quarta-feira, 1 de julho de 2020

Fecomércio MG oferece soluções e serviços para empresários do setor turístico mineiro



Em parceria com a empresa Tourqual e a startup Smart Tour, a entidade irá oferecer ferramentas que contribuirão para o desenvolvimento das atividades empresariais turísticas durante o enfrentamento ao Covid-19

 

O ano de 2020 iniciou com grandes expectativas para o setor de turismo, principalmente, pela quantidade de feriados prolongados. Só no primeiro semestre eram seis datas previstas. No entanto, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) provocou uma reviravolta nas atividades turísticas em todo o mundo.

 

Desde o início do surto de Covid-19, inúmeros serviços ligados ao turismo foram cancelados ou remarcados por clientes e prestadores. Com isso, o setor acumula prejuízos mensais que, somados, já chegam a R$ 62,56 bilhões, conforme dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

 

Em Minas Gerais, os impactos no faturamento chegaram a 100% no mês de maio para 25,8% dos empresários do setor, segundo um levantamento do Núcleo de Pesquisas e Estatística do Observatório do Turismo do Estado.

 

Diante desse cenário de incertezas, muitos empresários do setor precisaram se reinventar para continuar com suas atividades. Com o intuito de fortalecer a atividade turística, a Fecomércio MG implementou um canal exclusivo de atendimento aos empresários e uma consultoria de diagnóstico gratuita e personalizada, orientadas pela equipe de Negócios Turísticos da entidade.

 

A analista de turismo da Federação, Milena Soares, observa que retorno das atividades será diferente, com o início de uma nova era para o turismo, mais seguro em termos de exigências sanitárias. “Estamos vivenciando uma situação atípica em todos os setores produtivos. Por isso, reinventar e planejar o negócio são atitudes imprescindíveis ao empreendedor do turismo, que, com organização, pode atrair uma demanda retraída e ainda mais exigente pelo valor dos serviços.”

 

Não por acaso, a Fecomércio MG contará com a participação de parceiros para fortalecer as atividades da área de Negócios Turísticos da entidade. São eles, a empresa Tourqual (protocolo de qualidade em equipamentos e serviços turísticos) e a startup Smart Tour (monitoramento inteligente de fluxo turístico). Elas readequaram seus serviços aos empresários para que eles possam garantir qualidade e segurança aos seus clientes durante a pandemia.

 

“Nós acreditamos que por meio dessas e de outras parcerias já firmadas pela Fecomércio MG, conseguiremos potencializar relações e contribuir para a manutenção e o desenvolvimento das atividades que compõem toda a cadeia turística mineira”, ressalta Milena.

 

Soluções de combate ao Covid-19

 

O setor de turismo é uma das atividades mais impactados pela crise econômica e social decorrente do Covid-19. Diante desse cenário, a Fecomércio MG em parceria com empresa Tourqual e a startup Smart Tour oferecem soluções para o enfrentamento aos efeitos financeiros decorrentes do Covid-19. São elas:

 

Selo de Certificação Tourqual. A fim de certificar a excelência de serviços e experiências turísticas, a empresa Tourqual lançou um Selo de Certificação, com indicadores relacionados ao Covid-19. O selo de certificação proporcionará ao empreendimento turístico uma melhor imagem junto aos seus potenciais clientes.

 

Com a gestão dos indicadores Tourqual, meios de hospedagem, restaurantes e atrativos conseguem determinar mais facilmente ações de melhoria e utilização de indicadores bem avaliados para comunicação efetiva de marketing. A certificação possui baixo custo, auxilia as empresas turísticas a retornarem com mais força e excelência ao mercado e evidencia ao cliente que todas as necessidades impostas pelos órgãos sanitários e de saúde foram cumpridas.

 

Smart Tracking. A plataforma inovadora permite rastrear os movimentos de indivíduos identificados com o Covid-19, considerando todos os estabelecimentos visitados até 15 dias antes do diagnóstico. A ferramenta, que atende às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e às diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), permite o acesso aos contatos dos usuários cadastrados nesses estabelecimentos, facilitando o rastreamento dos locais por onde a pessoa passou. Não por acaso, a plataforma integra o Top 10 de iniciativas no combate ao novo coronavírus, segundo a Organização Mundial do Turismo.

 

A implementação da ferramenta é feita pela adesão por meio das prefeituras, que podem usar a ferramenta no enfrentamento ao Covid-19, uma vez, que os dados recolhidos ficarão integrados às Secretarias de Saúde dos municípios. Além disso, a sua utilização é simples. Ao se cadastrarem na plataforma, os estabelecimentos recebem um QR Code para impressão, que pode ser fixado em um local à vista do público. Para integrar o banco de dados, o cliente só precisa fazer cadastro rápido. Assim, sempre que ele visitar um novo comércio, basta ler o QR Code do local, que irá identificar e registrar a movimentação. Com isso, se a pessoa for diagnosticada com Covid-19, os órgãos de saúde podem consultar o banco de dados e rastrear os locais e pessoas que tiveram contato com o testado positivo, avisa-los via e-mail com orientações específicas de cada município..

 

Os interessados nos serviços disponibilizados devem entrar em contato com Núcleo de Negócios Turísticos da Fecomércio MG pelo telefone (31) 98291-2890. 

Ass. Um. FECOMÉRCIO MG 


Nenhum comentário:

Postar um comentário