CONSTRUINDO COM CONSCIÊNCIA


              Bia Menezes - Engenheira Civil 


As chuvas vêm aí. Quais cuidados precisamos tomar com as nossas construções?

 

Cá estou eu novamente a falar sobre umidade nas edificações. Pois bem, a água é vital para a nossa sobrevivência, mas para as edificações, se não controlada e direcionada, pode se tornar destrutiva. A presença de água onde não deveria estar é umas das principais causas de problemas como trincas, estufamentos de pintura e de reboco, mofos e bolores,  infiltrações e até mesmo de desmoronamento de barrancos e muros.

E como evitar que esses problemas aconteçam? É simples: uma boa revisão em sua edificação! Antes da chuva chegar!

Trago aqui a minha colaboração, amigos leitores, de um check list com itens importantes a verificar:

a) Telhados, lajes e coberturas: verificar se há poeira e folhas acumuladas, principalmente nas calhas. Identificar pontos onde há aberturas e vedá-las com material elastomérico (um PU de qualidade). Instalar rufos e calhas onde for necessário. A laje é descoberta? Sugiro um bom sistema de impermeabilização.

b) Ralos e tubulações de escoamento de água pluvial: veja se não estão obstruídos e se a grelha está bem fixada aos ralos. Se não tiver grelha providencie, pois senão algo pode entrar pelos tubos, causando entupimentos e vazamentos futuros.

c) Frestas (aberturas) nas paredes: fazer o tamponamento adequado. Importante! Se são fissuras, é melhor entender o que a causou e tratar corretamente, senão elas voltarão.

d) Solos em declive descobertos (barrancos, principalmente): promover valas e canalizações para escoamento da água. Realizar também a cobertura vegetal, com grama, por exemplo. O importante é não deixar a água acumular no solo e ele ficar encharcado.

e) Janelas e portas: verificar se há aberturas em seus locais de fixação (onde a esquadria encontra com a parede). Retirar o silicone deteriorado, ou a massa, e refazer a vedação.

f) Muros e alvenarias: verificar se no encontro das pedras ou chapins (chapéus de muro) há a necessidade tampar o espaço entre as peças. Opte também pelo material elastomérico. Não tem chapins? Instale, é uma proteção extra, e barata, contra a entrada de água na sua alvenaria.

g) Revisão de rejuntes: sim! Os rejuntes envelhecem com o tempo e fissuram ou descolam. Porta de entrada para mais umidade.

Gostou das dicas? Que bom! Mas importante: essas são apenas algumas medidas de proteção, outras verificações devem ser feitas, principalmente quando a presença de umidade pode causar algum dano estrutural, um desmoronamento ou afundamento do piso. Por isso conte sempre com a ajuda de um especialista em Engenharia Diagnóstica ou um Engenheiro ou Arquiteto de sua confiança!

E se precisar também lembre-se que a Defesa Civil de Bom Despacho é um importante órgão para a proteção das vidas e edificações. Para entrar em contato com eles ligue para (37) 99172-2112.

E se precisar falar comigo, tirar dúvidas ou precisa de uma avaliação das condições do seu imóvel estou à disposição!

 

 


Bia Menezes  |   Engenheira Diagnóstica

Mestre em Construção Civil pela UFMG e Especialista em Patologias de Construção

(37) 99857-1996   |  consultoria@luminusengenharia.com

Siga-me nas redes sociais. Instagram: bia_luminusengenharia

 

 

2 comentários:

  1. Excelente artigo! Projeto é obrigação do construtor e direito do comprador! Parabéns Engª Beatriz.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelo comentário Maxwell!

    ResponderExcluir