Prefeito Fernando Cabral diz não temer Resultado de Sentença no TRE

Image result for fernando cabral bom despacho mgNesta quarta-feira, 16, é aguardada a sentença oficial do Processo em que o Prefeito Fernando Cabral responde na Justiça Eleitoral. Sob a acusação do Poder de Abuso Econômico, o mandatário afirmou que responte por 'suposto abuso de comunicação social' e diz que foi inocentado em primeiro grau e espera que seja novamente inocentado.  

Vale destacar que a sentença deverá ser publicada no final do dia. Em recente audiência no Tribunal Regional Eleitoral em Belo Horizonte, 04 dos 06 desembargadores votaram a favor a cassação da sua candidatura, entretanto, um dos juízes pediu vista do processo e até então não se sabe o que poderá acontecer a partir daí. 

Veja o que o mandatário disse à reportagem do Jornal Fique Sabendo sobre o Processo no TRE, em que o Ministério Público Eleitoral pediu a cassação da sua candidatura junto a Tribunal Eleitoral: 

Fique Sabendo: O que senhor tem a dizer sobre a processo que enfrenta no TRE por acusação de Poder Econômico?

Prefeito Fernando Cabral: Não vejo nada no processo que se refira poder econômico. O processo cuida de suposto abuso de comunicação social e atos administrativos. Na comunicação social, porque publiquei a verdade sobre o aumento de IPTU em Bom Despacho. Conforme documento divulgado na minha coluna, o último aumento de IPTU havido em Bom Despacho foi no governo do ex-prefeito Haroldo Queiroz, em 2007. A publicação cuida da divulgação de um documento oficial. Portanto, não se pode falar de abuso de comunicação social. Mesmo que fosse matéria opinativa, estava protegida pela liberdade de imprensa. Mais ainda quando se trata da divulgação de documento oficial que desfazia uma mentira divulgada pelo então candidato Haroldo Queiroz.

Fique Sabendo: Como o senhor aguarda o resultado da sentença?

Prefeito Fernando Cabral: A sentença, exarada em primeiro grau, me inocentou de todas as acusações. Espero que o acórdão do segundo grau me inocente também de todas elas. Portanto, aguardo com muita tranquilidade. Mas esta tranquilidade não depende do resultado do acórdão. Quem tem governado com prudência, com honestidade e com eficácia como eu tenho governado não teme o julgamento da justiça, independentemente dos acertos e dos erros que ela possa cometer.

Não havendo absolvição, com a tranquilidade de sempre recorrerei ao TSE e talvez ao STF. Afinal, o cargo que eu ocupo está sancionado pela vontade do eleitor.

Mas vamos aguardar. A justiça ainda não falou. Não vamos nos antecipar.

Comentários