Em Entrevista, Prefeito Fernando Cabral faz balanço positivo de sua administração em 2019 e se mostra otimista ao julgamento dos Embargos Declaratórios pelo TRE

Image result for prefeito fernando cabral prefeitura de bom despacho mg
Prefeito de Bom Despacho Fernando Cabral
O Jornal Fique Sabendo entrevistou nesta semana o Prefeito Fernando Cabral. Durante a conversa, o mandatário fez um balanço de sua administração em 2019 e se mostra  otimista ao julgamento dos embargos declaratórios pelo TRE/MG que acontecerá em 2020. Ao mesmo tempo, o Chefe do Executivo também afirmou que ainda não irá, por enquanto,  expor seu apoio a qualquer candidatura a Prefeitura de Bom Despacho para o próximo pleito. 

Veja as perguntas e as respostas: 


Jornal:  Como o Senhor Prefeito avalia o ano de 2019 na sua  administração?


Prefeito: Para Bom Despacho 2019 foi excelente. A despeito das enormes dificuldades vividas pelo Estado de Minas e pelo Brasil, a economia de nossa cidade se destacou mais uma com crescimento do PIB e aumento dos empregos. Na prefeitura realizamos um grande número de obras, como asfaltamento de ruas, construção de pontes de concreto e muito mais. 

Na saúde e na Educação tivemos resultados notáveis. Por exemplo, somos a única cidade no Brasil que não tem mais longas filas de cirurgia. Hoje um paciente típico espera menos de um mês para ser operado. Em números, fechamos o ano com 51 pacientes na fila de espera. No entanto, a demanda média é de 95. Isto significa que a metade dos pacientes que entraram na fila em dezembro foram operados em dezembro. Assim como acabamos com as filas de cirurgia, também acabamos com a espera em consultas especializadas e em exames.

Na educação, colocamos todas as crianças na escola. Não temos ninguém em fila de espera. Nós atingimos em 2019 o dobro da meta estabelecida pelo Governo Federal para 2022. 

Além disto, todas as contas estão pagas e conseguimos dar uma gratificação geral para todos os servidores. Os servidores da educação ganharam um prêmio maior ainda, que equivale a um salário extra.

Portanto, Bom Despacho viveu um ano muito satisfatório no que diz respeito ao que a Administração Municipal pode fazer.



Jornal: Qual a sua expectativa do julgamento dos embargos declaratórios do processo que sentenciou a cassação de seu mandato e do vice Dr Bertolino?

Prefeito: Primeiro é bom registrar que se trata de uma decisão de segundo grau e não de uma decisão final. Portanto, mesmo que o julgamento dos embargos nos sejam desfavoráveis, ainda caberá recurso ao TSE. De qualquer forma, estou otimista. Afinal, a fundamentação apresentada pelo relator não tem justificativa. Dos quatro elementos que ele aponta, nenhum se sustenta. A gratificação que concedi em 2016 para uma servidora é ato vinculado. Eu não podia deixar de dar porque a lei assim mandava. Os convênios assinados com a Bicho Amigo e com a Catabom tinham autorização legal e era repetição de atos anteriores. Finalmente, as matérias que publiquei no jornal são corretas e estão protegidas pelo direito de livre manifestação na imprensa. Por tudo isto, espero conseguir reverter a decisão ainda em segundo grau. Se não acontecer, confio que acontecerá em terceiro grau. Seja como for, continuarei trabalhando até o último momento. O que a Justiça decidir – certo ou errado – nós acataremos.


Jornal: O Senhor Prefeito já tem algum nome que pretende apoiar nas próximas eleições municipais?

Prefeito: Antecipar campanha política é ruim para a cidade, e nós já temos sofrido demais com isto. Eu anunciarei meu apoio no momento oportuno.

Jornal: Como irá funcionar a  parceria da Prefeitura de BD com o Sesc MG?

Prefeito: Não se trata de uma parceria. A prefeitura assumiu o complexo do Sesc. De agora em diante, nós desenvolveremos ali as atividades de estrito interesse dos bom-despachenses. Serão atividades nas áreas de cultura, esporte, educação, saúde, meio ambiente, desenvolvimento social e outras. Em janeiro já começaremos a atender à população.

É bom também esclarecer que embora a assunção do complexo não seja uma parceria, a verdade é que estamos trabalhando para fazermos trabalho conjunto. Por exemplo, na área de esportes, onde o Sesc tem uma presença significativa. 

Jornal: O Senhor acredita no reinício do Corredor Empresarial?

Prefeito: Sim. Mais dia menos dia ele terá que ser retomado. Bom Despacho precisa tirar o trânsito pesado de suas ruas. No entanto, o calote de R$ 18 milhões dado pelo Governo Pimentel nos obrigou a adiar este projeto.

Jornal: Considerações finais

Prefeito: Depois de trazermos o Corpo de Bombeiros e o SAMU, hoje estamos construindo o CTI. Esta semana já deve ganhar seu teto. São conquistas importantes.

Bom Despacho é hoje uma cidade cuja administração é destaque nacional. Não porque já ganhamos vários prêmios nacionais e internacionais nesta área; não porque sejamos perfeitos – o que não somos – mas porque em 2012 éramos uma cidade falida, endividada, e hoje somos uma cidade com todas as contas em dia. Reformamos todas as escolas, dobramos o número de equipes de saúde da família; colocamos todas as crianças na escola; zeramos as filas da saúde; cadastramos mais de 50 mil cidadãos no SUS, construímos dezenas de pontes de concreto, asfaltamos dezenas de quilômetros de ruas e renovamos e modernizamos a administração.

Isto não é importante apenas porque nos dá um destaque no cenário nacional; é mais importante ainda porque construímos uma base sólido para que a cidade continue a desenvolver nos próximos anos, o que certamente acontecerá.

Comentários