segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Homem tentar engolir bucha de maconha, mas engasga com a Droga ao ser abordado pela Policia

Polícia Militar prende suspeito de Tráfico de Drogas em Bom Despacho

Foi na madrugada desta segunda-feira, dia 31, quando a Polícia Militar de Bom Despacho recebeu a informação de que dois indivíduos teriam ido a Nova Serrana no veículo GM/Monza para buscar drogas para revender. Diante das informações os policiais abordaram os suspeitos na Rua Bambuí no Bairro São Vicente em Bom Despacho. 

Segundo a Polícia Militar, durante a abordagem aos suspeitos, a guarnição constatou que o condutor do veículo de 19 anos estava embriagado e que o passageiro de 23 anos tentou mastigar e engolir algo, mas engasgou e consequente conseguiu cuspir 02 buchas de maconha. 

Além da droga, a Polícia Militar também apreendeu  mais uma bucha e um tablete de maconha, duas latas de cerveja e mais R$ 312,00 em dinheiro. 

Diante do flagrante, os autores foram levados e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil. 




MEC anuncia que Enem será em 17 e 24 de janeiro de 2021

 GRUPO SEPÉ - MEC divulga novas datas para inscrição no Sisu do segundo  semestre de 2020


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que teve a aplicação adiada por causa da pandemia do novo coronavírus, foi remarcado para os dias 17 e 24 de janeiro, na sua versão impressa. A nova data para aplicação das provas foi divulgada hoje (8), durante coletiva de imprensa transmitida pela internet, que contou com a presença do secretário executivo da pasta, Antonio Paulo Vogel, que é o ministro interino, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes.

A versão digital do exame será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Já a reaplicação das provas está marcada agora para os dias 24 e 25 de fevereiro do ano que vem. Os resultados serão divulgados no dia 29 de março. 

"Entendemos que essa decisão não é uma decisão perfeita e maravilhosa para todos. Sabemos que não é. Então, buscamos uma solução técnica, tentando ver a data que melhor se adequa a todos", afirmou Vogel, ao divulgar o novo calendário. Segundo ele, a definição das datas foi construída após diálogo com as secretarias estaduais de Educação e entidades que representam as instituições de ensino superior, tanto privadas quanto públicas.  

Segundo o presidente do Inep, serão adotadas medidas sanitárias durante a aplicação das provas, como uso de álcool gel e distanciamento adequado entre os estudantes. Os protocolos sanitários para aplicação das provas vão gerar um custo adicional de cerca de R$ 70 milhões para o governo federal, informou Alexandre Lopes.

"Estamos prontos para fazer essa execução em janeiro. Já estamos adotando as medidas necessárias, junto ao consórcio aplicador, para garantir a segurança sanitária durante a aplicação da prova, medidas relativas ao uso de álcool gel, uso de máscara, distanciamento e quantidade a alunos nas salas de aplicação do exame", afirmou Lopes.

Consulta pública

Em junho, o Inep chegou a realizar uma enquete virtual para saber em quais datas os estudantes gostariam de realizar a prova. Pelo levantamento, 49,7% dos estudantes preferiam que o Enem impresso fosse aplicado em 2 e 9 de maio de 2021 e o Enem digital em 16 e 23 de maio. Ao comentar a decisão de aplicar as provas entre janeiro e fevereiro, Lopes disse que levou em conta, além da própria enquete, as opiniões das instituições de ensino e das secretarias de educação.

"A enquete não seria o único parâmetro para definição da data, era mais um parâmetro. Entendemos que seria muito importante ouvir os secretários estaduais de educação, representados aqui pelo Consed, como também as instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas. Todas as informações foram levadas em consideração. Com relação à enquete, mais da metade dos alunos optaram por dezembro e janeiro; maio foi menos de 50% dos alunos, então, mais da metade dos alunos preferiu dezembro e janeiro e a gente também está atendendo esse público", argumentou.

Edição extra do Sisu

O ministro interino da Educação destacou que, caso seja um desejo das instituições de ensino, o MEC poderá abrir um terceiro período de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2020. Normalmente, o Sisu é aberto duas vezes no ano, no primeiro e no segundo semestre.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2020 estão abertas até o dia 10 de julho. Serão oferecidas mais de 51 mil vagas em instituições de ensino superior do país. 

Pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu 2020.2 vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Além de ter feito o Enem de 2019, os interessados não podem ter zerado a redação. Estudantes que fizeram o exame na condição de treineiros também não podem participar.

Ag. Ebc Brasil

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho

 


domingo, 30 de agosto de 2020

Samu socorre vítimas de Capotamento em Bom Despacho



Na noite do último sábado, 29, o Samu recebeu um chamado para fazer um atendimento de vítimas de Capotamento na Rua Vitória em Bom Despacho. Duas pessoas ficaram feridas.

Segundo o SAMU, ao chegar no local do acidente, a unidade de suporte básico prestou atendimento a uma jovem de 18 anos que apresentava estar consciente e algumas escoriações. Também havia outra vítima no carro.

De acordo com o SAMU, as vítimas não quiseram ser levadas para o  hospital e por isso assinaram um termo de recusa.

sábado, 29 de agosto de 2020

Prefeitura de BD esta está fazendo Drenagem na Rua Araçuaí

 


IA Prefeitura de Bom Despacho, através da Secretaria Municipal de Obras, está fazendo uma obra de drenagem da Rua Araçuaí no Bairro Santa Marta. O objetivo é dar mais  condições de tráfego  para motoristas que trafegam rumo a Avenida Maria Guerra no Bairro Dom Joaquim.

De acordo com Juliano Milan Toscano, Secretário Municipal de Obras,  está sendo feito uma drenagem profunda na rua. "Primeiro fazemos   drenagem profunda, depois recuperamos a base e colocamos pavimento asfáltico", explicou a reportagem do Jornal Fique Sabendo.

Além da Rua Araçuaí no Bairro Santa Marta, outras ruas também poderao  ter este tipo de obra já que várias estão em fase de recapeamento e recuperação . " De uma uma forma geral estamos fazendo muita drenagem nos pontos críticos do município. 

A previsão é que a obra seja finalizada em Setembro deste ano.

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho


 

Cenário aponta 04 pré-candidatos a prefeito em Bom Despacho




Nos últimos dias muitas movimentações têm sido feitas nas redes sociais em torno dos possíveis nomes que irão disputar ao cargo de Prefeito de Bom Despacho. Até o momento, 04 nomes surgem para a disputa de mandatário da cidade.


Os nomes mais apontados em enquetes no Facebook  são Dr Bertolino, Maurício Reis, Haroldo Queiroz e Joice Quirino. Tudo indica que será uma disputa acirrada já que há cerca de 38 mil eleitores em Bom Despacho, porém 31 mil votaram na última eleição, sendo que apenas 28 mil votos foram válidos. 

Neste pleito, o pré candidato a reeleição Dr Bertolino da Costa Neto aparece com um dos nomes   mais lembrados nas enquetes. Os nomes de Maurício Reis, Haroldo Queiroz, Joice Quirino e até mesmo de Vital Guimaraes também são comentados em posts de usuários.

Vale lembrar que diante da pandemia do Coronavirus, as eleições tiveram suas datas alteradas. Os dias de votação são 15 de Novembro para o primeiro turno e 29 de Novembro para o segundo turno, com o horário de 07 às 17h. No entanto, Bom Despacho não tem segundo turno porque nao não tem mais de 200 mil eleitores conforme prevê a legislação eleitoral vigente.

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

POLÍCIA CIVIL INCINERA CERCA DE 300 QUILOS DE MACONHA EM BOM DESPACHO .



A Polícia Civil incinerou, nessa semana, cerca de 300 quilos de maconha apreendida nos últimos dois meses, em Bom Despacho.

A ação foi coordenada e fiscalizada pelo titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, em Bom Despacho, delegado Thales Gontijo. "A incineração de drogas, especialmente de grandes volumes, é medida urgente e requerida à Justiça no ato da lavratura do Auto de Prisão em Flagrante Delito (APFD) adotando, é claro, as exigências dispostas na lei antidrogas", explicou.

O delegado ainda reforça que a Polícia Civil continua trabalhando de forma ininterrupta nas ações de repressão ao tráfico de drogas e aos crimes que dele derivam tais como roubos, furtos e homicídios.

A incineração foi realizada em uma indústria da cidade e com acompanhamento da Polícia Civil, além de representante do Ministério Público e da Vigilância Sanitária municipal.

.

Texto e Foto: Polícia Civil / Divulgação

Vacinação contra sarampo para quem tem de 20 a 49 anos é prorrogada

 Sintomas do sarampo: saiba identificar e tratar com antecedência! - Vitta


Brasileiros com idade entre 20 e 49 anos têm até o dia 31 de outubro para se vacinar contra o sarampo. O prazo terminaria na próxima segunda-feira (31), mas o Ministério da Saúde anunciou nesta tarde a prorrogação do prazo. Devido à pandemia – e à preocupação com os riscos de contaminação pela covid-19 – a campanha deste ano acabou atingindo um público menor do que o esperado.

Dados preliminares das secretarias estaduais de saúde, registrados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações, apontam que, do início da campanha em 16 de março até o dia 17 de agosto, 5.299.087 de pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos foram vacinadas.

O número corresponde a apenas 5,8% das 90 milhões de pessoas que têm entre 20 e 49 anos, público-alvo da quarta etapa da Mobilização Nacional de Vacinação contra o Sarampo, doença considerada “grave e de alta transmissibilidade”, uma vez que cada pessoa contaminada poder transmiti-la a até 18 pessoas, principalmente por via aérea, ao tossir, espirrar, falar ou mesmo respirar.

De acordo com as autoridades de saúde, a principal medida de prevenção e controle do sarampo é a vacinação. Nesse sentido, alertas têm sido dados à população sobre “a importância da vacinação contra o sarampo, mesmo com a pandemia de covid-19 em evidência no país”.

Campanha

A vacinação é a estratégia que o Ministério da Saúde adota para interromper a transmissão, de forma a eliminar a circulação do vírus no país.

As duas primeiras etapas da campanha ocorreram em 2019. Em outubro, voltada a crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade; e em novembro, a segunda etapa, voltada ao público com idade entre 20 e 29 anos. Entre fevereiro e março de 2020, o público-alvo foi a população de 5 a 19 anos.

Quem não tomou nenhuma dose, perdeu o cartão ou não se lembra de ter sido vacinado, deve receber apenas uma dose da vacina.

Em caso de dúvida, a orientação do Ministério da Saúde é a de procurar a unidade básica de saúde mais próxima levando o cartão de vacinação e um documento. “Lá a situação vacinal será avaliada e atualizada conforme recomendações do calendário básico de vacinação”, informa o ministério por meio de seu site.

Sintomas

Pessoas acometidas pela doença apresentam febre, manchas avermelhadas pelo corpo, tosse, coriza, conjuntivite (olhos vermelhos e lacrimejantes), fotofobia (sensibilidade à luz) e pequenas manchas brancas dentro da boca.

Gestantes

A vacina é contraindicada durante a gravidez pois é produzida com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado, e a gestação tende a diminuir a imunidade da mulher. O Programa Nacional de Imunizações recomenda, inclusive, que mulheres em idade fértil devem evitar gravidez até um mês após a vacinação.

Situação no país

De acordo com o último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, neste ano, até 25 de julho, foram confirmados 7.293 casos de sarampo em 21 estados, entre eles: Pará (4.713 casos – 64,6%); Rio de Janeiro (1.241 casos – 17%); São Paulo (721 casos – 9,9%); Paraná (305 casos – 4,2%); e Santa Catarina (111 casos – 1,5%).

O Brasil permanece com surto de sarampo nas cinco regiões, com 11 estados com circulação ativa do vírus. Os estados do Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina concentram o maior número de casos confirmados de sarampo, totalizando 7.091 (98,3%) casos.

De acordo com o Ministério da Saúde, o país teve cinco óbitos por sarampo em 2020. Três deles no Pará, um no Rio de Janeiro e um em São Paulo.

Ag. Ebc Brasil

CAIXA CREDITA NESTA SEGUNDA (31) SAQUE EMERGENCIAL DO FGTS PARA NASCIDOS EM SETEMBRO

                    Beneficiários já podem movimentar os recursos pelo CAIXA Tem


Saiu o calendário do Saque Emergencial do FGTS. Veja quando você irá  receber Atualiza Aí — Reconta Aí

A CAIXA credita nesta segunda-feira (31) o Saque Emergencial do FGTS para os trabalhadores nascidos em setembro. Nessa etapa, o valor estará disponível para cinco milhões de trabalhadores, no montante de R$ 3,2 bilhões. O saque tem como objetivo o enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Governo Federal em razão da pandemia do novo Coronavírus e movimentará durante todo calendário cerca de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

 O pagamento do Saque Emergencial do FGTS é realizado por meio de crédito em conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela CAIXA em nome dos trabalhadores. O valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas contas ativas ou inativas do FGTS.

 Calendário de crédito em conta e saque:

  

O calendário foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador, e teve início em 29 de junho, com os nascidos em janeiro.  A partir da data de crédito dos valores na conta Poupança Social Digital, os recursos podem ser utilizados em transações eletrônicas, e posteriormente, na data para saque e transferência, os valores remanescentes ficam disponíveis para saque em espécie ou transferência, sem custo, para outras contas.

 

Trabalhadores que não receberam na data prevista:

 

Para receber o Saque Emergencial do FGTS, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados. Os trabalhadores nascidos entre os meses de janeiro e agosto que ainda não receberam devem acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar a abertura da Conta Poupança Social Digital. O valor e a data do crédito serão informados em seguida.

 

Balanço do pagamento:

 

A CAIXA já disponibilizou, até 27 de agosto, mais de R$ 25 bilhões a aproximadamente 39 milhões de trabalhadores por meio de crédito na Conta Social digital.

 

Cerca de 65% dos mais de 60 milhões de trabalhadores com direito ao Saque Emergencial já receberam o crédito.

 

Como movimentar a Poupança Social Digital:

 

A Conta Poupança Social Digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil.

 

A movimentação do valor do saque emergencial poderá, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do aplicativo CAIXA Tem, sem custo, evitando o deslocamento das pessoas até as agências. Logo após o crédito dos valores, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. O trabalhador também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral.

 

Canais de consulta:

 

A CAIXA disponibilizou os seguintes canais de atendimento para o Saque Emergencial FGTS:

 

App FGTS

 

  • Consultar o valor do saque;

 

  • Consultar a data em que o recurso será creditado na Poupança Social Digital, conforme calendário;

 

  • Informar que não deseja receber o valor do saque;

 

  • Solicitar o desfazimento do crédito efetuado na Poupança Social Digital;

 

  • Complementar os dados e solicitar a abertura da conta social digital;

 

Site fgts.caixa.gov.br:

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado na Poupança Social Digital, conforme calendário;
  • Informar que não deseja receber o valor do saque;
  • Solicitar o desfazimento do crédito feito na Poupança Social Digital.

 

Central de Atendimento CAIXA 111, opção 2:

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado Poupança Social Digital, conforme calendário.

 

Internet Banking CAIXA:

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado na Poupança Social Digital, conforme calendário;
  • Informar que não deseja receber o valor do saque;
  • Solicitar o desfazimento do crédito feito na Poupança Social Digital.

 

 Cancelamento e desfazimento do crédito automático:

 

Se o trabalhador não quiser receber o Saque Emergencial, pode informar essa opção pelo app FGTS com pelo menos 10 dias antes da data prevista para o crédito na conta Poupança Social Digital, conforme o calendário.

 

Após o crédito dos valores na Poupança Social Digital, o trabalhador poderá solicitar o seu desfazimento. Os valores retornarão à conta do FGTS devidamente corrigidos, sem prejuízo ao trabalhador. A solicitação de novo crédito do Saque Emergencial após a solicitação de desfazimento do crédito não é permitida.

 

Caso não haja movimentação na conta social digital ou realização de saque/transferência até 30/11/20, o valor será devolvido à conta FGTS com a devida remuneração do período, sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Se, após esse prazo, o trabalhador decidir fazer o Saque Emergencial, poderá solicitar pelo app FGTS até 31/12/2020.

 

Alerta:

A CAIXA não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.

 

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho


 

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Prefeitura irá autorizar reforma do Prédio da Antiga Rural Minas

Local será destinado para a Criação e Implantação do Centro de Fisioterapia do Bairro São Vicente e Adjacentes



Nesta quinta-feira, 27, a Prefeitura Municipal de Bom Despacho informou   que irá autorizar a reforma do antigo prédio Rural Minas, que está localizado no Bairro São Vicente, um dos mais populosos de Bom Despacho. O local será usado como Centro de fisioterapia da localidade, já que existe uma grande  demanda de atendimento de pacientes desta região da cidade. O trabalho será realizado em parceria com a Faculdade Una.

Segundo a Prefeitura de BD, toda população será beneficiada, principalmente as  famílias que moram entre os Bairros JK, Santa Marta, Aeroporto e São Vicente. Atualmente os moradores destas localidades têm  que se deslocar  até o Conjolo de Vissunga, antigo Sesc, local onde está sendo feito o trabalho. 

