quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

PRF inicia nesta sexta-feira Operação Carnaval 2015 em todo o país

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia amanhã (13) operação de fiscalização nas rodovias brasileiras em todo o país. A Operação Carnaval 2015, com a meta de combater os casos de embriaguez ao volante, será o foco das ações durante o período de festas até a Quarta-Feira de Cinzas (18). Ao todo, 10 mil agentes, entre cargos administrativos e de fiscalização estarão envolvidos nas ações. 


"O número de infrações relacionados à ingestão de álcool e outras substâncias entorpecentes nas épocas do carnaval é muito superior ao de outros feriados nacionais. No Ano-Novo, para cada 62 testes feitos pela polícia, um flagrante era registrado. No Natal passado, a relação foi de um flagrante para cada 52 testes. No carnaval, eram necessários apenas 32 testes para identificar uma ocorrência de consumo de álcool", disse Diego.De acordo com o Diego Bradão, agente da PRF, o teste de alcoolemia é necessário devido às próprias características das festas carnavalescas, período em que as pessoas costumam exagerar no consumo de bebidas alcoólicas.


As alterações na Lei Seca não toleram qualquer nível de embriaguez, e o motorista que for flagrado dirigindo sob efeito de álcool, além de ter a Carteira de Habilitação suspensa e ser impedido de continuar a viagem, também terá de desembolsar R$ 1.915 em multa. Serão utilizados 970 medidores de alcoolemia (aparelho que mede a quantidade de álcool por litro de sangue) na ações da PRF que vão até a Quarta-Feira de Cinzas.
No Distrito Federal, o aumento de 40% no efetivo de agentes será possível pelo remanejamento dos policiais em função administrativa para as rodovias. As principais saídas da cidade, as BR 020, que liga o DF ao nordeste; BR 040, com ligação para o Sul do país e BR 070, que tem saída para Pirenópolis devem concentrar as maiores ações.

A maioria dos acidentes nas rodovias são causados por falta de atenção dos motoristas às normas de trânsito, e estão relacionados as ultrapassagens indevidas, velocidade superior ao limite das vias e abuso de álcool, conforme foi apontado na segunda-feira (11) pela PRF.

Ag. Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário