COPASA DIZ QUE INVESTE QUASE R$ 9 MILHÕES EM BOM DESPACHO

Image result for investimentos copasa bom despacho mgDepois que Bom Despacho enfrentou a  maior crise hídrica em 2017, muito se questiona  o que a capitadora responsável de água no município esteja preparando para que este episódio não se repita novamente. Como esta  época ocorre fortes chuvas na região, o Jornal Fique Sabendo buscou informações junto à Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), para saber o que a empresa pretende investir  no abastecimento da cidade. 

De acordo com  a empresa, estão sendo investidos cerca de R$ 8,7 milhões, com a perfuração de 11 poços profundos,  interligados por  7,7 km de rede, que levam água aos moradores da cidade, principalmente para os lugares que mais sofreram com a seca em 2017. Conforme o esclarecimento, também ocorrerá a instalação de mais um  poço profundo com a capacidade de 10,4 litros por segundo  e uma adutora de 3,1 km para abastecer aos bairros Simeão Ferreira, Jardins e Nossa Senhora da Aparecida. 

Em nota, a Companhia informa que planeja construir uma barragem no Córrego do Soca, afluente do Rio Capivari. O investimento será de R$ 5 milhões e beneficiaria toda a cidade. "Além disso, a Copasa já está em processo de aquisição de dois reservatórios elevados, que deverão ser instalados na parte mais alta do bairro São Vicente, uma das regiões mais populosas da cidade. Esses reservatórios representarão uma melhoria considerável na operação de todo o sistema de abastecimento do município. No planejamento da Companhia está previsto ainda a instalação de outros dois reservatórios na região do São Vicente, com capacidade total de 600 mil litros, que serão instalados até o ano de 2019", afirmou. 

Veja na íntegra a resposta da Copasa ao Jornal Fique Sabendo:  

A Copasa está investindo cerca de R$ 8,7 milhões para o enfrentamento da crise hídrica em Bom Despacho. Entre as ações já implementadas, podem ser destacadas a perfuração e operação de 11 poços profundos, interligados por 7,7 km de redes, que levam água aos moradores do município, principalmente aos que moram em regiões que mais sofreram com a crise hídrica no ano de 2017.
Esses poços foram equipados e serão utlizados em períodos de estiagem, quando o volume da captação do Rio Capivari, que abastece a cidade, estiver reduzido. Essas unidades garantirão o atendimento da população em momentos de diminuição do abastecimento.
Outras melhorias ainda serão implantadas no sistema de abastecimento de água, como a instalação de mais um poço profundo com vazão de 10,4 litros por segundo. Uma adutora de 3,1 km será instalada para reforçar o abastecimento dnos bairros Conjunto Habitacional Simeão Ferreira de Souza, Liberdades, Nossa Senhora Aparecida e Jardins.
A Companhia planeja ainda a construção de uma barragem no córrego do Soca, afluente do Rio Capivari. A obra tem  investimentos previstos da ordem de R$ 5 milhões e beneficiará toda a cidade, permitindo que o abastecimento seja garantido mesmo em períodos de seca.
Além disso, a Copasa já está em processo de aquisição de dois reservatórios elevados, que deverão ser instalados na parte mais alta do bairro São Vicente, uma das regiões mais populosas da cidade. Esses reservatórios representarão uma melhoria considerável na operação de todo o sistema de abastecimento do município. No planejamento da Companhia está previsto ainda a instalação de outros dois reservatórios na região do São Vicente, com capacidade total de 600 mil litros, que serão instalados até o ano de 2019.

Ass. Imprensa Copasa

Comentários