Mineiros denunciam mais os crimes contra os idosos

Desde o lançamento da Campanha de Valorização da Pessoa Idosa, as denúncias de crimes contra as ‘pessoas da melhor idade’ vem engrossando a lista do Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19). Quando comparados os períodos pré e pós campanha, o número de denúncias teve um salto de 307%. O serviço, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), recebeu 216 relatos de janeiro a outubro de 2009, contra 881 no mesmo período de 2010.

Os crimes mais denunciados foram maus-tratos familiares e abandono. Já quando comparado os dois primeiros meses deste ano com o mesmo período de 2010, o relatório do Disque Direitos Humanos revela uma estabilidade no número de relatos. Foram 178 denúncias recebidas nos meses de janeiro e fevereiro dos respectivos anos.

Maus-tratos familiares (121 e 105) e abandono (22 e 36) permanecem como os mais denunciados. A população mineira também denunciou maus-tratos de terceiros, lesão financeira, abandono material, entre outros.

“É importante que as pessoas não tenham receio de denunciar as violações dos direitos humanos. Por meio deste conhecimento é que os órgãos públicos poderão atuar”, orienta o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Wander Borges.

O coordenador do Disque Direitos Humanos, Jorge Noronha, acredita que a campanha cumpriu com o objetivo de mobilizar a sociedade sobre as situações de violência enfrentadas pela população idosa. “Os dados mostram a resposta de uma campanha. A intenção é que o Disque se torne um serviço de domínio público para que a população não se esqueça do problema vivido pelos idosos”, destacou.

Valorização do Idoso

A Campanha de Valorização da Pessoa Idosa é uma iniciativa do Governo de Minas e do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), lançada, em outubro de 2009, pelo então governador Aécio Neves. A campanha foi realizada por meio da veiculação de filmes e anúncios pelos veículos de comunicação do Estado.

Disque

O Disque Direitos Humanos é um serviço gratuito e sigiloso, recebe denúncias de todo o Estado e também presta orientações sobre assuntos relacionados às violações dos direitos humanos. As denúncias são encaminhadas para o Ministério Público, Conselho Estadual do Idoso, conselhos municipais do idoso e delegacias especializadas.

Conselho Estadual do Idoso

O Conselho Estadual do Idoso (CEI), vinculado à Sedese, foi criado em 1999 e tem como principais objetivos planejar, desenvolver e acompanhar políticas públicas para a garantia dos direitos dos idosos em Minas Gerais. A unidade funciona na rua da Bahia, 1148, sala 308, no Centro da capital. Os telefones para contato são (31) 3222.9737 ou (31) 3227.6646.

fonte: Ag. Minas

Comentários