MOZART FOSCHETE


Coluna do Chantecler 

Professor Mozart Foschete

Coluna do Chantecler – Crônicas do cotidiano político

2022: GREVES, ELEIÇÕES E OUTRAS MERDAS QUE VÊM POR AÍ



Meus caros, raros e fieis leitores,

Meu editor – o Rogério - me pressiona para eu lhe enviar uma artigo o mais rápido possível. Era para ontem, mas eu estava viajando e não tive como fazê-lo. Prometi-lhe para hoje e, apesar do cansaço de longas viagens de carro, aqui estou eu sentado defronte o meu notebook sem saber sobre o que escrever. Início de ano parece haver muitos assuntos a tratar, mas não encontro nenhum. A verdade é que me dei um recesso desde uma semana antes do Natal até agora e fiz questão de não ver noticiário algum, nem da TV, nem de jornais impressos. Assim, não sei o que se passou neste País nessas últimas duas ou três semanas. E falta de notícias não me fez falta nenhuma!

Acreditem ou não, somente hoje, 06 de janeiro, foi que fiquei sabendo que o Bolsonaro foi internado outra vez com problemas intestinais. Será que ainda é resultado daquela facada que levou do Adélio? Intestino preso, me disseram. Dificuldades para defecar (palavra mais palatável que “cagar”!). De certa forma, no caso dele, é até bom que ele fique por uns tempos sem fazer “cagadas”. Mas, também já me disseram que ele deu uma melhorada e, logo, logo, volta às suas defecadas. E o País que aguente.

Por ficar sem ver qualquer notícia nesse período, também só agora fiquei sabendo que o governo federal vai dar aumento salarial só para os policiais. Já é uma melhora. Antes, ele dava aumento só para os militares das Forças Armadas e para a Polícia Federal. Quanto aos servidores civis – que já faz tempo que não têm aumento – nada. Bolsonaro e seu Ministro da Fazenda – esse tal de Paulo Guedes – devem pensar que servidor civil é uma plasta, que não faz nada de útil, não acrescenta nada politicamente ao governo e só sabe reclamar. Acho que vão pipocar greves por aí. E greve de categorias importantes como Receita Federal, Banco Central, diplomatas e o pessoal da área de saúde. Da área de educação, não, pois a educação deixou de ser importante nesse País há muito tempo. Já não tem peso político nenhum.

E, claro, o governo vai dizer que a greve tem motivações políticas, que é estimulada pelo PT, pelo PSOL e assemelhados. Que a greve – se vier – será apoiada por esses Partidos não resta a menor dúvida. É até natural que assim seja. Mas, independentemente desse apoio, a greve dever vir por ser uma questão de justiça. Se não por outras razões, pelo menos pelo fato de que os servidores civis também são “filhos de Deus” – como se costuma dizer.

É bem verdade que a greve poderia ter um peso maior caso o pessoal da Justiça – juízes, desembargadores, ministros dos tribunais superiores e até procuradores e promotores – aderisse à mesma. Mas, esse pessoal, não deve estar muito preocupado com correção de seus salários. E por uma razão muito simples: na ausência de aumentos salariais, eles andaram se concedendo vantagens financeiras extra-salários do tipo auxílio-moradia para todos eles, auxílio-transporte, auxílios-livro, auxílio-educação, auxílio-creche, auxílio-paletó, e outros auxílios. Para isso, a criatividade deles não tem limites. A começar do STF.

Estou torcendo para essa greve ir pra frente e ter sucesso. E não é porque sou petista ou psolista. Como um ser inteligente, racional, egoísta e insaciável que sou (como todo mundo), minha motivação é outra e bem prática: aposentado, já faz alguns anos que não sei o que é aumento salarial. E a inflação está aí a toda. Afinal, ou locupletemo-nos todos, ou instaure-se a moralidade!

* * *

Mudando de assunto, recebi uma informação fidedigna de que o “ibope” do Bolsonaro está caindo pelas tabelas. Me disseram até que ele pode – por pressão das bases (militares) - desistir de sua candidatura à reeleição. Será?

Também ouvi dizer que o PDT deu prazo para o Ciro Gomes decolar nas pesquisas, do contrário... Mas, como ele não vai decolar, parece certo que vão desistir dele!

E agora me dizem que o Lula foi anteontem a Recife para deslanchar sua campanha e o povo bloqueou com carros as saídas do aeroporto, aos gritos de “Lula ladrão! Seu lugar é na prisão!” Ele não teve como sair do aeroporto. Pode um cara desses ser Presidente da República? Vai acabar desistindo da candidatura.

Aliás, fico aqui pensando, como um cara pode ter 48% das intenções de voto – segundo as pesquisas que andam por aí - e não pode sair às ruas? Onde estão seus apoiadores e possíveis eleitores que não o carregam nos seus braços em passeata por todo o Brasil?

E o Moro, vai pra frente? Vai nada! E o Doria menos ainda. Se eu bobear, vai acabar sobrando pra mim!

E tchau procês e tudo de bom nesse novo ano. Sem dúvida, 2022 promete!

