Exportações de Minas Gerais batem recorde em 2010 com crescimento de 60%

As exportações mineiras fecharam 2010 com um crescimento recorde de 60%, quase o dobro do nacional que foi de 32%, e registraram um valor também histórico de US$ 31,17 bilhões. O total supera os US$ 24,4 bilhões de 2008, até então o maior da série histórica. Já as importações, com um volume de US$ 9,96 bilhões, nos 251 dias úteis do ano, não conseguiram superar os US$ 10,48 bilhões registrados em 2008. Por outro lado, o saldo da balança comercial de Minas Gerais terminou o ano passado com um aumento 75% maior do que o de 2009. O resultado de US$ 21,2 bilhões foi superior também ao do Brasil, que ficou em US$ 20,27 bilhões.

Os dados preliminares foram divulgados nesta quarta-feira (5) pela Central Exportaminas, vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), que realiza mensalmente o Mapeamento das Exportações de Minas Gerais com base nos números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A previsão é de que neste ano o comércio exterior de Minas Gerais também continue crescendo. Para o diretor da Central Exportaminas, Jorge Duarte Oliveira, há oito anos o histórico de Minas Gerais é de um crescimento acima da média nacional, o que explica o fato de o Estado ter respondido por 10,4% das exportações brasileiras em 2003, enquanto em 2010 esta participação pulou para 15,5%. “Caso as exportações mineiras cresçam neste ano ao mesmo ritmo da expansão de 13% prevista para o Brasil, o valor das vendas externas de Minas Gerais deverá superar os US$ 35 bilhões”, destacou.

Jorge Oliveira informou que “os ótimos números do comércio exterior de Minas Gerais devem ser creditados às commodities. Mais uma vez, o carro-chefe das exportações foi o minério de ferro. Conforme os dados do MDIC, além do aumento de 27,2% do volume nacional embarcado, o preço do minério também cresceu 142%”, impulsionado pela forte demanda internacional, especialmente da China.

O diretor da Central Exportaminas lembrou ainda a importância da contribuição de outras commodities, não só para a pauta de exportações de Minas Gerais, mas de todo o país. Segundo ele, o embarque de café no Brasil cresceu 22% e o preço médio do grão teve alta de 38% no mercado internacional. Outros destaques em 2010 foram açúcar, celulose, grãos diversos e outros produtos da cadeia minero metalúrgica. A China foi o principal parceiro de Minas Gerais no ano que passou.

Também em dezembro, de um modo geral os números da balança comercial foram positivos e superaram as expectativas. As exportações voltaram a crescer e atingiram os US$ 3,34 bilhões, um recorde mensal. Já as importações apresentaram um movimento diferente com uma queda gradual no último trimestre de 2010, mas seguiram a tendência nacional. Os produtos importados em Minas Gerais em dezembro somaram US$ 781,19 milhões, resultando em um saldo comercial de US$ 2,56 bilhões no último mês do ano, o que significa um crescimento de 115,9% em relação ao mesmo período de 2009. Já no acumulado de 2010 o saldo cresceu 74,7%.

fonte: Ag.Minas

Comentários