Conforme o Executivo, o espaço é amplo, o que de certa forma irá facilitar a locomoção dos pacientes com dificuldades de andar ou que estejam em uso de muletas e andadores.  Também haverá aparelhagem adequada para atender os pacientes que exigem mais especialidades  de tratamento. "Com essa unidade, a população terá um  atendimento de alto nível e mais perto da população", comentou  a secretária de Saúde Neide Braga.

Vale lembrar que o prédio da antiga sede da Rural Minas está sem ter atividade de expediente a alguns anos. Como existe a demanda de atendimento de fisioterapia do Bairro São Vicentes e Adjacentes, a Prefeitura de Bom Despacho se empenhou em instalar um centro de fisioterapia no local. 

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho


 

Caixa paga auxílio a beneficiários do Bolsa Família com NIS final 8

                                      Caixa paga auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família

 A Caixa segue hoje (27) com o pagamento da quinta parcela do auxílio emergencial para os beneficiários do programa Bolsa Família. A cada dia, o saque é liberado a um novo grupo conforme o final do Número de Identificação Social (NIS). Ao todo, 19,2 milhões de pessoas cadastradas no programa receberão o dinheiro até 31 de agosto.

O auxílio, com parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), foi criado para reduzir os efeitos da crise econômica causada pela pandemia da covid-19.

Hoje, é a vez dos beneficiários com NIS final 8 que podem fazer o saque em espécie. Os primeiros a receber foram os beneficiários com NIS final 1, no último dia 18. Amanhã será a vez dos beneficiários com NIS final 9 e o pagamento termina com o NIS final 0, na próxima segunda-feira (31). Não há pagamentos nos finais de semana.

O recebimento do auxílio emergencial por esse público é feito da mesma forma que o benefício regular do Bolsa Família, utilizando o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes Caixa Aqui ou por crédito na conta Caixa Fácil.

Demais beneficiários

Os demais beneficiários do auxílio emergencial, como os trabalhadores informais, recebem inicialmente o crédito do benefício na poupança social da Caixa, conforme calendário organizado por mês de nascimento. Pelo aplicativo Caixa Tem, é possível fazer compras online em estabelecimentos autorizados e pagar boletos.

O saque em dinheiro do benefício, em uma agência do banco, é autorizado posteriormente, de acordo com calendário definido pelo governo, considerando também o mês de nascimento do beneficiário. As transferências para outros bancos ou para contas na própria Caixa seguem o mesmo calendário de saque. Nesse caso, os recursos são transferidos automaticamente para as contas indicadas pelo beneficiário.

Hoje (27), a Caixa libera saques e transferências para beneficiários nascidos em julho.

Ag. Ebc Brasil

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Baixas temperaturas reforçam importância dos cuidados de prevenção à covid-19



 

Conscientização da população também ajuda a evitar outras doenças respiratórias comuns no inverno

 

As baixas temperaturas registradas recentemente em Minas Gerais reforçam a importância das medidas de prevenção à covid-19. O tema foi abordado pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em coletiva virtual realizada nesta terça-feira (25/8). 

As doenças respiratórias apresentam relação com a temperatura porque as pessoas tendem a ficar em ambientes mais fechados e com ventilação reduzida por causa do frio. Por isso, é fundamental que a população mantenha distância mínima de um metro em lugares públicos e em momentos de convívio social, além de não tocar olhos, nariz, boca ou a máscara com as mãos não higienizadas.

Também é essencial lavar com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão — ou realizar a higienização com álcool em gel 70%.

Amaral destacou que o processo de conscientização desenvolvido para prevenir a covid-19 em Minas Gerais também auxilia no combate a outras outras doenças respiratórias. “Este ano é atípico, pois a sociedade está muito sensibilizada quanto à necessidade de adoção de cuidados pessoais e à prevenção da transmissão de vírus via aérea. Nós já temos conhecimento prévio de que aglomeração vinculada ao frio aumenta a possibilidade de transmissão de doenças”, explicou.

 

Média móvel

Com relação aos dados da covid-19 em Minas, foram registrados até o momento 198.736 casos confirmados e 4.847 óbitos. Especificamente sobre os 42 óbitos confirmados nas últimas 24 horas, o secretário de Saúde destacou, a partir da análise da data de ocorrência desses óbitos, uma maior concentração de mortes nos últimos oito dias.

“Quando avaliamos a data da confirmação em relação à data do óbito, temos aquele desvio que nos indica uma tendência real à estabilização. Isso é importante para nós porque temos observado, de forma geral, um atraso médio de dez dias no fluxo de notificação à SES. Hoje, sendo dia 25, estaríamos trabalhando com o dia 15, em que já haveria essa possibilidade de queda das mortes por covid-19”, pontuou Amaral.

Rede de assistência 

Ao longo da coletiva, o secretário adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, destacou a eficiência do Plano de Contingência Macrorregional. Desde o início da pandemia, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) trabalha na construção desses planos. A partir deles, todas as regiões do estado passam por análises técnicas para identificação do número de leitos, e da necessidade e da viabilidade de ampliação desse total, considerando critérios como equipamentos e recursos humanos disponíveis.

“Em relação aos leitos de UTI, praticamente dobramos o quantitativo total que se tinha, chegando a quase 4 mil. Além disso, mais de 20 mil leitos de enfermaria foram disponibilizados à população. O objetivo foi que não houvesse desassistência a nenhum cidadão de Minas Gerais”, frisou Cabral.

Até o momento, a taxa de ocupação geral de leitos de UTI está em 64,93% e de leitos de enfermaria está em 58,66%.