Chantecler.2022: GREVES, ELEIÇÕES E OUTRAS MERDAS QUE VÊM POR AÍ

Meus caros, raros e fieis leitores,

Meu editor – o Rogério - me pressiona para eu lhe enviar uma artigo o mais rápido possível. Era para ontem, mas eu estava viajando e não tive como fazê-lo. Prometi-lhe para hoje e, apesar do cansaço de longas viagens de carro, aqui estou eu sentado defronte o meu notebook sem saber sobre o que escrever. Início de ano parece haver muitos assuntos a tratar, mas não encontro nenhum. A verdade é que me dei um recesso desde uma semana antes do Natal até agora e fiz questão de não ver noticiário algum, nem da TV, nem de jornais impressos. Assim, não sei o que se passou neste País nessas últimas duas ou três semanas. E falta de notícias não me fez falta nenhuma!

Acreditem ou não, somente hoje, 06 de janeiro, foi que fiquei sabendo que o Bolsonaro foi internado outra vez com problemas intestinais. Será que ainda é resultado daquela facada que levou do Adélio? Intestino preso, me disseram. Dificuldades para defecar (palavra mais palatável que “cagar”!). De certa forma, no caso dele, é até bom que ele fique por uns tempos sem fazer “cagadas”. Mas, também já me disseram que ele deu uma melhorada e, logo, logo, volta às suas defecadas. E o País que aguente.

Por ficar sem ver qualquer notícia nesse período, também só agora fiquei sabendo que o governo federal vai dar aumento salarial só para os policiais. Já é uma melhora. Antes, ele dava aumento só para os militares das Forças Armadas e para a Polícia Federal. Quanto aos servidores civis – que já faz tempo que não têm aumento – nada. Bolsonaro e seu Ministro da Fazenda – esse tal de Paulo Guedes – devem pensar que servidor civil é uma plasta, que não faz nada de útil, não acrescenta nada politicamente ao governo e só sabe reclamar. Acho que vão pipocar greves por aí. E greve de categorias importantes como Receita Federal, Banco Central, diplomatas e o pessoal da área de saúde. Da área de educação, não, pois a educação deixou de ser importante nesse País há muito tempo. Já não tem peso político nenhum.

E, claro, o governo vai dizer que a greve tem motivações políticas, que é estimulada pelo PT, pelo PSOL e assemelhados. Que a greve – se vier – será apoiada por esses Partidos não resta a menor dúvida. É até natural que assim seja. Mas, independentemente desse apoio, a greve dever vir por ser uma questão de justiça. Se não por outras razões, pelo menos pelo fato de que os servidores civis também são “filhos de Deus” – como se costuma dizer.

É bem verdade que a greve poderia ter um peso maior caso o pessoal da Justiça – juízes, desembargadores, ministros dos tribunais superiores e até procuradores e promotores – aderisse à mesma. Mas, esse pessoal, não deve estar muito preocupado com correção de seus salários. E por uma razão muito simples: na ausência de aumentos salariais, eles andaram se concedendo vantagens financeiras extra-salários do tipo auxílio-moradia para todos eles, auxílio-transporte, auxílios-livro, auxílio-educação, auxílio-creche, auxílio-paletó, e outros auxílios. Para isso, a criatividade deles não tem limites. A começar do STF.

Estou torcendo para essa greve ir pra frente e ter sucesso. E não é porque sou petista ou psolista. Como um ser inteligente, racional, egoísta e insaciável que sou (como todo mundo), minha motivação é outra e bem prática: aposentado, já faz alguns anos que não sei o que é aumento salarial. E a inflação está aí a toda. Afinal, ou locupletemo-nos todos, ou instaure-se a moralidade!

* * *

Mudando de assunto, recebi uma informação fidedigna de que o “ibope” do Bolsonaro está caindo pelas tabelas. Me disseram até que ele pode – por pressão das bases (militares) - desistir de sua candidatura à reeleição. Será?

Também ouvi dizer que o PDT deu prazo para o Ciro Gomes decolar nas pesquisas, do contrário... Mas, como ele não vai decolar, parece certo que vão desistir dele!

E agora me dizem que o Lula foi anteontem a Recife para deslanchar sua campanha e o povo bloqueou com carros as saídas do aeroporto, aos gritos de “Lula ladrão! Seu lugar é na prisão!” Ele não teve como sair do aeroporto. Pode um cara desses ser Presidente da República? Vai acabar desistindo da candidatura.

Aliás, fico aqui pensando, como um cara pode ter 48% das intenções de voto – segundo as pesquisas que andam por aí - e não pode sair às ruas? Onde estão seus apoiadores e possíveis eleitores que não o carregam nos seus braços em passeata por todo o Brasil?

E o Moro, vai pra frente? Vai nada! E o Doria menos ainda. Se eu bobear, vai acabar sobrando pra mim!

E tchau procês e tudo de bom nesse novo ano. Sem dúvida, 2022 promete!

Chantecler.



2 comentários:

  1. Meu Deus... Obrigada pelo primeiro presente do nosso dia!!! Adorei cada frase e fui conversando com vc a cada palavra. Gostaria de dar pitaco, com concordando e agradecendo a cada palavra, mas ao afinal teria escrito um outro texto. Portanto fica aqui o meu simples obrigada por todo o texto e em especial ao nosso dia.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir