2018

BOM DESPACHO SEDIA SEMINÁRIO DE ASSUNTOS PREVIDENCIÁRIOS

Pessoas presentes no Evento
Entre os dias 06, 07 e 08 de Junho deste ano, Bom Despacho é  palco do terceiro Seminário de RPPS (Regimes Próprios de Previdência Social) de Minas Gerais. Cerca de 150 convidados de outras da cidades da região e do estado estão presentes no evento, que aborda temas previdenciários do funcionalismo público. 

Em Bom Despacho, o evento é organizado pelo BDPREV (Instituto Municipal de Previdência de Bom Despacho) com o apoio da Prefeitura Municipal. "Voltado a dirigentes dos Institutos que administram os recursos municipais e estaduais de previdência do funcionalismo público, o seminário tem como objetivo o aprimoramento dos controles e gestão destas entidades e contará com as maiores autoridades e profissionais do segmento", destacou o presidente do BDPREV, Antônio Zeferino dos Santos, em nota ao Jornal Fique Sabendo. 

No cronograma do seminário, foram programadas palestras  ministradas por profissionais capacitados para a abordagem do tema. São mais de 72 horas relacionadas aos assuntos da Previdência Social no Brasil. "Além das palestras técnicas o Seminário tem uma ampla programação social, que tem como principal meta a ser alcançada a permuta de informações e o estreitamento das relações entre os dirigentes dos institutos participantes que permitiu a troca de conhecimentos e um relacionamento maior entre todos", afirmou Zeferino. 

O terceiro Seminário de RPPS de Minas Gerais acontece no Sesc Laces de Bom Despacho. 

terça-feira, 5 de junho de 2018

Número de endividados e inadimplentes recua no país em maio


Related imageO percentual de famílias endividadas no país ficou em 59,1% em maio deste ano, menos do que os 60,2% de abril deste ano e os 60,7% de maio do ano passado. Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada hoje (5) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).
O total de inadimplentes, ou seja, de famílias com dívidas ou contas em atraso, também recuou para 24,2% em maio deste ano. A taxa é inferior aos 25% do mês anterior e aos 25,5% de maio do ano passado.
Outro indicador que mostrou melhora foi o percentual de famílias sem condições de pagar suas dívidas, que diminuiu para 9,9% em maio deste ano, até os 10,3% de abril deste ano e os 10,1% de maio de 2017.
“A redução do endividamento, observada nos últimos meses, reflete um ritmo menor de recuperação do consumo das famílias e maior cautela na contratação de novos empréstimos e financiamentos”, disse a economista da CNC Marianne Hanson.
O cartão de crédito continua sendo o principal tipo de dívida, apontado por 75,7% das famílias entrevistadas. Em seguida, vêm os carnês (16,3%) e, em terceiro lugar, o financiamento de carro (11,1%).
A proporção das famílias que se declararam muito endividadas também diminuiu para 13,4%, o menor patamar desde novembro de 2015. Em abril, eram 13,4%. Já em maio de 2017, somavam 14,3%.
O tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas foi de 64,4 dias em maio de 2018, acima dos 62,6 dias do mesmo período do ano passado. Em média, o comprometimento com as dívidas foi de 7,1 meses.
 Ag. Minas