segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Colégio Tipura acerta tema de Redação do ENEM 2020!

 


Pela terceira vez, o Tipura acerta o tema da Redação do ENEM, de forma que o primeiro foi sobre o Feminicídio em 2015, o segundo sobre Cinema em 2019 e o terceiro sobre  Saúde Mental em 2020.


Primeiramente, gratidão a nossa Cumba de Desenvolvimento Comunitário em 2020, a Psicóloga / Psicanalista Denise Coimbra que,oportunamente, em harmonia com o nosso Cumba de Redação Éder Tipura, convidaram os Tipuradores (as), para participarem da live do Psicólogo / Psicanalista Eduardo Lucas Andrade com o Poeta e Produtor Cultural Sérgio Vaz no dia 24/ 09 sobre Arte,Política e Saúde Mental, de modo que a partir de uma visão cultural e clínica, tivemos a proporção de  subsídios para trabalharmos os temas sobre Saúde Mental em sala de aula, bem como nos Laboratórios de Redação do Colégio Tipura.


Para o Cumba Eder Tipura, o tema deste ano é extremamente pertinente devido a Pandemia, isolamento social e aulas digitas, Éder Tipura crê que o assunto Saúde Mental foi amplamente difundido em nossa sociedade brasileira, bem como o Cumba Eder Tipura nos diz que em relação a produção do texto dissertativo-argumentativo, de imediato podemos buscar uma relação de conceituação e contextualização com a obra Realista do Machado de Assis: O Alienista, de forma que há o encarceramento compulsório dos personagens que não são enquadrados como "normais" pelo protagonista da narrativa. Posteriormente, Éder Tipura relata que realizar a segmentação do tema é de extrema importância, principalmente,  porque os estereótipos das patologias psíquicas  são,realmente, marginalizados para as pessoas pretas,pobres e periféricas, já que, lamentavelmente, os indivíduos de classe baixa são pré-julgados para trabalhar e estudar, sem direito a ficarem doentes cognitivamente, de acordo com uma visão estigmatizada das classes superiores do Brasil. O Tipura, ainda nos diz que em relação ao argumento histórico, poderíamos pensar sobre a negligência da máquina administrativa, como o Holocausto de Barbacena / MG, bem como, em tempos coevos, o Éder fala que poderíamos abordar as medidas desumanas sancionadas pelo Presidente Jair Messias Bolsonaro no mês de sua posse, como os choques elétricos e as internações forçadas, sendo um retrocesso enorme para o nosso país.


Além disso, o Professor Éder Tipura demonstra que em contrapartida ao descaso da máquina pública, pensa que seja uma excelente oportunidade para contrapor com o Cantor e Compositor Emicida que em sua canção e álbum denominados de Amarelo, o rapper brasileiro trabalha as intimidações sistemáticas que as pessoas sofrem por causa das mazelas sociais presente em nosso meio de convivência, além do artista brasileiro sugerir um tratamento humano, com afeto  e coletivo em suas canções para mitigar os preconceitos tupiniquins.

O Cumba Éder Tipura, finaliza discursando sobre a proposta de intervenção, a qual deve ser realizada com movimento de base, as pessoas que tratam essas circunstâncias em seus cotidianos, como psicólogos, psicanalistas e Terapeutas Ocupacionais, com parceria com as secretarias, de forma que devem criar uma entidade para proporcionar ações de cunho participativo e financeiro para que possam subsidiar o trabalho dos agentes, de forma que o Professor Éder Tipura é Vereador na cidade de Bom Despacho-MG, de tal maneira  que ressalta  a necessidade de deixar claro o apoio do Legislativo, bem como o financiamento do Executivo,mas também deixar a finalidade clara, de forma que o Brasil não se transforme no cenário nefasto da narrativa alienista Machadiana.


Assessoria de Comunicação do Colégio Tipura

Nenhum comentário:

Postar um comentário