Ag. Minas

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho


 

terça-feira, 25 de agosto de 2020

CAIXA COMEÇA A OPERAR NOVAS LINHAS DE CRÉDITO PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

 

Novas modalidades facilitam acesso ao crédito frente aos impactos econômicos decorrentes da pandemia da COVID-19

 

A CAIXA passou a disponibilizar, desde esta segunda-feira (24), novas linhas de crédito para capital de giro com garantia do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), no âmbito do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (PEAC), instituído pela  Medida Provisória n° 975/2020, que foi convertida na Lei nº 14.042/2020. As novas modalidades de crédito foram criadas para facilitar o acesso ao crédito às empresas de pequeno e médio porte frente aos impactos econômicos decorrentes da pandemia da COVID-19.

 

O prazo total da operação é de até 60 meses, sendo que para as pequenas empresas a taxa de juros é a partir de 0,63% ao mês, a depender da garantia ofertada, com prazo de carência de 9 até 12 meses. A taxa de juros para as médias empresas é a partir de 0,53% ao mês.

 

As linhas são destinadas às empresas com faturamento fiscal superior a R$ 360 mil e inferiores a R$ 300 milhões ao ano, considerando a receita bruta apurada em 2019. No caso de grupos econômicos, é considerado o faturamento consolidado do grupo.

 

Para o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, essa é mais uma linha de crédito com condições facilitadas de contratação, que o Governo Federal oportunamente instituiu para reforçar o apoio aos empresários brasileiros. “A CAIXA vai assumir, mais uma vez, o seu papel de instituição protagonista das políticas de crédito para empresas de pequeno e médio porte, apoiando aqueles que estão fazendo o Brasil retomar as atividades econômicas. O crédito poderá ser utilizado de forma livre, para investimentos e capital de giro isolado ou associado ao investimento”, ressalta.

 

Como solicitar o crédito:


As pequenas empresas, com faturamento fiscal anual inferior a R$ 30 milhões, podem solicitar o crédito nas agências ou manifestar interesse pelo produto por meio de preenchimento de formulário no site CAIXA Com sua Empresa (http://www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa/).

 

Para as médias empresas, com faturamento fiscal anual superior a R$ 30 milhões, o cliente entra em contato diretamente com uma das agências empresariais, para coleta dos documentos e demais tramites de contratação.

 

As contratações podem ser realizadas até 31 de dezembro de 2020,  podendo ser prorrogadas caso haja alteração legal, ou até a utilização do limite disponibilizado para a CAIXA no Programa, o que ocorrer primeiro.

 

A garantia é limitada a 80% do valor do crédito, mais o aval dos sócios, podendo ser agregadas outras garantias adicionais. As empresas também contarão com a isenção da Taxa de Abertura de Crédito (TAC).

 

Os recursos poderão ser utilizados para realizar investimentos, como a aquisição de máquinas e equipamentos, despesas operacionais, como pagamento de salário de empregados, compra de matérias-primas, mercadorias, entre outros.

 


Limites das operações:


Os empresários poderão solicitar o crédito no valor mínimo de R$ 15 mil até o valor máximo de R$ 10 milhões, considerando a soma das operações contratadas com garantia do FGI para o mesmo CNPJ, sendo o valor da contratação definido conforme a avaliação de crédito do cliente.

 


Assessoria de Imprensa da CAIXA

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho

 

domingo, 23 de agosto de 2020

STF julga inconstitucional a taxa de incêndio em Minas Gerais







Ministro relator da ADI 4411, Marco Aurélio Mello, o recolhimento inconstitucional; a cobrança também já foi alvo de ação da Fecomércio em favor de seus representados



O Supremo Tribunal Federal (STF) finalizou, na segunda-feira (17/08), o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 4411. Na ocasião, por seis votos a quatro, a Corte declarou inconstitucional a cobrança da taxa de incêndio em Minas Gerais. O tema já havia sido alvo, em outro processo, de ação da Fecomércio MG em favor de todos os seus representados.


Ao apresentar seu voto, o relator Marco Aurélio Mello destacou que o tema não é novo para a Suprema Corte. Segundo o magistrado, o Pleno do STF já apreciou o assunto quando analisou o Recurso Extraordinário (RE) 643.247, relatado pelo próprio ministro. Na época, o tribunal considerou a cobrança inconstitucional, fundamentando a decisão na Tese de Repercussão Geral nº 16.


A jurisprudência foi estabelecida pelo STF durante a discussão a respeito do recolhimento da Taxa de Combate a Sinistros pela Lei Municipal nº 8.822/1978, de São Paulo. Durante a análise desse recurso, Mello havia argumentado que “a manutenção do Corpo de Bombeiros, órgão estadual e não municipal, é feita estritamente ante os impostos, não cabendo a criação de taxa”.


Diante dos fatos apontados, Mello julgou “procedente o pedido para declarar a inconstitucionalidade dos demais preceitos impugnados na peça primeira: artigo 113, inciso IV, parágrafos 2º e 3º; artigo 115, § 2º, inciso I, alínea ‘b’, e incisos II e III, alíneas ‘b’ e ‘c’; artigo 116, § 1º; e item 2.2 da tabela ‘b’ do anexo constante da Lei nº 6.763/1975, com a redação conferida pela Lei nº 14.938/2003”.


Ação da Fecomércio MG


A Taxa de Utilização Potencial do Serviço de Extinção de Incêndio já foi alvo de outras ações na Justiça. A Fecomércio MG, por exemplo, ajuizou uma ação em favor de todos os seus representados, comprovando a inconstitucionalidade da norma. No pedido, a entidade também requereu que fosse declarado o direito a compensação e restituição dos tributos recolhidos nos últimos cincos – contados a partir do ajuizamento do processo, que ocorreu em 2019.


Em junho deste ano, a Federação obteve decisão favorável, em primeira instância, que declarou a inexigibilidade do pagamento aos seus representados e deferiu o direito a compensação do crédito tributário. A sentença é relativa ao Mandado de Segurança Coletivo (MS nº 5071328-29.2019.8.13.0024), que tramita na 2ª Vara de Feitos Tributários na Comarca de Belo Horizonte. A decisão, sujeita ao reexame necessário, ainda será apreciada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

No entanto, pouco antes dessa sentença, o TJMG já havia deferido pedido para suspender os efeitos das medidas liminares e das tutelas antecipadas. Com isso, o órgão determinou que elas prevalecessem até o trânsito em julgado das ações ou caso a Suprema Corte se manifestasse pela inconstitucionalidade da taxa, o que ocorreu nessa segunda-feira (17/08).

Fonte: FECOMÉRCIO MG

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho

 

sábado, 22 de agosto de 2020

Homem cai de moto no centro de Bom Despacho



Na manhã  deste sábado, 22, por volta das 07h,  o Samu foi acionado para prestar atendimento de um homem que caiu de moto na Rua da Garça, centro de Bom Despacho.

Ao chegar, a unidade de suporte básico prestou atendimento a um homem de 34 anos que apresentava estar consciente e com ferimento na mão direita  e se queixava de dores no ombro esquerdo.

Ele recebeu os primeiros socorros, foi imobilizado e levado para o Pronto Atendimento de Bom Despacho.

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Polícia Militar desencadeará Operações na Zona Rural


A Polícia Militar levantou informações  sobre a realização de eventos  com aglomeração de pessoas em vias de acesso à zona rural de Bom Despacho.

Diante disso, o 7º Batalhão de Polícia Militar, através da 50 Cia PM, desenvolverá  nos finais de semana, operação policial com ações intensificadas na fiscalização, desse tipo de evento, com abordagens a veículos e a pessoas em atitudes suspeitas.

_Contribua você também com a segurança e a paz social: denuncie pessoas e veículos suspeitos pelos números 190 ou 181. O sigilo é garantido!_


Fonte:  ALCO/7ºBPM

Polícia Militar apreende 10 pedras de crack


Na última quinta-feira , 20, a Polícia Militar recebeu  de que havia 03 pessoas com atitudes suspeitas na Avenida Guarujá, no Bairro São Vicente, em Bom Despacho.  

Logo depois, os policiais compareceram ao local, sendo que  os suspeitos já  não se encontravam.  Durante buscas, foram localizadas 10 pedras de crack que estavam prontas e embaladas para o comércio.

Diante do flagrante, o material foi apreendido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Bom Despacho.

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho


quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Cemig lança campanha de negociação e clientes podem parcelar seus débitos em até 12 vezes sem juro

 



Companhia oferece uma série de facilidades de pagamento para evitar corte de energia

 

Os clientes da Cemig com débitos junto à companhia ganharam a oportunidade de negociar de forma facilitada os valores das faturas em atraso. Para tanto, a empresa oferece uma série de facilidades de pagamento, como o parcelamento da dívida em até 12 vezes sem juros. As condições são válidas somente por meio dos canais digitais de atendimento. Para aproveitar o benefício, basta que os interessados atualizem seu cadastro com dados de e-mail e telefone junto à Cemig e façam a adesão ao recebimento da fatura por e-mail ao acessarem o serviço de parcelamento.


De acordo com Wellington Cancian, gerente de Arrecadação e Adimplência da Cemig, a nova campanha de negociação de débitos da companhia é uma oportunidade para os clientes ficarem em dia com a empresa sem prejudicar o orçamento familiar. “É muito importante que nossos clientes paguem suas contas em dia, evitando seu endividamento e aplicação de multas e juros, além de contribuir com a qualidade e garantia dos serviços de fornecimento de energia elétrica para toda sociedade. A campanha de negociação permitirá aos nossos clientes a retomada em seu fluxo de pagamentos neste momento. Lembramos também que, no final de julho, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a revisão da Resolução Normativa nº 878/2020, permitindo a retomada de diversas atividades pelas distribuidoras, dentre elas a suspensão de fornecimento de energia por inadimplemento",  explica o gerente da empresa.

 

A Cemig preparou a campanha de negociação para que os clientes com débitos pendentes possam regularizar a situação junto à companhia. "Trata-se de uma oportunidade única para os clientes colocarem suas contas em dia. Por meio dos canais digitais da Cemig, é possível parcelar faturas em atraso sem a necessidade de sair de casa, evitando aglomerações.", completa o gerente.


Como parcelar 

Para solicitar o parcelamento, o cliente deve entrar em contato com a Cemig por meio do Whatsapp. Basta adicionar o telefone 31 3506-1160 e enviar um "oi". 

 

O serviço também pode ser solicitado pelo Cemig Atende Web, no endereço www.cemig.com.br, clicando no serviço "Parcelamento de Débitos". 

 

A Cemig disponibiliza, ainda, o call center exclusivo para negociação, pelo número 0800 721 7003 (de segunda a sexta, das 9h às 21h e no sábado, das 9h às 15h).

 

Condições de parcelamento


Para parcelar seus débitos em até 12 vezes sem juros, o cliente deve atualizar seus dados de e-mail e telefone e cadastrar sua conta por e-mail.  As condições especiais vão até o dia 30 de setembro de 2020.

"Na hora de efetuar o pagamento, recomendamos ao cliente utilizar preferencialmente os canais bancários digitais. Além disso, recomendamos que o cliente aproveite a oportunidade e coloque sua fatura no débito automático pelos próprios canais digitais da Cemig. É rápido, fácil e seguro", comenta o gerente.

O cliente pode realizar o cadastro para débito em seu banco de preferência, utilizando o código disponível na própria fatura. O procedimento é simples e precisa ser realizado uma única vez. Clientes dos bancos Santander, Itaú, Banco do Brasil e SICOOB podem realizar o cadastro diretamente nos canais de atendimento Cemig.

Religação

Para solicitar a religação junto à Cemig, é necessário quitar todos os débitos vencidos da unidade consumidora.

Após a quitação, a religação pode ser solicitada também pelo WhatsApp, Cemig Atende Web no site da Cemig, aplicativo Cemig Atende ou pelo telefone 116.

Fonte: Cemig

Quadro Atualizado do Coronavirus de Bom Despacho

 

Trabalhadores do Correios estão de Greve

                                                      Trabalhadores  dos Correios em BD

Desde segunda-feira, 17, os profissionais dos Correios estão de Greve. Em Bom Despacho, os trabalhadores aderiram o movimento e fazem o serviço de forma remota.

Nesta quinta-feira, 20, profissionais de entrega que trabalham em Bom Despacho fizeram uma manifestação em.torno da sede dos Correios no centro de Bom Despacho. Eles querem melhores condições de emprego, como a manutenção dos benefícios acordados com a empresa.

Em Nota o Correios esclarece  que apenas 17% dos serviços foram afetados e que a empresa está em fase de negociação com os funcionários. Já os trabalhadores seguem a  decisão de seguir  o calendário da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (FENTECT), que representa a categoria na mesa de negociação com a direção da Empresa. Tal proposta deverá ser referendada pelas Assembleias Gerais que ocorreu em todo o Brasil no  dia 17. 


Nota do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios

Trabalhadores dos Correios  na luta em defesa dos seus direitos e da Empresa pública e de qualidade para o povo brasileiro Os 36 sindicatos que representam os trabalhadores do Correios de todo o território nacional aprovaram o indicativo de Greve Geral da categoria àpartir das 22h do dia 17 de agosto, por tempo indeterminado, contra a retirada de direitos históricos dos ecetistas, que vai rebaixar em até60% o poder de compra dos trabalhadores.

 Esta decisão segue o calendário da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (FENTECT), que representa a categoria na mesa de negociação com a direção da Empresa. Tal proposta deveráser referendada pelas Assembleias Gerais que ocorrerão em todo o Brasil no próximo dia 17. Durante as negociações entre a direção dos Correios e as entidades sindicais, a Empresa trouxe àmesa a proposta de exclusão de praticamente todas as cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da categoria, o que inviabilizou qualquer possibilidade de diálogo com os trabalhadores. Neste sentindo, a Greve Geral, um direito legal dos trabalhadores, se apresenta como o único instrumento de luta em defesa dos direitos, emprego e sustento dos ecetistas e suas famıĺias. 

Importante destacar que o atual Acordo Coletivo estava garantido até o dia 31 de julho de 2021, conforme decisão colegiada do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Contudo, numa ação sem precedentes, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, por meio de uma liminar monocrática, suspendeu os efeitos da vigência do último ACT, ação que foi utilizada pela direção da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) para, de forma brutal, tentar excluir 70 cláusulas do atual Acordo, além de propor 0% (zero por cento) de reajuste salarial para a categoria. O fato éque, conforme demonstrado nas divulgações do balanço contábil de 2017, a Empresa teve lucro de R$ 667 milhões. 

Em 2018 este lucro de R$ 161 milhões; R$ 102 milhões, no ano de 2019 e, agora, em 2020, já apontou um lucro de R$ 383 milhões até o im de julho, obtendo lucros por quatros anos consecutivos. Só no ano passado, o superávit da Empresa foi na ordem de R$ 102,5 milhões. Não há situação de penúria na ECT, que inclusive vem reduzindo despesas com o corte do plano de saúde dos trabalhadores, outro forte ataque contra a categoria. E mais! 

Os Correios devem ter lucro este ano, mantida a situação atual, na ordem de R$ 800 milhões, uma vez que a própria Empresa anunciou que no perıó do da pandemia as postagens de encomendas superaram a ordem de 25%. Nós, do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Minas Gerais (SINTECT-MG), entendemos que a postura da ECT, seguindo a cartilha do Governo Federal, visa acelerar o processo de privatização da Empresa. Nosso objetivo é a preservação do último Dissıd́ io da categoria, julgado em outubro do ano passado pelo TST, com vigência de dois anos, reeditando as cláusulas do Acordo Coletivo 2018/2019. Este é mıń imo para garantir paz e segurança jurıd́ ica mais duradoura aos trabalhadores dos Correios, que possuem o menor salário entre as empresas públicas. Isso sem falar que o processo de privatização, além de promover a demissão de milhares de trabalhadores, signiica entregar o segredo comercial brasileiro às empresas privadas internacionais, além de desmontar o sistema de logıś tica e acabar com a integração nacional. Os trabalhadores dos Correios merecem respeito e não irão aceitar que o lucro seja colocado acima da vida. 

Trabalhamos com péssimas condições de trabalho; com salários defasados e sendo expostos ao vıŕ us. O Correio foi taxado como serviço essencial, seus trabalhadores devem receber o mesmo tratamento, pois, de fato, são essenciais para diversas atividades que dizem respeito à sociedade. Não aceitamos ser tratados como “objetos descartáveis”. A greve é em defesa dos nossos empregos, nossos salários, nossos direitos e, acima de tudo, em defesa das nossas vidas. 

Veja a Nota da Empresa:

Nota dos Correios sobre a paralisação parcial de empregados

A paralisação parcial dos empregados dos Correios, iniciada nesta segunda-feira (17) pelas representações sindicais da categoria, não afeta os serviços de atendimento da estatal.

Levantamento parcial, realizado na manhã desta terça-feira (18), mostra que 83% do efetivo total dos Correios no Brasil está trabalhando regularmente.

A empresa já colocou em prática seu Plano de Continuidade de Negócios para minimizar os impactos à população. Medidas como o deslocamento de empregados administrativos para auxiliar na operação, remanejamento de veículos e a realização de mutirões estão sendo adotadas.

Funcionamento – A rede de atendimento dos Correios está aberta em todo o país e os serviços, inclusive SEDEX e PAC, continuam sendo postados e entregues em todos os municípios.

Para mais informações, os clientes podem entrar em contato pelo telefone 0800 725 0100 ou pelo endereço https://apps2.correios.com.br/faleconosco/app/index.php

Negociação - Desde o início das negociações com as entidades sindicais, os Correios tiveram um objetivo primordial: cuidar da sustentabilidade financeira da empresa, a fim de retomar seu poder de investimento e sua estabilidade, para se proteger da crise financeira ocasionada pela pandemia.

Conforme amplamente divulgado, a diminuição de despesas prevista com as medidas de contenção em pauta é da ordem de R$ 600 milhões anuais. As reivindicações da Fentect, por sua vez, custariam aos cofres dos Correios quase R$ 1 bilhão no mesmo período - dez vezes o lucro obtido em 2019. Trata-se de uma proposta impossível de ser atendida.

Diversas comunicações inverídicas e descontextualizadas foram veiculadas, com o intuito apenas de provocar confusão nos empregados acerca dos termos da proposta. À empresa, coube trazer as reais informações ao seu efetivo: nenhum direito foi retirado, apenas foram adequados os benefícios que extrapolavam a CLT e outras legislações, de modo a alinhar a estatal ao que é praticado no mercado.

Os trabalhadores continuam tendo acesso ao benefício do Auxílio-creche, para dependentes com até 5 anos de idade. Os tíquetes refeição e alimentação também continuam sendo pagos, conforme previsto na legislação que rege o tema, sendo as quantidades adequadas aos dias úteis no mês, de acordo com a jornada de cada empregado: 22 tíquetes para quem trabalha de segunda a sexta-feira e 26 tíquetes para os empregados que trabalham inclusive aos sábados ou domingos.

Estão mantidos ainda - aos empregados das áreas de Distribuição/Coleta, Tratamento e Atendimento -, os respectivos adicionais.

Vale ressaltar que, dentre as medidas adotadas para proteger o efetivo durante a pandemia, a empresa redirecionou empregados classificados como grupo de risco para o trabalho remoto - bem como aqueles que coabitam com pessoas nessas condições –, sem qualquer perda salarial.

Respaldados por orientação da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST), bem como por diretrizes do Ministério da Economia, os Correios se veem obrigados a zelar pelo reequilíbrio do caixa financeiro da empresa. Em parte, isso significa repensar a concessão de benefícios que extrapolem a prática de mercado e a legislação vigente. Assim, a estatal persegue dois grandes objetivos: a sustentabilidade da empresa e a manutenção dos empregos de todos.

É importante lembrar que um movimento paredista agrava ainda mais a debilitada situação econômica da estatal. Diante deste cenário, a instituição confia no compromisso e responsabilidade de seus empregados com a sociedade e com o país, para trazer o mínimo de prejuízo possível para a população, especialmente neste momento de pandemia, em que a atuação dos Correios é ainda mais essencial para o Brasil.

 

Assessoria de Imprensa



quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Reforma da Praça do Rosário terá início nessa semana


Na próxima sexta-feira, 21, a Prefeitura de Bom Despacho começará a realização da  obra de reforma da Praça do Rosário. O local será adaptado para promover a Festa de Nossa Senhora do Rosário dos próximos anos.

A informação foi  confirmada pelo Prefeito Dr Bertolino da Costa Neto ao Jornal Fique Sabendo nesta quarta-feira, 19. " Na próxima sexta-feira já começa a obra de reforma da Praça do Rosário",  informou o Prefeito.

A Praça do Rosário receberá novas adaptações para receber congadeiros e o público que prestigia o evento na cidade. O local terá banheiros, arquibancadas e iluminação de Led.

O valor da reforma chegará a mais de RS 500 mil, sendo que deste montante RS 300 mil  de emenda  parlamentar do ex-deputado federal Carlos Meles. A ordem de serviço da obra foi assinada no dia 25 de Junho de 2020.

Governo anuncia linha de crédito para folha de pagamento

Fundo do Sebrae destina recursos de até R$ 12 bi para microempresas


Atendendo ao apelo dos empresários, o governo federal anunciou no dia 27 de Março  uma linha de crédito emergencial para financiar a folha de pagamento de pequenas empresas pelo período de dois meses, limitadaté 2 salários mínimos. A previsão é que sejam beneficiadas pela medida 1,4 milhão de pequenas e médias empresas do país, num total de 2,2 milhões de pessoas. 

Quem terá direito e como será operacionalizado?

A medida inclui as Pequenas Empresas com faturamento anual a partir de R$ 360 mil e será feita através de contrato específico entre as empresas e as instituições financeira. 

Segundo o Presidente do Banco Central: 

O dinheiro vai direto para a folha de pagamento. A empresa fecha o contrato com o banco, mas o dinheiro vai direto para o funcionárioA empresa fica só com a dívida. Em aproximadamente uma ou duas semanas as instituições financeiras já terão condições de fazer a operação.

 

Todos os funcionários da empresa serão contemplados?

O funcionário da empresa que recebe salário de até dois salários mínimos continuará a ter o mesmo rendimento. Entretanto, para os funcionários que ganham acima de dois salários, o financiamento ficará limitado a dois salários mínimos. No caso de um funcionário que ganhe, por exemplo, R$ 5 mil por mês, vai ficar a critério da empresa complementar o valor acima de dois salários mínimos.

 

Fique ligado: 

  • financiamento estará disponível para empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano; 

  • O dinheiro será exclusivo para folha de pagamento; 

  • A empresa terá 6 meses de carência e 36 meses para pagar o empréstimo; 

  • Os juros serão de 3,75% ao ano. 

  • As empresas que contratarem essa linha de crédito não poderão demitir funcionários pelo período de dois meses. 

 

Equipe da Unidade de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae Nacional.

Fonte: Sebrae