RESULTADOS DO 7° BATALHÃO EM 2010


Durante o ano de 2010, os policiais militares do 7° Batalhão se empenharam no objetivo de reduzir os índices de criminalidade proporcionando um ambiente mais seguro. O Batalhão tem hoje 22 municípios, entre eles Bom Despacho, Nova Serrana, Lagoa da Prata, Abaeté, Pompéu, entre outros. Entre os indicadores pactuados através do Pacto de Metas, a Unidade cumpriu todas as metas.

No ano de 2009 foram registradas 753 ocorrências de crimes violentos na área do Batalhão, cuja meta de redução para 2010 era de 8%. A Unidade conseguiu reduzir em 38,70% dos crimes violentos em 2010. Nos crimes violentos contra o patrimônio e homicídios o 7° Batalhão reduziu em 46,33% e 16,67 respectivamente.

Um dos aspectos importantes e que contribuíram para o alcance desses resultados deve-se à participação da comunidade, através do Disque Denúncia Unificado 181. Prova disto é que em novembro de 2010, a Unidade recebeu 28 denúncias. Após campanha de conscientização e distribuição de panfletos informativos sobre Disque Denúncia Unificado 181, em dezembro houve um aumento de 146% de denúncias, o que revela uma maior colaboração e participação da população na prevenção e combate às ações delituosas.

Em Bom Despacho continua o desafio para a Polícia Militar em prevenir os arrombamentos, o que exige uma participação mais eficaz de todos os bondespachenses, seja na instalação de dispositivos de segurança, seja no acionamento imediato da Polícia Militar para averiguação e abordagem a toda pessoa em atitude suspeita.

Algumas dicas para a sua segurança e de seu lar são válidas:
• Nas ausências prolongadas, peça a um parente para visitar sua casa, para demonstrar a presença de pessoas (abrindo janelas, regando jardins, entrando com o carro na garagem).
• Não deixe jóias ou dinheiro em casa, mesmo dentro de cofres. Utilize cofres de bancos.
• Não deixe escadas e ferramentas ao alcance de estranhos.
• Evite atender pessoas estranhas (vendedores, verdureiros, jardineiros avulsos, pedintes), dentro da sua casa.
• Exija e comprove referências de profissionais para serviços domésticos e de empregadas.
• Providencie a limpeza de terrenos baldios próximos. Mantenha atenção com construções próximas.
• Não permita que os empregados recebam estranhos, mesmo que se digam parentes ou amigos.
• Tenha cuidado com técnicos não solicitados para consertos como: telefone, água, luz.
• Após a construção ou locação de casa ou apartamento, troque o segredo das fechaduras.
• Faça o levantamento da vulnerabilidade: conjunto de dispositivos protetores: fechaduras, portas, janelas e dobradiças. Mantenha a porta da garagem sempre fechada.
• Nos edifícios que não possuem porteiros, não abra o portão para pessoas estranhas ou que disseram procurar por um morador do prédio que não more no apartamento acionado.
• Ao atender estranhos, manter os portões fechados e as pessoas do lado de fora. O portão somente poderá ser aberto após identificar o visitante;
• Ao receber prestadores de serviços, identificá-los, anotar os dados de seus documentos e permitir o acesso às dependências após ter certeza de que o mesmo é pessoa idônea e realmente presta serviços para aquela empresa. ACOMPANHE-O DURANTE O SERVIÇO.
• Troque as fechaduras se algum morador ou funcionário perder a chave.


Assessoria de Comunicação Organizacional do 7° BPM

Comentários